Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1678
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGermano, Idilva Maria Pires-
dc.contributor.authorBessa, Letícia Leite-
dc.date.accessioned2012-01-27T15:24:21Z-
dc.date.available2012-01-27T15:24:21Z-
dc.date.issued2010-
dc.identifier.citationBessa, L. L.; Germano, I. M. P. (2010)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1678-
dc.descriptionBESSA, Letícia Leite. Adolescência, risco e proteção: um estudo narrativista-dialógico sobre trajetórias de vida. 2010. 133 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Federal do Ceará, Departamento de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, Fortaleza-CE, 2010.pt_BR
dc.description.abstractThis research entitled Adolescence, risk and protective: a study on dialogic narrativist-life trajectories it is a study interested in the life stories of teens who live in situations of social vulnerability in order to understand what their narratives reveal about risk and how it handles the social construction of these meanings. For both, were interviewed using the technique of auto-biographical narrative interview, three teenagers, students of the School of Dance and Social Integration for Children and Adolescents - EDISCA, non-governmental organization that works with an educational approach centered on art together children and adolescents from socially disadvantaged areas of the city of Fortaleza. Two theoretical perspectives framed the approach taken with this problem: the narrativist and dialogic. The first supported in studies interested in the narrative nature of human experience, with the exponent of the psychologist Jerome Bruner. The second grounded in theoretical elaborations of Mikhail Bakhtin concerning the processes of dialogism, polyphony and otherness. Theoretically also contributed to the reflections of human development theory RedSig on "constraints" and "positioning" as well as the elaboration of positive psychology on risk, protection and resilience. Independent ontological status of events and circumstances that present a danger or harm to young people, this work avoids fixing the meaning of "social risk" by investigating, by means of a narrative and dialogical perspective, how teens understand the risk in their daily lives and how they can interpret such meanings in dialogue with the narrators and the scholarly literature on the topic. From the life stories of three teenagers showed that each, in their way, might reveal their meanings about risk and social protection, if possible, in some cases, an approach to the concept of resilience. In these stories, listen to signals on the paths of other young people close to them, acclimated in risky situations. In the co-construction of life narratives, families appear highlighted. The EDISCA shows up as a voice that helps build a healthy development. It is a common expectation of a happy future. The intention of this research is to contribute to the academic and social dialogues about teenager living in socially vulnerable, but also about risk and social protection, breaking stigmas about the fate of adolescents with certain conditions, understanding them as protagonists of their "life stories shared." In addition to funding considerations to institutions and professionals, especially to psychologists, to develop actions with adolescents about their subjective constructions.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherhttp://www.teses.ufc.brpt_BR
dc.subjectAdolescênciapt_BR
dc.subjectRisco Socialpt_BR
dc.subjectProteção Socialpt_BR
dc.subjectResiliênciapt_BR
dc.subjectNarrativa Auto-biográficapt_BR
dc.subjectDialogismopt_BR
dc.subjectAdolescencept_BR
dc.subjectSocial Riskpt_BR
dc.subjectSocial Protectionpt_BR
dc.subjectResiliencept_BR
dc.subjectAutobiographical narrativept_BR
dc.subjectDialogismpt_BR
dc.subjectAdolescentes pobres - Fortaleza (CE) - Psicologiapt_BR
dc.subjectAdolescentes pobres - Fortaleza(CE) - Atitudespt_BR
dc.subjectComportamento de risco(Psicologia)pt_BR
dc.subjectResiliência(Traço da personalidade) em adolescentespt_BR
dc.titleAdolescência, risco e proteção: um estudo narrativista-dialógico sobre trajetórias de vidapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrA presente pesquisa intitulada Adolescência, risco e proteção: um estudo narrativista-dialógico sobre trajetórias de vida trata de um estudo interessado nas histórias de vida de adolescentes que vivem em situações de vulnerabilidade social, a fim de perceber o que suas narrativas revelam sobre risco e como se processa a construção social dessas significações. Para tanto, foram entrevistados, por meio da técnica de entrevista narrativa auto-biográfica, cinco adolescentes, alunos da Escola de Dança e Integração Social para Criança e Adolescente – Edisca, organização não-governamental, que trabalha com uma proposta educativa centralizada na arte, junto a crianças e adolescentes provenientes de áreas em desvantagem social da cidade de Fortaleza. Para fins de análise, trabalhou-se com três das cinco histórias autobiográficas. Duas perspectivas teóricas emolduraram a abordagem adotada com essa problemática: a narrativista e a dialógica. A primeira amparada nos estudos interessados na natureza narrativa da experiência humana, tendo como expoente o psicólogo Jerome Bruner. A segunda fundamentada nas elaborações teóricas de Mikhail Bakhtin a respeito dos processos de dialogismo, polifonia e alteridade. Também contribuíram teoricamente as reflexões da teoria do desenvolvimento humano RedSig sobre “circunscritores” e “posicionamento”, assim como as elaborações da psicologia positiva a respeito de risco, proteção e resiliência. Independente do estatuto ontológico dos eventos e circunstâncias que apresentam perigo ou dano aos jovens, este trabalho evita fixar o significado de “risco social”, investigando, por meios narrativos e numa perspectiva dialógica, como adolescentes compreendem o risco no seu cotidiano e como se podem interpretar tais significados em diálogo com os narradores e os textos acadêmicos sobre a temática. A partir das histórias de vida desses três adolescentes, observou-se que cada um, ao seu modo, pôde revelar suas significações sobre risco e proteção social, sendo possível, em alguns casos, uma aproximação com o conceito de resiliência. Nessas histórias, escutam-se sinalizações sobre as trajetórias de outros jovens, próximas a eles, ambientadas em situações de risco. Na co-construção das narrativas de vida, as famílias aparecem em destaque. A Edisca mostra-se como uma voz que ajuda a construir um desenvolvimento saudável. É comum a expectativa de um futuro feliz. A pretensão desta pesquisa é contribuir com os diálogos acadêmicos e sociais a respeito da adolescência que vive em situação de vulnerabilidade social, como também a respeito de risco e proteção social, rompendo com estigmas sobre o destino de adolescentes de determinadas condições, entendendo-os como protagonistas de suas “histórias de vida compartilhadas”. Além de subsidiar reflexões às instituições e aos profissionais, em especial aos psicólogos, que desenvolvem ações com adolescentes, a respeito de suas construções subjetivas.pt_BR
dc.title.enAdolescence, risk and protection: a study narrative-dialogic about life trajectorypt_BR
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010_dis_LLBessa.PDF1,26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.