Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1165
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorPaes, Nelson Leitão-
dc.contributor.authorSiqueira, Marcelo Lettieri-
dc.date.accessioned2011-11-17T21:22:36Z-
dc.date.available2011-11-17T21:22:36Z-
dc.date.issued2008-02-
dc.identifier.citationPAES, Nelson Leitão; SIQUEIRA, Marcelo Lettieri (2008)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1165-
dc.descriptionPAES, Nelson Leitão; SIQUEIRA, Marcelo Lettieri. Renda básica da cidadania ou imposto de renda negativo: qual o mais eficiente no combate a pobreza? Fortaleza: Laboratório de Estudos da Pobreza/CAEN?UFC, 2008. Ensaio sobre Pobreza, 12.pt_BR
dc.description.abstractThis paper compare two alternative social politics to reduce poverty and income inequality in Brazil. The first one is a payment of a universal fixed income, called Basic Income Grant (BIG), and the second one is a Negative Income Tax (NIT), pay only to the families with low incomes. For analysis, we use a Computable General Equilibrium Model. The results had shown that the BIG is better that NIT when the costs of administration associated with the NIT is higher than 50%, and that for a cost between 0 and 50% the adopted program goes to depend on the strategy of poverty reduction.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherLaboratório de Estudos da Pobreza/CAENpt_BR
dc.relation.ispartofseriesEnsaio sobre Pobreza;12-
dc.subjectPobrezapt_BR
dc.subjectImposto de Rendapt_BR
dc.titleRenda básica da cidadania ou imposto de renda negativo: qual o mais eficiente no combate a pobreza?pt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.abstract-ptbrO presente artigo procura comparar duas políticas sociais alternativas de combate à pobreza e à desigualdade de renda no Brasil. A primeira é baseada na concessão de uma renda fixa universal, denominada Renda Básica da Cidadania (RBC), e a segunda, um Imposto de Renda Negativo (IRN), pago apenas às famílias com renda inferior a um determinado patamar. Para análise, adotou-se um modelo de equilíbrio geral computável. Os resultados mostraram que a RBC é melhor que o IRN quando o custo de focalização deste é superior a 50%, e que para um custo menor que 50% o programa a ser adotado vai depender da estratégia de combate à pobreza escolhida.pt_BR
Aparece nas coleções:Coleções do CAEN

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_art_nlpaes.pdf272,07 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.