Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1477
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPereira, Ricardo Antonio de Castro-
dc.contributor.authorFerreira, Pedro Cavalcanti-
dc.date.accessioned2012-01-04T14:02:33Z-
dc.date.available2012-01-04T14:02:33Z-
dc.date.issued2008-
dc.identifier.citationPEREIRA, Ricardo;A. de C.; FERREIRA, Pedro C. Impactos de Bem-estar da Privatização de Infra-estrutura. ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 36., 2008, Salvador. Anais...Salvador: ANPEC, 2008.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1477-
dc.description.abstractThis paper deals with the welfare and long run allocation impacts of privatization. There are two types of capital in this model economy, one exclusively private and the other has public good features, denominated infrastructure, which is o¤ered by both public and private sectors. A positive externality due to infrastructure capital is assumed. So the government can improve upon decentralized allocations by way of internalizing the externality. Public investment is nanced through distortionary taxation. It is shown that the welfare net gains of privatization depend on the quality and quantity of the private infrastructure supply. Furthermore, those net gains are strongly related to the quality control of the new private infrastructure supply that emerges after the privatization policy.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherEncontro Nacional de Economiapt_BR
dc.relation.ispartofseries36;-
dc.subjectInfraestruturapt_BR
dc.subjectPrivatizaçãopt_BR
dc.subjectBem estarpt_BR
dc.subjectBens públicospt_BR
dc.titleImpactos de bem estar da privatização de infra-estruturapt_BR
dc.typeArtigo de Eventopt_BR
dc.description.abstract-ptbrEste artigo investiga os impactos sobre as alocações de longo prazo e os custos de bem estar proporcionados por uma política de privatização da infra-estrutura pública. A economia que se está modelando é composta de dois tipos de capital, um inerentemente privado e um outro com características de bens públicos (denominado infra-estrutura), o qual é ofertado tanto pelo setor público quanto privado. Admitindo-se que este segundo tipo de capital gera efeitos externos positivos, a oferta pública de infra-estrutura, em geral,melhora a alocação descentralizada desta economia. Porém, supondo que os impostos que nanciam esta oferta distorcem as decisões dos agentes, deprimindo o nível de bem estar, a privatização da infra-estrutura pública pode ser uma política satisfatória do ponto de vista social. As simulações indicam que os custos ou benefícios desta política dependem de duas características da infra-estrutura privada, anteriores à privatização: a sua qualidade e quantidade. E, que, além disso, a possibilidade de metas de qualidade para o estoque privado de infra-estrutura, após a privatização, pode fazer com que o benefício social da privatização seja bastante signi cativo.pt_BR
Appears in Collections:CAEN - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008_art_rpereira.pdf207,33 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.