Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1402
Título: Biologia e biometria do Coró, pomadasys corvinaeformis (Steindachner) (Teleostei: Pomadasyid
Título em inglês: Biología y biometría de la Coral, corvinaeformis Pomadasys (Steindachner) (Teleostei: Pomadasyidae), Fortaleza, Ceará, Brasil
Autor(es): Costa, Paulo Sérgio Rocha
Santos, Marcelo Antonio Machado dos
Espínola, Maria de Fátima Aguiar
Palavras-chave: Peixe
Morfologia
Biometria
Abundância
Dieta - Alimentar
Data do documento: 1995
Editor: Arquivos de Ciências do Mar
Citação: COSTA, P. S. R.; SANTOS, M. A. M. dos.; ESPÍNOLA, M. de F. A.; MONTEIRO NETO, C. (1995)
Resumo: O cioró, Pomadasys corvinaeformis, uma espécie de peixe de hábitos demersais comum em regiões litorâneas, participa entre cinco espécies mais abundantes nas capturas de arrastos-de-praia no município de Fortaleza, Estado do Ceará. O presente trabalho analisa a abundância estacional, a distribuição de freqüência de comprimento total, biometria e dieta alimentar desta espécie. Foram monitorados 40 arrastos-de-praia no período entre maio de 1991 e abril de 1992, resultando na captura de 537 indivíduos. As maiores e menores ocorreram, respectivamente, nos bimestres maio-junho (média de 9 indivíduos por arrasto) e novembro-dezembro (média de 1 indivíduo por arrasto). A abundância estacional da espécie apresentou uma variação semelhante ao ciclo anual de precipitação pluviométrica. Praticamente todos os indivíduos capturados nos arrasto-de-praia eram juvenis ou imaturos, com tamanhos entre 40 e 180 mm de comprimento total. A maior freqüência de indivíduos de menor tamanho na primeira metade do ano corrobora a hipótese de que o recrutamento dos juvenis ocorre durante a estação chuvosa. As relações merísticas e morfométricas estudadas encontraram-se dentro dos padrões descritos por outros autores para a espécie. A dieta do coro inclui como itens alimentares crustáceos, poliquetos, peixes e algas. A ocorrência de misidáceos e copépodos, crustáceos plantônicos abundantes em águas tropicais, sugere que a espécie possui um espectro alimentar bastante variado, incluindo itens distribuídos em toda a coluna d'água.
Descrição: COSTA, Paulo Sérgio Rocha; SANTOS, Marcelo Antonio Machado dos; ESPÍNOLA, Maria de Fátima Aguiar; MONTEIRO NETO, Cassiano. Biologia e biometria do Coró, pomadasys corvinaeformis (Steindachner) (Teleostei: Pomadasyidae), em Fortaleza, Ceará, Brasil.. Arquivos de Ciências do Mar, Fortaleza. v.29, 1995, p. 20-27
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1402
Aparece nas coleções:LABOMAR - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1995_art_psrcosta.pdf470,35 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.