Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2073
Título: A intenção da adoção de comportamento sexual seguro entre doadores de sangue : enfoque na prevenção de HIV/AIDS
Título em inglês: The intention of the adoption of safe sexual behavior among blood donors : focus on prevention of HIV / AIDS
Autor(es): Barbosa, Stella Maia
Orientador(es): Vieira , Neiva Francenely Cunha
Palavras-chave: Doadores de Sangue
Comportamento Sexual
Promoção da Saúde
Data do documento: 2011
Citação: BARBOSA, S. M. (2011)
Resumo: Este estudo teve como objetivo analisar a intenção do comportamento sexual seguro entre doadores de sangue do Hemocentro de Fortaleza, Ceará, por meio de sua percepção de risco e vulnerabilidade ao HIV e adoção de comportamento para redução sexual de risco. Trata-se de uma pesquisa transversal e exploratória, realizada com 384 doadores de sangue do Hemocentro de Fortaleza/CE, utilizando-se, para coleta de dados, de um questionário semiestruturado autoaplicado. Os resultados dos dados foram apresentados por associações entre conhecimento, comportamento e intenção dos doadores de sangue com suas características e analisados por meio de testes 2 ou de máximo verossimilhança. As questões fechadas foram analisadas estatisticamente e as questões abertas foram organizadas em categorias temáticas, analisando-as qualitativamente. Observou-se predominância masculina (72,1%); idade média dos participantes de 32 anos; 94,3% residem em Fortaleza ou Região Metropolitana; 78,4% apresentaram o ensino médio ou superior como escolaridade e uma renda mensal média de dois salários mínimos. Constata-se que ainda predomina conhecimentos equivocados sobre as formas de transmissão do HIV, como 50,2% dos informantes responderam erroneamente ou não sabiam se o vírus era transmitido em banheiros públicos e 6% dos doadores de sangue responderam equivocadamente ou ficaram na dúvida se o vírus era transmitido por mosquitos. Com relação ao número de parceiros sexuais, possuem uma média de 1,5 parceiros/ano. As práticas preventivas face ao risco de transmissão do HIV foram avaliadas e o preservativo é usado com frequência por 13,1% dos doadores em relações com parceiro fixo e por 47,6% quando a parceiro é considerado eventual. De acordo com a classificação de Mann em relação à vulnerabilidade os sujeitos da amostra assim se comportam: 6,3% enquadram-se como o grupo de vulnerabilidade mínima por reportarem não ter atividade sexual, enquanto que 86,9% dos doadores de sangue encontram-se classificados como de vulnerabilidade alta pois possuem parceria única e não usa preservativos de forma consistente. Pode-se inferir deste estudo que os participantes apresentaram uma grande vulnerabilidade à infecção ao HIV, o que não se espera de um perfil para doadores de sangue, devido a implicações que este resultado pode trazer na segurança transfusional. Portanto, sugere-se a implantação de ações de saúde relacionadas à prevenção das DST/AIDS, culturalmente sensíveis e direcionadas aos doadores de sangue, pois eles têm responsabilidade civil e social ao realizarem a escolha de doarem seu sangue para quem o necessita. Nesse aspecto, os Enfermeiros devem incluir ações de educação em saúde com doadores de sangue, pois estão atuando cada vez mais na área da Hemoterapia e tendo um papel ativo na contribuição da melhoria da qualidade dos hemocomponentes transfundidos para a população brasileira.
Abstract: This study aims to analyze the intention of safe sexual behavior among blood donors from the Blood Center of Fortaleza, Ceara, through their perception of risk and vulnerability to HIV and adoption of sexual behavior to reduce risk. This is a cross-sectional and exploratory study with 384 blood donors from the Blood Center of Fortaleza, using data collection from a self-administered questionnaire. The resulting data were presented by associations between knowledge, intention and behavior of blood donors with their characteristics and analyzed using X2 test or maximum likelihood. The open questions were organized into thematic categories, analyzing them qualitatively. There was male predominance with 72.1% of the sample, participants' average age of 32 years, 94.3% live in Fortaleza or Metropolitan Region; 78.4% had high school or higher educational level and an average monthly income of two minimum wages. It is noticed that still prevails equivocal knowledge about modes of transmission of HIV, but 50.2% of respondents answered incorrectly or did not know if the virus was transmitted in public restrooms and 6% of blood donors responded or mistakenly left in doubt whether the virus was transmitted by mosquitoes. Regarding the number of sexual partners, blood donors have an average of 1.5 partners per year. Preventive strategies against the risk of HIV transmission were evaluated and the condom is used regularly by 13.1% of donors in relations with regular partners and 47.6% when the partner is considered possible. According to the classification of Mann in relation to the vulnerability of the subject sample thus behave: 6.3% of donors fall into the group of least vulnerability for reporting no sexual activity, while 86.9% of donors blood are classified as high vulnerability because they have a unique partnership and does not use condoms consistently. It can be inferred from this study that the participants had a high vulnerability to HIV infection, which is not expected for a profile of blood donors, because the implications of this result may bring in transfusion safety. Therefore, we suggest the deployment of the health activities related to prevention of STD/AIDS, culturally sensitive and targeted to blood donors because they have social and civil liability when making the choice to donate their blood for those who need it. In this aspect, Nurses must include health education activities with blood donors, because they are increasingly working in the field of Hematology and taking an active role in contributing to improving the quality of transfused blood products for the Brazilian population.
Descrição: BARBOSA, Stella Maia. A intenção da adoção de comportamento sexual seguro entre doadores de sangue : enfoque na prevenção de HIV/AIDS. 2011. 91 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Ceará. Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Fortaleza, 2011.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2073
Aparece nas coleções:DENF - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_dis_smbarbosa.pdf1,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.