Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19119
Título: Germinação e produção de girassol em condições de estresse
Título em inglês: Germination and production sunflower in stress conditions
Autor(es): Nunes, Renato Leandro Costa
Orientador(es): Oliveira , Alexandre Bosco de Oliveira
Palavras-chave: fitotecnia
Germinação
Estresses
Girassol
Seed germination
Helianthus annuus
Data do documento: 2015
Citação: NUNES, R. L. C. (2015)
Resumo: Atualmente um dos maiores interesses, tratando-se de qualidade fisiológica de sementes, é determinar um maior número de plântulas normais germinadas em um menor espaço de tempo possível. O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento germinativo, fisiológico e produtivo de cultivares de girassol sob condições de estresse abiótica e biótica, bem como determinar os períodos de interferência de plantas daninhas nesta cultura. Primeiramente foi avaliado o efeito do fator abiótico (temperatura) no delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 5 x 20, cinco regimes de temperatura 25,0; 27,5; 30,0; 32,5 e 35,0º C e 20 cultivares. Com o resultado obtido no primeiro experimento, realizou-se os experimentos com estresse salino e hídrico. Ambos foram realizados em DIC, em esquema fatorial 4 x 5, quatro cultivares que tiveram comportamento germinativo destacado submetidos a cinco potenciais hídricos (0,0; -0,3; -0,6; -0,9 e -1,2 MPa). Ambos experimentos foram conduzidos em câmara de germinação regulada a 30° C, sendo a melhor temperatura para germinação, além de que esta temperatura é semelhante a microrregião litorânea cearense possuindo baixa altitude e latitude. Os experimentos foram conduzidos com quatro repetições, sendo avaliadas a porcentagem de germinação, índice de velocidade de germinação, tempo médio de germinação, média da matéria fresca e seca das plântulas. Além destes, foi determinada à produtividade e períodos de interferência das plantas daninhas na cultura do girassol em campo, sendo para isso utilizado o delineamento em blocos ao acaso, com quatro repetições em esquema fatorial 2 x 5 sendo, ou seja, duas modalidades de competição (presença ou ausência) combinados com períodos de convivência e de controle das plantas daninhas sendo 20, 40, 60, 80 e 100 dias após a emergência do girassol. A temperatura de 30° C foi a mais adequada para a condução do teste de germinação das cultivares. O cv. Olissun foi o que apresentou maior qualidade fisiológica sob as diferentes condições de temperatura, além de apresentar valores aceitáveis quanto aos estresses térmicos, hídrico e salino. Os intervalos de convivência no cultivo do girassol Olissun afetaram os períodos de interferência das plantas daninhas na cultura. Para a produtividade de aquênios, o período anterior à interferência foi de 27 dias após a emergência (DAE) da cultura, o período total de prevenção à interferência foi de 37 DAE e o período crítico de prevenção à interferência abrangeu 10 dias de ciclo da cultura.
Abstract: Currently one of the largest interests in the case of physiological seed quality, is to determine a more normal seedlings germinated in less time possible. The objective of this study was to evaluate the germination behavior, physiological and production of sunflower cultivars under conditions of abiotic and biotic stress, and to determine the periods of weed interference in this culture. First, the effects of abiotic factor (temperature) in a completely randomized design in a factorial 5 x 20, five temperature regimes 25.0; 27.5; 30.0; 32.5 and 35,0º C and 20 cultivars. With the result obtained in the first experiment was carried out experiments with salt and water stress. Both were held in DIC in a factorial 4 x 5, four cultivars that had germination behavior highlighted submitted to five water potentials (0.0, -0.3, -0.6, -0.9 and -1.2 MPa ). Both experiments were conducted in a growth chamber at 30 ° C, the best temperature for germination, and that this temperature is similar to Ceará coastal micro having low altitude and latitude. The experiments were conducted with four replications and evaluated the germination percentage, germination rate index, mean germination time, average fresh and dry weight of seedlings. Besides these, was determined to productivity and periods of weed interference in sunflower cultivation in the field, and for that used a randomized block design with four replications in a factorial 2 x 5 being, that is, two types of competition (presence or absence) combined with periods of coexistence and weed control being 20, 40, 60, 80 and 100 days after emergence of sunflower. The temperature of 30 ° C was the most suitable for conducting the cultivars germination test. The cv. Olissun showed the highest physiological quality under different conditions of temperature, while maintaining acceptable values for the thermal stresses, water and salt. Coexistence intervals in Olissun Sunflower cultivation affected periods of weed interference in culture. For achenes productivity, the period before interference was 27 days after emergence (DAE) of culture, the total period of interference prevention was 37 DAE and the critical period of interference covered 10 days of crop cycle
Descrição: NUNES, Renato Leandro Costa. Germinação e produção de girassol em condições de estresse. 2015. 69 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Ciências Agrárias, Departamento de Fitotecnia, Curso de Pós-Graduação em Agronomia / Fitotecnia, Fortaleza-CE, 2015
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/19119
Aparece nas coleções:PPGFIT - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_dis_rlcnunes.pdf1,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.