Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17288
Título: Poesia e verdade cristã
Autor(es): LACERDA, M. (Pe.)
Palavras-chave: Poesia
Verdade cristã
Rebanho de estrelas
Data do documento: 1982
Editor: Revista de Letras
Citação: LACERDA, M.(Pe). (1982)
Resumo: Eu creio que, como chave a abrir para o externar dos meus sentimentos, vêm de molde as velhas palavras do nosso Montalverne: "É tarde, é muito tarde. . . Seria impossível reconhecer um carro de triunfo ... ". Todas as produções contidas neste meu Rebanho de Estrelas foram feitas no decorrer dos anos desta minha longa enfermidade, a qual, como é perfeitamente concebível, tem enfraquecido bastante a minha capacidade mental. Sem a pujança da força da mente, como teria eu podido produzir obra de arte perfeita, capaz de satisfazer ao mundo culto e às exigências da arte de perfeito acabamento? Como teria eu podido reproduzir a inexprimível poesia desse incomparável poeta açoriano João Cabral do Nascimento? Como teria eu podido mergulhar, fundo, nos arcanos da poesia de "dicção nova", cuja magia está ao alcance apenas dos grandes dotados? E assim sendo, como poderia eu agora ser cingido de louros e ter direito de celebrar algum triunfo? É tarde, é muito tarde para eu ter agora nas mãos uma colheita gloriosa, tanto mais que a poesia não é apenas esse algo precioso jorrando, espontâneo, como a água de uma fonte de montanha.
Descrição: LACERDA, M. (Pe.). Poesia e verdade cristã. Rev. de Letras, Fortaleza, v. 5, n. 2, p. 101-104, jul./dez. 1982.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/17288
ISSN: 0101-8051
Aparece nas coleções:DLV - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1982_art_mlacerda.pdf371,22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.