Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20876
Título: O campo da saúde do trabalhador e o conceito "processo de trabalho" em Marx
Título em inglês: The worker's health field and the concept "labor process" in Marx
Autor(es): Sousa, Camila Farias Martins de
Pinheiro, Francisco Pablo Huascar Aragão
Aquino, Cássio Adriano Braz de
Palavras-chave: Saúde do trabalhador
Processo de trabalho
Marx
Worker's health
Labor process
Data do documento: 2013
Editor: Revista LABOR
Citação: Sousa, C. F. M.; Pinheiro, F. P. H. A.; Aquino, C. A. B. (2013)
Resumo: O artigo debate o modo como o conceito “processo de trabalho”, em sua acepção marxista, é apropriado pelo campo da Saúde do Trabalhador no tocante à análise dos determinantes que condicionam a produção de saúde e/ou de adoecimento laborais. Inicialmente, são apresentadas transformações conceituais e políticas que perpassaram a Medicina do Trabalho, a Saúde Ocupacional e, por fim, a Saúde do Trabalhador. É observado o modo como cada uma dessas correntes teórico-práticas define a relação entre saúde, trabalho e adoecimento, bem como são elencadas as formas de intervenção correlatas. No que tange à Saúde do Trabalhador, destaca-se a necessidade deste campo produzir conhecimento assentado numa base histórico-crítica que permita uma compreensão dialética acerca dos contextos de trabalho. Define-se “processo de trabalho” a partir de Marx, considerando suas três dimensões elementares, quais sejam: objeto, instrumento e trabalho. Observa-se, ainda, a maneira como o controle exercido sobre a força de trabalho organizou-se na manufatura e na maquinaria. Tomando tais noções com o suporte, demonstra- se como cada uma das dimensões mencionadas pode repercutir para a saúde dos trabalhadores. São apresentados, ainda, modelos de investigação que se estruturam fundamentados no conceito “processo de trabalho”.
Abstract: The article discusses how the concept "labor process", in its marxist sense, is appropriated by the worker’s health field regarding the analysis of the determinants that influence the production of health and/or work's diseases. Initially, conceptual and political transformations that permeated the Labor Medicine, the Occupational Health and, finally, the worker’s health field are presented. It is observed how each of these theoretical-practical currents defines the relationship between health, work and illness, as well as the correlated ways of intervention are listed. In which concerns to the worker’s health, it is highlighted the necessity of this field of to produce knowledge grounded in a historical-critical basis that allows a dialectic comprehension on the work contexts. “Labor process” is defined from Marx, considering its three elementary dimensions, which are: object, tool and work. It is also observed the way how the control exercised over the workforce it was organized in the manufacture and in the machinery. By taking these notions as support, it is demonstrated how each one of the mentioned dimensions can have repercussions to health of the workers. Research models that are structured from the concept of “labor process” are also presented.
Descrição: SOUSA, Camila Farias Martins de; PINHEIRO, Francisco Pablo Huascar Aragão; AQUINO, Cássio Adriano Braz de. O campo da saúde do trabalhador e o conceito "processo de trabalho" em Marx. Revista LABOR, Fortaleza, v. 1, n. 10, p. 50-69, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/20876
ISSN: 1983-5000
Aparece nas coleções:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_art_cabaquino.pdf128,28 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.