Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16557
Título: Humanização da assistência prestada à parturiente pela equipe multiprofissional do Centro de Parto da Maternidade Escola Assis Chateaubriand
Título em inglês: Humanization of care the mother by multiprofissional team of birth center of Maternity School Assis Chateaubriand
Autor(es): Mendonça, Aline Maria Carvalho Maia
Orientador(es): Leite, Álvaro Jorge Madeiro
Palavras-chave: Parto Humanizado
Humanização da Assistência
Trabalho de Parto
Data do documento: 15-Jun-2015
Citação: MENDONÇA, A. M. C. M. ; LEITE, A. J. M. (2015)
Resumo: O trabalho de humanização se constitui na transformação da cultura institucional, por meio da construção coletiva de compromissos éticos e de métodos que visem a atenção à saúde e gestão de serviços, no sentido de respeito e valorização do ser humano. Assistir as mulheres no momento do parto e nascimento com segurança e dignidade é compromisso fundamental de todos os profissionais de saúde envolvidos na atenção à saúde da mulher. Torna-se objetivo desse estudo avaliar aspectos do processo de humanização na assistência prestada à gestante em trabalho de parto pela equipe multiprofissional do Centro de Parto Humanizado da Maternidade Escola Assis Chateaubriand. Estudo transversal, realizado no Centro de Parto Humanizado da Maternidade Assis Chateaubriand, envolvendo 170 puérperas que tiveram seus partos normais. Tendo variável dependente denominada “Parto Humanizado” classificada pela presença do contato pele a pele e amamentação na primeira hora de vida. Analisado pelo programa Stata (versão 11.2). Aprovado pelo comitê de ética pelo nº 830.275. Mais de 1/2 das puérperas entrevistadas eram maiores de 20 anos, ou seja, o número de adolescentes que pariram de parto normal foi de 60 (30,0%), onde em sua maioria (64,0%) encontrava-se casada e/ou união estável. Este estudo revelou algumas fragilidades quanto ao desfecho estudado, observando que o Parto Humanizado esteve abaixo de 50%. Observou-se na análise bivariada relação ao parto humanizado uma associação com a escolaridade quando menor ou igual a 7 anos, sendo possível identificar que mães com níveis de escolaridade baixa, possuem um fator predisponente para a não adesão de boas práticas ao parto. No histórico gestacional (categoria multigesta), obteve uma relação considerada com o parto humanizado, ressaltando que quando a mãe teve um histórico gestacional anterior, há uma maior probabilidade de adoção a práticas benéficas que favorecem ao trabalho de parto e parto. Ter “realizado fórceps” apresentou associação com o parto humanizado, e na tentativa de justificar essa associação, procuramos compreender se o real motivo foi o tamanho adquirido na amostra deste estudo ou condições clínicas desfavoráveis das puérperas. A realização da prática do aleitamento materno na primeira hora de vida esteve inferior quando comparado ao contato pele a pele. Concluímos que quando realizadas em paralelo essas praticas, o sucesso de uma favorece o da outra, por isso a importância em encorajar, ajudar e apoiar na aplicação delas no pós-parto imediato.
Abstract: The humanization of work constitutes the transformation of institutional culture through the collective construction of ethical commitments and methods aimed at health care and service management in the sense of respect and appreciation of the human being. Watch women at delivery and birth in safety and dignity is a fundamental commitment of all health professionals involved in health care of women. It is aim of this study was to evaluate aspects of the process of humanization in care to pregnant women in labor by the multidisciplinary team of Humanized Birth Center Maternity School Assis Chateaubriand. Cross-sectional study conducted in Humanized Birth Center Maternity Assis Chateaubriand, involving 170 mothers who had their normal deliveries. Having called dependent variable "Humanized Birth" classified by the presence contact skin to skin and breastfeeding in the first hour of life. Analyzed by Stata (version 11.2) program. Approved by the ethics committee at No. 830.275. More than half of the interviewed mothers were older than 20 years, ie, the number of teens who gave birth vaginally was 60 (30.0%), where the majority (64.0%) were in married and / or stable. This study revealed some weaknesses regarding the outcome studied, noting that the Humanized Birth was below 50%. It was observed in the bivariate analysis compared to humanized birth an association with education when less than or equal to 7 years and identified that mothers with low education levels, have a predisposing factor for non-adherence to good practice delivery. In gestational history (multigesta category), obtained a considered relationship with the humanized delivery, noting that when the mother had a previous pregnancy history, are more likely to adopt the beneficial practices that favor to labor and delivery. Having "done forceps" was associated with the humanized delivery, and in an attempt to justify this association, we try to understand the real reason was the size acquired in our sample or unfavorable conditions of mothers. The realization of breastfeeding practices in the first hour of life was lower when compared to skin contact. We conclude that when performed in parallel these practices, the success of favoring the other, so the importance to encourage, help and support in the implementation of them in the immediate postpartum period.
Descrição: MENDONÇA, A. M. C. M. Humanização da assistência prestada à parturiente pela equipe multiprofissional do Centro de Parto da Maternidade Escola Assis Chateaubriand. 2015. 160 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16557
Aparece nas coleções:DSC - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_amcmmendonca.pdf4,9 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.