Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16611
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorBernardino, Cibele Gadelha-
dc.date.accessioned2016-05-03T14:36:32Z-
dc.date.available2016-05-03T14:36:32Z-
dc.date.issued1999-
dc.identifier.citationBernardino, C. G. (1999)pt_BR
dc.identifier.issn0101-8051-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/16611-
dc.descriptionBERNARDINO, Cibele Gadelha. O comportamento de especialistas e não-especialistas na área de saúde na categorização do item lexical doença. Revista de Letras, Fortaleza, v. 21, n. 1/2, p. 85-94, jan./dez. 1999.pt_BR
dc.description.abstractThis paper aims to analyzing the category “disease” under the point of view of prototype’s theory,verifying the scale of prototipicality from the samples collected of twenty informers, distributed as follows: ten are specialists of the health area and the others are non specialists. The issue which motivated our research has consisted in knowing if there were significant differences between scales of prototipicality proposed by two groups. The date were collected through individual interviews and were tabulated and typed in the SPSS for Windows 8.0. The statistical analysis was used to calculate the general frequencies’ averages, the test of inter-group homogeneity and the test of ANOVA variancy.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista de Letraspt_BR
dc.subjectCategorizaçãopt_BR
dc.subjectPrototipicidadept_BR
dc.subjectGrupos sociaispt_BR
dc.titleO comportamento de especialistas e não-especialistas na área de saúde na categorização do item lexical doençapt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.abstract-ptbrO presente trabalho tem como objetivo analisar a categoria doença sob o ponto de vista da teoria dos protótipos, verificando a escala de prototipicidade a partir de exemplares apontados por vinte informantes, sendo dez especialistas da área de saúde e dez não-especialistas ou leigos. A questão que movimentou nossa pesquisa consistiu em saber se havia diferenças significativas entre as escalas de prototipicidade propostas pelos dois grupos. Para responder a tal questão, coletamos os dados através de entrevistas individuais. Os dados foram tabulados e digitados no SPSS for Windows. Versão 8.0. A análise estatística consistiu no cálculo das médias das frequências gerais dos exemplares; no cálculo do teste de homogeneidade intragrupo, seguido do teste de variância ANOVA.pt_BR
Aparece nas coleções:DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1999_art_cgbernardino.pdf78,79 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.