Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20870
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCecatto, Adriano-
dc.contributor.authorMagalhães Junior, Antonio Germano-
dc.date.accessioned2016-11-08T14:38:32Z-
dc.date.available2016-11-08T14:38:32Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationCecatto, A.; Magalhães Júnior, A. G. (2011)pt_BR
dc.identifier.issn2177-7624-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20870-
dc.descriptionCECATTO, Adriano; MAGALHÃES JUNIOR, Antonio Germano. A iconografia e o ensino de história: potencialidades e possibilidades. In: ENCONTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM HUMANIDADES, 2., 2011, Fortaleza. SEMANA DE HUMANIDADES, HUMANIDADES: ENTRE FIXOS E FLUXOS, 8., 2011, Fortaleza. Anais… Fortaleza: Universidade Federal do Ceará; Universidade Estadual do Ceará, 2011, p. 1-15.pt_BR
dc.description.abstractIn contemporary society takes the picture look more than the actual written text. There are many visual manifestations, whether through movies, television, photographs and other categories of images. The iconography as a source of research in history has been used constantly, and not limited to art historians. With the history of the Annales (1929), France, historiographic trends that have emerged now include other research objects, and these changes reflected in the expansion of the concept and focus that gave the document to use in teaching history. The investigation object was the iconography and its relation to the teaching of history. The aim of this study was to demonstrate the importance of using images as a teaching resource in the teaching of history, recognizing their strengths and weaknesses, using the concept of representation. We consider this research bibliographical and its theoretical and methodological framework is based on cultural history, from the concept of representation arising from sociology and appropriated by Roger Chartier. This concept allows the image to think from the symbolic field, the context of production and their intentions. Peter Burke, Sandra Pesavento Jatahy and Eduardo França Paiva propose to deal with the aspect of the symbolic construction of images. Regarding the teaching of history, we mention Circe Maria Bittencourt, Maria Auxiliadora Schmidt and Nívia Thais Fonseca de Lima. The authors listed above were used as bibliographic sources. Considering the literature studied, it was shown the possibility and necessity of the use of iconography as a basis and method of teaching, mainly for allowing the dialogue with different historical temporalities and establish relationships with other languages. As a documentary category, the specific iconography claims processing methodology, which is not limited to being used as mere illustration of the narrative text.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisher2º Encontro de Pesquisa e Pós-Graduação em Humanidades. 8ª Semana de Humanidades. Humanidades: entre fixos e fluxospt_BR
dc.subjectImagempt_BR
dc.subjectRepresentaçãopt_BR
dc.subjectEnsino de Históriapt_BR
dc.titleA iconografia e o ensino de história: potencialidades e possibilidadespt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrNa sociedade contemporânea a imagem ocupa o olhar mais que o próprio texto escrito. São muitas as manifestações visuais, sejam por meio de filmes, televisão, fotografias e outras categorias de imagens. A iconografia como fonte de pesquisa em História tem sido utilizada constantemente, e não mais limitada aos historiadores da arte. Com a História dos Annales (1929), na França, surgiram tendências historiográficas que passaram a contemplar outros objetos de pesquisa, e essas mudanças refletiram na ampliação da concepção e enfoque que se deu ao uso do documento no ensino de História. O objeto de investigação foi a iconografia e sua relação com o ensino de História. O objetivo desse estudo foi demonstrar a importância da utilização de imagens como recurso pedagógico no ensino de História, reconhecendo suas potencialidades e fragilidades, utilizando-se do conceito de representação. Consideramos essa pesquisa de caráter bibliográfico e seu referencial teóricometodológico fundamenta-se na História Cultural, à partir do conceito de representação advindo da sociologia e apropriado por Roger Chartier. Tal conceito possibilita pensar a imagem à partir do campo simbólico, do contexto de produção e suas intencionalidades. Peter Burke, Sandra Jatahy Pesavento e Eduardo França Paiva propõem tratar do aspecto da construção simbólica das imagens. Em relação ao ensino de História, referenciamos Circe Maria Bittencourt, Maria Auxiliadora Schmidt e Thais Nívia de Lima Fonseca. Os autores acima relacionados foram utilizados como fontes bibliográficas. Considerando a bibliografia estudada, ficou evidenciado a possibilidade e necessidade da utilização da iconografia como fundamento e método de ensino, principalmente por propiciar o diálogo com temporalidades históricas distintas e estabelecer relações com outras linguagens. Como categoria documental, a iconografia reivindica tratamento metodológico específico, para que não se limite a ser usada como mera ilustração do texto narrativo.pt_BR
Appears in Collections:CH - Eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_eve_acecattoagmagalhaesjunior.pdf142,97 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.