Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11399
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPequeno, Luis Renato Bezerra-
dc.contributor.authorMororó, Mayra Soares de Mesquita-
dc.date.accessioned2015-04-16T12:42:11Z-
dc.date.available2015-04-16T12:42:11Z-
dc.date.issued2012-08-29-
dc.identifier.citationMORORÓ, M. S. M. Habitação progressiva autoconstruída: caracterização morfológica com uso da gramática da forma. 2012. 182 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil: Estruturas e Construção Civil)–Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2012.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/11399-
dc.description.abstractThis paper concerns the spontaneous habitation focused on the progressive production processes of housing. It considers as problematic the relative scarcity of studies on that subject, particularly in relation to the emergent typologies of self-construction processes. Therefore, it was developed a case study in the Planalto Pici – a Special Zone of Social Interest (ZEIS) in Fortaleza, capital of the state of Ceará, Brazil – applied from a methodological arrangement involving the physical measurements and registration of progressivity in the construction of 94 houses. This information was examined and described by adopting the shape grammar - analysis tool created by Stiny and Gips in the 70s - as an instrument of representation of logic that involves the formation of units. From the data collected, we sought for recurrences of forms, in order to understand the morphological characteristics of dwellings in line with research on type, according to the definition of Rossi and Argan. The results indicate a multiplicity of factors involved in the production of autonomous housing and point to the need for research focusing on these specific fragments of the city, considering that understanding the morphology requires an understanding of the urban context. Based on the knowledge attained, the research contributes a method that speculates on future forms, and an overview of knowledge about the user, which may indicate a path for the development of housing design projects best suited to the needs of the public as well as to grant in technical assistance programs applied to the study environment.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectEngenharia de estruturaspt_BR
dc.subjectConstrução civilpt_BR
dc.subjectTipologiapt_BR
dc.subjectHabitação socialpt_BR
dc.titleHabitação progressiva autoconstruída: caracterização morfológica com uso da gramática da formapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.co-advisorCardoso, Daniel Ribeiro-
dc.description.abstract-ptbrO presente trabalho se insere no campo de pesquisas sobre a habitação espontânea, com foco nos processos progressivos de produção das moradias. Considera como problemática a escassez de estudos a respeito do objeto, no que se refere às tipologias emergentes dos processos de autoconstrução. Para seu alcance foi desenvolvido um estudo de caso na ZEIS do Pici em Fortaleza, capital do Estado do Ceará, aplicado a partir de um arranjo metodológico que envolveu o levantamento físico e o registro da progressividade na construção de 94 casas. Estas informações foram examinadas e descritas adotando-se a gramática da forma – ferramenta de análise criada por Stiny e Gips na década de 70 – como instrumento de representação da lógica que envolve a formação das unidades. A partir dos dados coletados, buscou-se por recorrências de formas, com a finalidade de compreender as características morfológicas das habitações em consonância com as pesquisas sobre tipo, de acordo com a definição de Rossi e Argan. Após a análise dos dados, propôs-se o registro da morfologia resultante da progressividade na construção a partir do sistema gerador de formas supracitado. Os resultados encontrados indicam uma multiplicidade de fatores envolvidos na produção autônoma da moradia, os quais se vinculam diretamente às formas emergentes, e apontam para a necessidade de estudos direcionados a estes fragmentos específicos da cidade, visto que a compreensão da morfologia passa, antes de tudo, pelo entendimento do contexto urbano no qual a habitação está inserida. A partir dos conhecimentos alcançados, a pesquisa contribui com um método que especula sobre formas futuras; e um apanhado de conhecimento sobre o usuário, que pode indicar um caminho para o desenvolvimento de projetos habitacionais mais adequados às necessidades deste público, assim como para o subsídio em programas de assistência técnica aplicados ao cenário estudado.pt_BR
dc.title.enSelf-constructed progressive housing: morphological characterization using the shape grammarpt_BR
Appears in Collections:DECC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012_dis_msmmororo.pdf12,31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.