Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18889
Título: Desempenho, consumo de matéria seca, parâmetros seminais e proteômica do plasma seminal e da membrana espermática de carneiros Morada Nova alimentados com dieta à base de castanha de caju
Título em inglês: Performance, dry matter intake, seminal parameters and proteomics of seminal plasma and sperm membrane of Morada Nova sheep fed the diet cashew nut base
Autor(es): Fonseca, Lucas dos Santos
Orientador(es): Moura, Arlindo de Alencar Araripe
Palavras-chave: Zootecnia
Farelo de castanha de caju
Reprodução
Proteínas seminais
Espermáticas
Cashew nut meal
Reproduction
Seminal
Sperm proteins
Nutrição animal
Ovino - Alimentação e rações
Reprodução animal
Data do documento: 2013
Citação: FONSECA, L. S. (2013)
Resumo: O presente estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar os efeitos da inclusão de 13% de farelo de castanha de caju na dieta de carneiros da raça Morada Nova sobre o ganho de peso, consumo de matéria seca, rendimento de carcaça, pesos dos órgãos sexuais, qualidade seminal e proteínas seminais e membranares do espermatozoide. Para tanto, vinte carneiros foram divididos em dois grupos alimentados com dietas contendo 13% (GCA, n=10) ou 0% (GCO, n=10) de farelo de castanha de caju. As dietas foram isoproteicas e isoenergeticas, com uma relação de 50/50 de concentrado/volumoso (feno de Tifton 85) e água e sal mineral à vontade. Durante noventa dias, os animais foram mantidos em baias individuais e avaliados quanto ao consumo de matéria seca e ganho de peso. As coletas seminais por eletroejaculação ocorreram semanalmente com a determinação do volume ejaculado e, concentração, motilidade e morfologia espermática. Após os noventa dias, as proteínas seminais e espermáticas foram analisadas por meio de eletroforese bidimensional em gel de poliacrilamida. Os mapas proteícos foram avaliados por meio do aplicativo PDQuest, version 8.0; Bio Rad, USA. Ao final do experimento, os carneiros foram abatidos e, o peso vivo, rendimento de carcaça e peso dos órgãos sexuais foram mensurados. O consumo de matéria seca total permaneceu sem alterações nos dois grupos experimentais durante os primeiros 60 dias do estudo. Porém, após 60 dias, houve e redução no consumo de matéria seca no grupo alimentado com castanha (P < 0,05). Não houve efeito da inclusão do farelo de castanha sobre o ganho de peso, rendimento de carcaça, desenvolvimento dos órgãos sexuais e parâmetros seminais dos animais. No entanto, a inclusão do farelo de castanha de caju esteve associada à expressão de proteínas seminais e espermáticas. Sete spots proteicos presentes nos mapas de plasma seminal foram expressos diferencialmente entre os grupos castanha e controle (P < 0,05) e um spot proteico (21,8 kDa; pI: 5) correlacionou-se negativamente com o vigor espermático (r = -0,49; P<0,05). Adicionalmente, sete spots proteicos dos géis com proteinas da membrana dos espermatozoides também diferiram entre os carneiros alimentados com e sem farelo de castanha de caju (P < 0,05). Conclui-se, portanto, que a inclusão de 13% de farelo de castanha de caju na dieta altera a expressão de proteínas seminais e espermáticas em ovinos.
Abstract: The cashew nut meal is alternative food for ruminant nutrition which is rich in lipids, proteins and minerals. However, its nutrition influences on male development and reproduction are still unknown. In this context, seminal and sperm protein analysis can show metabolic consequences from cashew nut meal on sheep reproductive efficiency. Therefore, the current dissertation aims evaluate the effects of 13% of cashew nut meal in the ration on the weight gain, food intake, carcass yield, weight of sexual organs, sperm quality and, seminal and sperm membrane proteins of Morada Nova Rams. Twenty rams were divided in two groups: cashew nut and control, which received 13% or 0% of cashew nut meal in the diet, respectively. During ninety days, the animals were kept in individual boxes and evaluated for ration consumption and weight gain. The sperm collections by eletroejaculation were made by weekly and, the volume, sperm concentration and motility were analyzed. After ninety days, the seminal and sperm membrane proteins were analyzed by two-dimensional polyacrylamide gel electrophoresis. The gels were digitalized, and their images were evaluated by computer software. At the end of the experiment, the rams were slaughtered and, the weight gain, carcass yield and weight of sexual organs were measured. There was not effect of cashew nut meal addition in the diet on the weight gain, carcass yield and weight of sexual organs. But, after sixty days, there was a reduction on food intake in the cashew nut group (P < 0,05). The sperm quality was not influenced by the diet. We observed an effect of cashew nut diet on the expression of seminal and sperm proteins. Seven spots from seminal plasma were expressed differently between cashew nut and control groups (P < 0,05). The spot 2206 (21,82 kDa; pI: 5,04) was negatively correlated with the individual motility score (r = -0,49). Additionally, seven spots from sperm membrane protein also differ between rams from cashew nut and control groups (P < 0,05). In conclusion, the addition of 13% of cashew nut meal in the diet alters the expression of sheep seminal plasma and sperm membrane proteins.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/18889
Aparece nas coleções:PPGZO - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_dis_lsfonseca.pdf626,57 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.