Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/13664
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorRibeiro, Ronaldo de Albuquerque-
dc.contributor.authorAguiar, Marco Antônio Nasser-
dc.date.accessioned2015-10-21T16:46:11Z-
dc.date.available2015-10-21T16:46:11Z-
dc.date.issued2015-
dc.identifier.citationAGUIAR, Marco Antônio Nasser. Expressão de fator nuclear kappa b (nf-kb) e de interleucina 18 (il-18) no carcinoma inflamatório e carcinoma localmente avançado não inflamatório da mama. 2015. 80 f. Dissertação (Mestrado em Cirurgia) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/13664-
dc.description.abstractInflammatory Breast Cancer (IBC) is the most aggressive form of locally advanced breast cancer. It is more common in young women and unfavorably, in most of the times, evolves quickly. Presents with typical signs of inflammation such as hyperemia and hyperthermia its pathogenesis and evolution has been associated with possible participation of inflammatory mediators such as cytokines (TNF-α e IL-1β), enzymes (cyclooxygenase-2 [COX-2] and nitric oxide synthase [iNOS]), as well as, transcription factors (Nuclear Factor kappa B [NF-kB]) able to inducing them. In this regard, the objective of this research was to determine the NF-kB and Interleukin-18 (IL-18) expression in tissue samples obtained from IBC and Noninflammatory Locally Advanced Breast Cancer (LABC). The Hypothesis is that IBC would presents an increased expression of these factors than LABC. Demographics data and tumor characteristics, including response to neoadjuvant chemotherapy and overall survival in both tumor populations were also used to assessment and comparison. Furthermore, in this study, we evaluated the expression of IL-18 and p50 nuclear fraction of NF-kB by immunohistochemistry in specimens from IBC and LABC (T4b). Data analysis showed that about a quarter of cases of CIM occur in women up to 40 years. The overall survival is less in the group of CIM compared to LABC (2.3 vs. 4.3 years, respectively). This difference was also evident in the subgroups RE+, C-erbB-, and triple negative (2.3 vs. 4.4 years to ER+; 2.1 vs. 4.4 years to C-erbB2-; 2.0 vs. 3.4 for triple negative, respectively). Furthermore, it was not possible to detect differences in expression of NF-kB or IL-18 in the CIM and LABC groups. In summary, a quarter of the IBC cases studied appear in younger women (up to 40 years). The IBC has worse prognosis associated with less survival compared to LABC, as evidenced also in subgroups RE+, C-erbB-, and triple negative. Furthermore, there was no correlation between the expression of NF-kB and IL-18 in the IBC and LABC groups.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectCarcinoma Ductal de Mamapt_BR
dc.subjectInterleucina-18pt_BR
dc.titleExpressão de fator nuclear kappa b (nf-kb) e de interleucina 18 (il-18) no carcinoma inflamatório e carcinoma localmente avançado não inflamatório da mamapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.contributor.co-advisorAlmeida, Paulo Roberto Carvalho de-
dc.description.abstract-ptbrO Carcinoma Inflamatório da Mama (CIM) é a mais agressiva forma de câncer de mama localmente avançado. É mais frequente em mulheres jovens e evolui desfavoravelmente de forma rápida em boa parte das vezes. Ao se apresentar com sinais típicos de processos infamatórios como hiperemia e hipertermia sua patogênese e evolução tem sido associado a possível participação de mediadores inflamatórios como citocinas (TNF-α e IL-1β) assim como fatores de transcrição (Fator Nuclear kappa B [NF-kB]) capazes de induzi-los bem como enzimas participes de sua gênese (ciclooxigenase-2 [COX-2] e a óxido nítrico sintase induzida [iNOS]). Neste sentido, objetivou-se na presente investigação avaliar a imunoexpressão do NF-kB e da Interleucina-18 (IL-18) em amostras teciduais obtidas de CIM e de Carcinoma da Mama Localmente Avançado não inflamatório (CMLA). Hipotetizou-se que nos CIM haveria uma expressão aumentada diferencial em relação CMLA. Dados demográficos e características tumorais incluindo a resposta a quimioterapia neoadjuvante e a sobrevida geral nas duas populações tumorais foram também motivo de avalição e de comparação. Além disso, no presente estudo, foi avaliada a expressão através de imunoistoquímica, da IL-18 e da fração nuclear p50 do NF-kB em espécimes de CIM e de CMLA (T4b). A análise dos dados mostrou que na população estudada aproximadamente um quarto dos casos de CIM ocorrem em mulheres com até 40 anos. A sobrevida média é mais desfavorável no grupo dos CIM quando comparado ao CMLA (2,3 vs. 4,3 anos, respectivamente). Esta diferença também foi evidenciada nos subgrupos RE+, C-erbB-, e triplo negativo (2,3 vs. 4,4 anos para RE+; 2,1 vs. 4,4 anos para C-erbB2-; 2,0 vs. 3,4 para triplo negativos, respectivamente). Além disso, não foi possível detectar diferenças na expressão de NF-kB ou IL-18 nos grupos CIM ou CMLA. Em suma, na população aqui estudada um quarto dos casos de CIM aparecem em mulheres mais jovens (até 40 anos). O grupo CIM tem pior prognóstico associado a menor sobrevida quando comparado ao CMLA, como evidenciado também nos subgrupos RE+, C-erbB-, e triplo negativo. Além disso, não foi observado correlação entre a expressão de NF-kB e IL-18 nos grupos CIM e CMLA.pt_BR
dc.title.enExpression of nuclear factor kappa b (nf-kb) and interleukin-18 (il-18) in inflammatory breast cancer and locally advanced breast cancerpt_BR
Appears in Collections:DCIR - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_dis_managuiar.pdf2,92 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.