Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1773
Título: Alterações celulares e variações comportamentais de caramujos do gênero Biomphalaria hospedeiros intermediários do Schistosoma mansoni
Título em inglês: Cellular alterations and behaviour variations of snails of the Biomphalaria intermediate hosts of the Schistosoma mansoni
Autor(es): Coelho, João Rodrigues
Orientador(es): Bezerra, Fernando Schemelzer de Moraes
Palavras-chave: Schistosoma mansoni
Hemócitos
Data do documento: 2004
Citação: COELHO, J. R. (2004)
Resumo: A esquistossomose é uma doença que no Brasil ainda é um sério problema de saúde pública. Alterações ambientais, comportamentais e imunológicas ocorridas nos seus hospedeiros intermediários podem predizer o sucesso ou não de uma infecção. As alterações ocorridas durante o desenvolvimento de uma infecção envolvem fatores internos e externos ao molusco. Dentre os internos as alterações celulares (hemócitos) e humorais (soro) têm sido bastante estudadas. Em relação aos externos a temperatura foi um dos fatores por nós escolhido para se avaliar a sua importância na relação molusco-parasito, principalmente porque a quase totalidade dos trabalhos abordando este assunto data da década de 50. Este trabalho teve como objetivo estudar a resistência ou susceptibilidade de moluscos do gênero Biomphalaria frente à infecção pelo S. mansoni diante de fatores endógenos e exógenos. Hemócitos de B. glabrata foram obtidos conforme técnica preconizada e avaliados quanto a sua capacidade fagocitária, utilizando a técnica de redução do MTT, um sal de formazan, sendo seus valores quantificados por absorbância a 570 nm. Caramujos B. glabrata foram também infectados nas temperaturas de 15oC, 20oC e 30oC e analisados quanto à eliminação de cercarias aos 30 e 60 dias pós-infecção (DPI). Em outro experimento, um grupo de B. tenagophila (CF)- susceptível, recebeu soro de B. tenagophila (Taim) - resistente, sendo posteriormente infectados pelo S. mansoni e observados quanto à alteração do nível de resistência. Nossos resultados mostram que o comportamento dos hemócitos quanto a sua atividade fagocitária apresentou diferença significativa entre os grupos B. glabrata não infectado no seu estado basal comparado com o grupo não infectado e resfriado, como também os mesmos grupos quando ativados pelo zymozan. Um outro dado obtido mostra que a diminuição da temperatura influencia no desenvolvimento da infecção com diferenças significativas (p<0,05) entre 15oC e 30oC. Observamos também que a transferência de soro conferiu um aumento no número de caramujos resistentes originalmente susceptíveis em torno de 50% em comparação ao grupo não imunizado (p<0.05). A extrapolação destes dados pode levar a um melhor entendimento da esquistossomose sobre o ponto de vista epidemiológico. Os resultados obtidos nos permitem concluir que a atividade fagocitária dos hemócitos de B. glabrata é influenciada pela temperatura, e que esta influi diretamente na capacidade de infecção de B. glabrata pelo S. mansoni. Observamos também que a transferência de soro de B. tenagophila resistente para B. tenagophila susceptível, aumentou a resistência desta última ao Schistosoma mansoni
Abstract: Schistosomiasis is one illnesses that in Brazil still is a serious problem of public health. Ambient, mannering and immunological alterations occured in its intermediate hosts can predict the success or not of one infection. The alterations that occured during the development of an infection involve internal and external factors on the molusc. Among the interns the cellular alterations (hemocytes) and humoral (serum) have been sufficiently studied. In relation to external the temperature was one of the factors chosen for us to evaluate its importance in the relation snail-parasite, mainly because almost the totality of the works approaching this subject dates of the fifty decade. This work had as objective study the resistance and susceptibility of snails of the genus Biomphalaria ahead of the S. Mansoni infection in front of endogenous and exogens factors. Hemocytes of B. glabrata had been gotten according to praised technique and evaluated about its fagocitary capacity, using the technique of reduction of the MTT, being its values quantified for absorbancy 570mm. B. glabrata snailswere also infected in the temperatures of 15oC, 20oC and 30oC and analyzed about the elimination of cercaries to the 30 and 60 days after-infection (DPI). In another experiment, a group of B. tenagophila (CF) - susceptible, received serum from B. tenagophila (Taim) - resistant, being later infected by the S. mansoni and observed about the alteration of the resistance level. Our results show that the behavior of the hemocytes about its fagocitary activity presented significant values between B. glabrata groups not infected in its compared basal state with the not infected and cooled group, as also the same groups when activated by zimozan. Another gotten data shows that the reduction of the temperature influences in the infection development with significant differences (p<0,05) between 15oC and 30oC. We also observe that the serum transference conferred an increase in the number of resistant snails originally susceptible around 50% in comparison to the group not immunized (p<0.05). The extrapolation of these data can take to one better understanding of schistosomiasis on the epidemiologist point of view. The results gotten allow us to conclude that the fagocitary activity of the hemocytes of B. glabrata is influenced by the temperature, as also that the transference of serum of B. tenagophila resistant for B. tenagophila susceptible, increased the resistance of this last one. Finally, we can also affirm that the temperature influences directly in the capacity of infection of B. glabrata by the S. mansoni.
Descrição: COELHO, João Rodrigues. Alterações celulares e variações comportamentais de caramujos do gênero Biomphalaria hospedeiros intermediários do Schistosoma mansoni. 2004. 65 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2004.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1773
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2004_dis_jrcoelho.pdf276,11 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.