Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16146
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCasimiro Filho, Francisco-
dc.contributor.authorCunha, Francisco Eduardo de Oliveira-
dc.date.accessioned2016-04-06T19:53:57Z-
dc.date.available2016-04-06T19:53:57Z-
dc.date.issued2013-
dc.identifier.citationCUNHA, F. E. O. (2013)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16146-
dc.descriptionCUNHA, Francisco Eduardo de Oliveira. Caminhos para socioeconomias alternativas em áreas rurais: elementos de agroecologia e economia solidária do Assentamento Santa Rita, Aratuba - CE. 2013. 167 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Fortaleza, 2013.pt_BR
dc.description.abstractIt has been observed in recent decades that the capitalist mode of production has expanded in rural places (habitat of origin ) in unprecedented greed, under the aegis of the so called Green Revolution. Referred revolution in the field have contributed to the modernization of agriculture, implementing practices of monoculture, intensive use of chemicals in soil fertilization and pest control, genetic improvements, among other actions. However, such changes have contributed for the devastation of cropland sharp, and the allocation of local ecosystems and also the health of farmers and consumers of this "new type" of food. Moreover, this relentless pursuit of economic growth in rural places, it was found that two entities belonging to the same complex living system and were put into opposing sides: the man (organized in the economy and society) - and nature. There is therefore a clear perception of a critical and alarming that relate, especially when faced with environmental degradation and rampant use of natural resources in order to meet the growing insatiable and unsustainable model of capitalist accumulation. Faced with this scenario over crisis - the environment - such research is launched to perform a descriptive analysis of the experiences of Agroecology and Solidarity Economy of smallholders nesting Santa Rita, located in the municipality of Aratuba within the Environmental Protection Place of Sierra Baturite in the state of Ceará, seeking to legitimize and find empirical evidence of alternative ways possible , in view of a more harmonious relationship between the economy and nature, from a theoretical approach of Ecological Economics. In view of present and describe such evidence, we have implemented the construction of an index that seek to gauge elements agroecology and solidarity economy practices in agricultural settlement studied , which is called iecosol in order to provide insight to the an analysis whose agenda in predominantly qualitative aspects. Finally, the results obtained in iecosol, it was observed that even before the difficulties faced by small producers in the statement of the elements of alternative economies, such experiences have contributed to the debate and discussion about different feasible production rationality, which recognizes nature as limiting economic relations, especially in rural places, which still exhibit characteristics that favor the practice of relations between these men and with nature, in a more harmonious and less degrading.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectEconomia Agráriapt_BR
dc.subjectAgroecologiapt_BR
dc.subjectEconomia Solidáriapt_BR
dc.subjectEconomia Ecológicapt_BR
dc.subjectDesenvolvimento Ruralpt_BR
dc.subjectAgroecology, Solidarity Economy, Ecological Economics, Rural Developmentpt_BR
dc.subjectEconomia socialpt_BR
dc.subjectDesenvolvimento ruralpt_BR
dc.titleCaminhos para socioeconomias alternativas em áreas rurais: elementos de agroecologia e economia solidária do Assentamento Santa Rita, Aratuba - CEpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrTem-se observado nas últimas décadas que o modo de produção capitalista se expandiu no meio rural (seu habitat de origem) numa voracidade sem precedentes, sob a égide da chamada Revolução Verde. Referida revolução no campo tem concorrido para a modernização da agricultura, implementando práticas de monocultura, uso intensivo de produtos químicos na fertilização dos solos e no controle de pragas, melhoramentos genéticos, dentre outras ações. No entanto, tal modificação tem corroborado para a devastação acentuada das áreas cultiváveis, bem como a afetação dos ecossistemas locais e também da saúde dos agricultores e dos consumidores dessa “nova modalidade” de alimentos. Ademais, nessa busca incessante pelo crescimento econômico nas áreas rurais, Verificou-se que dois entes pertencentes a um mesmo sistema vivo e complexo, foram postos em lados antagônicos: o homem (organizado em economia e sociedade) – e a natureza. Há, portanto, uma visível percepção de um ponto crítico e alarmante nesse relacionar, sobretudo quando nos deparamos com a degradação ambiental e ao uso desenfreado dos recursos naturais a fim de atender ao crescimento insaciável e insustentável do modelo de acumulação capitalista. Diante de mais este cenário de crise – a ambiental –, referida pesquisa se lançou em realizar uma análise descritiva das experiências de Agroecologia e Economia Solidária dos pequenos produtores do assentamento Santa Rita, localizado no município de Aratuba, dentro da Área de Proteção Ambiental da Serra de Baturité, no estado do Ceará, buscando encontrar e se legitimar evidências empíricas de caminhos alternativos possíveis, na perspectiva de um relacionar mais harmônico Entre economia e natureza, a partir de uma abordagem teórica da Economia Ecológica. Na perspectiva de se verificar e descrever tais indícios, implementou-se a construção de um índice que buscou aferir elementos de agroecologia e de economia solidária das práticas agrícolas no assentamento estudado, o qual denominou-se de iecosol, no intuito de nos oferecer subsídios para uma análise que se paute em aspectos predominantemente qualitativos. Por fim, com os resultados obtidos no iecosol, pôde-se verificar que mesmo diante das dificuldades enfrentadas pelos pequenos produtores na afirmação dos elementos de economias alternativas, tais experiências tem contribuído para a reflexão e discussão acerca de uma outra racionalidade produtiva viável, que reconheça a natureza como limitante das relações econômicas, sobretudo em áreas rurais, as quais ainda apresentam características que favorecem a prática de relações entre os homens e estes com a natureza, de forma mais harmoniosa e menos degradante.pt_BR
dc.title.enAlternative paths to socioeconomias in rural places: elements of agroecology and solidarity economy Settlement Santa Rita, Aratuba - Cept_BR
Appears in Collections:PRODEMA - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_dis_feocunha.pdf10,46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.