Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1926
Título: Diversidade e estrutura de comunidades microbianas associadas à rizosfera de Rhyzophora mangle do manguezal do Rio Pacoti, zona leste da costa cearense
Autor(es): Colares, Geórgia Barguil
Orientador(es): Melo, Vánia Maria Maciel
Palavras-chave: Microorganismos
Manguezais - Ceará
Data do documento: 2010
Editor: http://www.teses.ufc.br/
Citação: COLARES, G. B. (2010)
Resumo: Os manguezais são ecossistemas costeiros que ocorrem em regiões de clima tropical e subtropical, sujeitos a ação das marés. São regiões de extrema importância para a reprodução de espécies, atuam como aparadores da linha da costa e possuem espécies vegetais endêmicas, conhecidas como mangue. Os manguezais geralmente são áreas bastante populosas, estando sujeitos a diversos impactos antrópicos, como a descarga de esgotos não-tratados, o desmatamento das espécies vegetais e assoreamento dos rios. Esses impactos afetam as populações de animais, vegetais e de micro-organismos habitantes dessas áreas, acarretando uma perda de diversidade desses organismos. Os micro-organismos do solo dos manguezais representam uma considerável parcela das atividades de ciclagem de nutrientes e decomposição de detritos, tendo fundamental importância para o equilíbrio dos ecossistemas. Entretanto, estudos de diversidade e estrutura dessas comunidades de micro-organismos em solos de manguezais são ainda escassos pela dificuldade de cultivo desses seres em laboratório. Com o avanço da biologia molecular, suas técnicas de estudo de diversidade utilizando o gene do rRNA 16S, houve a oportunidade de se estudar comunidades microbianas que não seriam acessadas por métodos de cultivos tradicionais. Deste modo, este estudo visa investigar a estrutura e a diversidade das comunidades microbianas do solo da rizosfera de Rhizophora mangle do manguezal do Rio Pacoti, localizado na região metropolitana de Fortaleza, através da técnica de Eletroforese em Gel de Gradiente Desnaturante (DGGE), assim podendo obter perfis de diversidade e caracterizar as comunidades microbianas habitantes do manguezal, compararando os dados obtidos com as variáveis ambientais e características do solo. Os resultados mostraram que as comunidades microbianas de solos do manguezal são semelhantes em número de UTOs, mas diferem em composição. As variáveis físico-químicas e as características do solo são responsáveis pelas diferenças na composição e estrutura das comunidades microbianas, apesar de que o efeito rizosférico determina a ocorrência de muitas UTOs em comum entre os diferentes pontos de coleta. As análises de diversidade das comunidades mostraram que estas estão em equilíbrio por não haver dominância de UTOs e por apresentarem similaridades entre os pontos e períodos analisados. Em conclusão, os solos da rizosfera de Rhizophora mangle do manguezal do Rio Pacoti abrigam comunidades microbianas diversas, em equilíbrio, que diferem em estrutura e composição
Abstract: Mangroves are coastal ecosystems which occur in tropical and subtropical regions, subjected to tidal action. These ecosystems are very important for species reproduction and act as shoreline protectors. Mangroves are usually highly populated areas and are exposed to various human impacts, such as the discharge of untreated sewage, deforestation and river silting. These impacts affect populations of animals, plants and microorganisms that inhabit these areas, causing a loss of diversity. The mangrove soil microorganisms represent a considerable portion of the activities of nutrient cycling and decomposition of waste with a fundamental importance for the ecosystem balance. However, studies focusing on the diversity and structure of microorganism communities in mangroves soils are still limited by cultivation techniques. With the advance of the molecular biology techniques, using the gene encoding the 16S subunit of the ribosomal RNA, the study of microbial communities that would not be accessed by traditional methods of cultivation was enabled. Thus, this study aims to investigate the structure and diversity of soil microbial communities from the rhizosphere of Rhizophora mangle from the Pacoti River, located in the metropolitan region of Fortaleza, using Denaturing Gradient Gel Electrophoresis (DGGE), obtaining diversity profiles and characterizing the mangrove microbial communities and to compare it to the data obtained from the environmental variables and soil characteristics. Results showed that the mangrove soils microbial communities are similar in number of OTUs, but differ in composition. The physical and chemical variables and soil characteristics are responsible for the differences in the microbial communities‟ composition and structure, although the rhizosphere effect determines the occurrence of various OTUs in common among the sampling sites. The communities‟ diversity analysis showed that they are in balance due to the fact that there is no dominance of OTUs and the communities present spatial and temporal similarities. In conclusion, the Rhizophora mangle rhizosphere soils of the Pacoti River mangrove harbor diverse and stable microbial communities that differ in structure and in composition
Descrição: COLARES, Geórgia Barguil. Diversidade e estrutura de comunidades microbianas associadas à rizosfera de Rhyzophora mangle do manguezal do Rio Pacoti, zona leste da costa cearense. 2010. 59 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais) - Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2010.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/1926
Aparece nas coleções:LABOMAR - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2010_dis_gbcolares.pdf1,42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.