Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15125
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCavalcante, Itabaraci Nazareno-
dc.contributor.authorSantiago, Maria Marlúcia F.-
dc.contributor.authorRebouças, Aldo da Cunha-
dc.date.accessioned2016-02-03T17:54:12Z-
dc.date.available2016-02-03T17:54:12Z-
dc.date.issued1998-
dc.identifier.citationCAVALCANTE, I. N.; SANTIAGO, M. M. F.; REBOUÇAS, A. da C. (1998)pt_BR
dc.identifier.issn0103-2410-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/15125-
dc.descriptionCAVALCANTE, Itabaraci Nazareno; SANTIAGO, Maria Marlúcia F.; REBOUÇAS, Aldo da Cunha. Hidroquímica dos sistemas aquíferos manto de intemperismo e meio fraturado na região de atibaia, estado de são paulo. Revista de Geologia, Fortaleza, v.11, n.1, 1998.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista de Geologiapt_BR
dc.titleHidroquímica dos sistemas aquíferos manto de intemperismo e meio fraturado na região de atibaia, estado de são paulopt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.abstract-ptbrEste trabalho tem por objetivo mostrar a caracterização físico-química das águas subterrâneas na região de Atibaia, sudeste do Estado de São Paulo, observando a inter-relação entre as águas que percolam o manto de intemperismo e o meio fraturado. Os dados apresentados são oriundos da Dissertação de Mestrado de CAVALCANTE (1990) desenvolvida no âmbito do Projeto Ilidrogeologia de Rochas Fraturadas Pré-Cambrianas no Estado de São Paulo realizado no Centro de Pesquisas de Águas Subterrâneas CEPAS/USP com financiamento do FINEP/PADCT. Foram cadastrados 236 poços (79 poços tubulares e 157 cacimbas) e realizadas em campo, 195 medidas de pH e condutividade elétrica, além de serem efetuadas diversas análises físico-químicas completas. A condutividade e o pH crescem com a profundidade demonstrando uma relação direta com o aumento da concentração iônica. As águas das cacimbas, reflexo do manto de intemperismo, são bicarbonatadas cálcicas e as dos poços tubulares são mistas, passando para sódicas e cálcicas A hidrólise dos feldspatos se constitui no principal processo químico para o enriquecimento iônico das águas subterrâneas, sendo que a caolinita e a montmorilonita-Ca representam os argilominerais que mais contribuem na liberação de íons para o meio aquoso. Existe uma interligação entre os dois meios aqüíferos, com o manto de intemperismo desenvolvendo a função de zona de recarga para o meio fraturado.pt_BR
Appears in Collections:DGL - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1998_art_incavalcante.pdf468 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.