Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1907
Título: Utilização de critérios Coproscópicos e Sorológicos na detecção de casos de esquistossomose mansônica em área de baixa endemicidade no Estado do Ceará
Título em inglês: Use of methods Coproscopia and serology in the detection of cases of schistosomiasis mansoni in area of low endemic in the State of Ceará - Brazil
Autor(es): Frota, Sabrina Menezes da
Orientador(es): Bezerra, Fernando Schemelzer de Moraes
Palavras-chave: Schistosoma mansoni
Fezes
Data do documento: 2008
Citação: FROTA, S. M. (2008)
Resumo: A Esquistossomose é uma doença causada por parasitos do gênero Schistosoma matando centenas de milhares de pessoas por ano no mundo. O Schistosoma tem várias espécies com interesse clínico. No Brasil o causador da Esquistossomose é o S. mansoni e o principal hospedeiro e reservatório do parasito é o homem sendo a partir desse que os ovos são eliminados nas fezes. Os hospedeiros intermediários são os caramujos. As principais espécies de caramujos hospedeiros do Schistosoma mansoni no Brasil são: Biomphalaria glabrata, Biomphalaria tenagophila e Biomphalaria straminea. Sendo a terceira espécie a predominante no Ceará. A doença tem presença constante em mais de 74 países (praticamente todos subdesenvolvidos). Cerca de 500 a 600 milhões de pessoas correm riscos de serem atingidas e mais de 200 milhões são infectadas a cada ano, e isso se deve principalmente a falta de saneamento básico e educação sanitária. Para a melhor profilaxia desta doença, deve ser feito o diagnóstico e o tratamento da população, orientando para evitar entrar em contato com águas que contenham caramujos (açudes, lagos, lagoas, rios etc). É uma doença que pode evoluir para complicações graves, eventualmente levando ao óbito em função de extensa fibrose decorrente da presença em parênquima hepático de ovos do Schistosoma mansoni, formando granulomas. O principal objetivo desse estudo foi desenvolver uma estratégia para aumentar a eficácia na identificação de pacientes infectados com S.mansoni, em área de baixa endemicidade, no Estado do Ceará, usando um protocolo combinando uma técnica sorológica (IgG – ELISA) com exames de fezes seqüenciais. Esse trabalho foi realizado em etapas, no qual na primeira, dos 287 indivíduos que realizaram o método de Kato-Katz, 11 (3,8%) apresentaram resultados positivos para S. mansoni. Com relação aos outros helmintos foram encontrados: Trichuris trichiura 25 (8,7%), Ascaris lumbricoides 19 (6,6%) e Ancilostomideos 15(5,2%). Em relação ao testes de ELISA, 97 (33,8%) foram positivos. Todos os pacientes que apresentaram ovos nas fezes foram positivos no teste sorológico. Neste grupo estão inclusos os 11 que foram positivos na coproscópia. Dos pacientes com ELISA positivo e Kato-Katz negativos, apenas 56 entregaram as três amostras de fezes para uma segunda análise coproscópica. Desses, 14 (25%) foram positivos para Schistosoma mansoni. Dos 42 pacientes que continuavam negativos, 22 responderam no questionário que nunca tiveram esquistossomose como também nunca receberam tratamento para a doença. O presente estudo não trata só de determinar a prevalência da doença no município, e sim de identificar o maior número possível de indivíduos infectados, usando o método sorológico que foi aplicado de forma a contemplar a população residente em áreas de risco de transmissão ou expostas ao risco de infecção, principalmente por atividades domésticas e de lazer. Diante destes resultados, acredita-se, em concordância com outros autores, que utilizando a técnica de ELISA combinado com análises repetidas de no mínimo 5 lâminas de fezes, torna-se mais fácil diagnosticar pacientes com a esquistossomose, melhorando assim a hipótese que provavelmente em um futuro próximo, seremos capazes de combinar métodos parasitológicos e sorológicos no programa de controle da esquistossomose, um fator importante para detecção de novos portadores da doença.
Abstract: Schistosomiasis is a disease caused by parasites of the genus Schistosoma, killing hundreds of thousands of people each year worldwide.. The Schistosoma has several species of clinical interest. In our country the cause of Schistosomiasis is the S. mansoni and the main reservoir host and the parasite is starting with the man that the eggs are removed in feces. The snails are the intermediate host. The main species of snails host of Schistosoma mansoni in Brazil are: Biomphalaria glabrata, Biomphalaria tenagophila and Biomphalaria straminea. The third kind in the predominant in Ceará. The disease has presence in over 74 countries (virtually all underdeveloped). Around state 500 to 600 million people are at risk of being affected and more than 200 million are infected every year, and this is mainly due to lack of sanitation and health education. To the best prevention of this disease is to be made the diagnosis and treatment of the population to avoid targeting comes in contact with water containing snails (ponds, lakes, rivers etc). It is a disease that can develop into serious complications, possibly leading to death according to extensive fibrosis caused by the presence in liver parenchyma of the Schistosoma mansoni eggs, forming granulomas. So the main objective of this study was to develop a strategy to increase effectiveness in identifying patients positive for Schistosomiasis in areas of low endemic in the state of Ceara, using a protocol combining a technique in which antibodies (IgG - ELISA) with examinations of sequential stool. This work was followed by steps, in which the first of the 287 patients who underwent the method of Kato-Katz, 11 (3.8%) showed positive results for S. mansoni. On the other helminths are: Trichuris trichiura 25 (8.7%), A. lumbricoides 19 (6.6%) and Hookworms 15 (5.2%). For the tests, ELISA, 97 (33.8%) were positive. All patients who had eggs in the feces were positive in the serologic test. In this group are included the 11 that were positive in feces analysis (Figure 1). From patients with Elisa positive and negative Kato-Katz, only 56 handed the three samples of stool for a second analysis Of these, 14 (25%) were positive for Schistosoma mansoni. Of the 42 patients who remained negative, 22 responded in the questionnaire that had never schistosomiasis but never received treatment for the disease. Our present study was to not only determine the prevalence of the disease in the municipality, and to identify the largest possible number of infected individuals, the serological method was applied in order to accommodate the population living in those areas of risk of transmission or at risk of infection, mainly by domestic and leisure activities. In view of our results, we believe, in agreement with other authors, that using the ELISA technique combined with repeated analysis of at least 5 simples of feces, it becomes easier to diagnose patients positive for schistosomiasis, thus improving the hypothesis that probably in the near future, being able to combine parasitological and sorological in the programme for the control of schistosomiasis, an important factor for detection of new carriers of the disease.
Descrição: FROTA, Sabrina Menezes da. Utilização de métodos coproscópico e sorológico na detecção de casos de esquistossomose mansônica em área de baixa endemicidade no estado do Ceará-Brasil. 2008. 85 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Medicina, Fortaleza, 2008.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1907
Aparece nas coleções:DPML - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2008_dis_smfrota.pdf756,52 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.