Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14146
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBarbosa Filho, José Antonio Delfino-
dc.contributor.authorAlves, Melânia de Araújo-
dc.date.accessioned2015-11-25T14:03:22Z-
dc.date.available2015-11-25T14:03:22Z-
dc.date.issued2014-
dc.identifier.citationALVES, Melânia de Araújo. Respostas termorreguladoras e ambiente térmico de bovinos leiteiros em regiões de clima tropical. 2014. 78 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2014.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/14146-
dc.description.abstractSeveral environmental factors can cause stress to cattle. Among these factors, climatic variations have gained much attention in tropical regions. In the dry season, water shortages in some regions affect food production, which increases the cost of production. However, in the rainy season, high relative humidity combined with high temperatures and the large accumulation of mud on the facilities impairs heat loss by evaporation and increases the incidence of mastitis. Therefore, the objective was to evaluate thermoregulatory responses and thermal environment for the creation of crossbred dairy cows in the state of Ceará during the rainy season. The study was conducted on a commercial farm in Beberibe – CE - Brazil, between the months of February and May 2013. 16 crossbred heifers (Bos taurus x Bos indicus) were evaluated. Environmental variables: air temperature (AT) and relative humidity (RH) were measured; physiological variables: rectal temperature (RT) , respiratory rate (RR) , skin surface temperature (ST) and skin temperature of the udder of animals healthy and presenting clinical mastitis, behavioral variables, and milk production; Temperature and Humidity Index (THI) and Enthalpy Comfort Index (ECI) were calculated. The average values of AT were in the comfort range. The RH was above 75 %, which may be due to the large accumulation of mud on the facility. The average values of THI expressed danger and the ECI indicated a comfortable situation in the morning and an alert situation in the evening. The average values of RT, ST and RR were in the range considered optimal, which may indicate high adaptability of these animals. Behaviors showed great influence of farm management and not the environment, only the frequency of permanence in places with mud varied. In the months when rainfall was higher, the frequency was higher and on days when the temperatures inside the facility were higher at 29 º C, the frequency of this behavior was also higher, which may indicate the animals sought places more conducive to heat exchange. Milk production was not affected by environmental conditions.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectAdaptabilidadept_BR
dc.subjectConforto térmicopt_BR
dc.subjectBovino - Fatores climáticospt_BR
dc.titleRespostas termorreguladoras e ambiente térmico de bovinos leiteiros em regiões de clima tropicalpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrDiversos fatores do ambiente de criação podem causar estresse aos bovinos, dentre esses fatores as variações climáticas ganharam bastante atenção ultimamente, principalmente nas regiões de clima tropical. Na estação seca, a falta de água em algumas regiões prejudica a produção de alimentos, o que aumenta o custo de produção. Já na estação chuvosa, a alta Umidade Relativa do ar associada a altas temperaturas e ao grande acúmulo de lama nas instalações prejudica as perdas de calor por evaporação, além de aumentar a incidência de mastite. Diante disso, objetivou-se avaliar as respostas termorreguladoras e o ambiente térmico de criação de vacas leiteiras mestiças no estado do Ceará durante o período chuvoso. O estudo foi realizado em uma fazenda comercial no Município de Beberibe-CE entre os meses de fevereiro e maio de 2013, foram utilizadas 16 fêmeas mestiças (Bos taurus x Bos Indicus). Foram avaliadas as variáveis ambientais: Temperatura do Ar (TA) e Umidade Relativa do ar (UR); as variáveis fisiológicas: Temperatura Retal (TR), Frequência Respiratória (FR), Temperatura Superficial da pele (TS) e temperatura da pele do úbere (TSU) de animais sadios e com mastite clínica; as variáveis comportamentais e a produção de leite. Foram calculados também os Índices de Temperatura e Umidade (ITU) e Entalpia de Conforto (IEC). As médias dos valores de TA se encontraram dentro da faixa de conforto. As médias da UR ficaram acima de 75%, o que pode ter ocorrido devido ao grande acúmulo de lama na instalação. As médias dos valores do ITU expressaram situação de perigo, já as médias dos valores do IEC indicaram situação de conforto de manhã e alerta à tarde. As médias dos valores de TR, FR e TS ficaram dentro da faixa considerada ideal, o que pode indicar alta adaptabilidade desses animais. Os comportamentos mostraram grande influência do manejo da fazenda e não do ambiente, apenas a frequência de permanência em locais com lama variou. Nos meses em que a precipitação foi maior, a frequência também foi maior e nos dias em que as temperaturas dentro da instalação foram superiores a 29 ºC, a frequência desse comportamento também foi maior, podendo indicar que os animais buscaram locais mais favoráveis à troca de calor por contato. A produção de leite não foi afetada pelas condições ambientais.pt_BR
dc.title.enThermoregulatory responses and thermal environment of dairy cattle in tropical regionspt_BR
Appears in Collections:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014_dis_maalves.pdf1,98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.