Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21332
Título: Políticas públicas e crítica queer: algumas questões sobre identidade LGBT
Título(s) alternativo(s): Políticas públicas y crítica queer: algunas cuestiones sobre identidad LGBT
Título em inglês: Public policies and queer critics: some questions about LGBT identity
Autor(es): Sampaio, Juliana Vieira
Germano, Idilva Maria Pires
Palavras-chave: Políticas públicas
Teoria queer
Movimento LGBT
Identidade
Teoría queer
Movimiento LGBT
Identidad
Public policies
Queer theory
LGBT movement
Identity
Data do documento: 2014
Editor: Psicologia & Sociedade
Citação: Sampaio, J. V.; Germano, I. M. P. (2014)
Resumo: Na década de 1980, o movimento LGBT no Brasil iniciou uma parceria política com o Estado a fim de enfrentar o surto da AIDS. O sucesso dessas ações contribuiu para novas pautas políticas visando melhor assistência à população LGBT. Tais políticas nos últimos anos ampliaram-se, porém adaptando-se ao modo de representação política vigente, uma política identitária essencialista. O objetivo deste trabalho é discutir como o essencialismo que fundamenta a sexopolítica é negociado nas políticas públicas LGBT e como uma “identidade estratégica” pode afetar os modos de viver daqueles que não se encaixam no padrão heteronormativo. Numa perspectiva discursiva crítica, cinco documentos de políticas públicas foram examinados, com o apoio de quadro conceitual foucaultiano e da Teoria Queer. Concluímos que uma política das multidões queer sinaliza formas de ação ainda mais radicais e potentes.
Abstract: In the eighties, the LGBT movement in Brazil began a political partnership with the State in order to address the AIDS epidemic. The success of those actions resulted in new political agendas aiming to ensure better care for LGBT people. Recent policies were expanded but had to adapt to the current mode of political representation, an essencialist type of identity politics. This paper aims to discuss how the essencialism that grounds sexpolitics is negotiated in LGBT public policies and how a “strategic identity” can affect the ways of living of those who don’t fit heteronormative standards. From a critical discursive perspective, five documents of LGBT public policies were studied based on Foucauldian and Queer Theory conceptual frames. We conclude that queer multitude politics may signal more radical and strong forms of political action.
Resumo em espanhol: En la década de 1980, el movimiento LGBT en Brasil comenzó una asociación política con el Estado para hacer frente a la epidemia del SIDA. El éxito de estas acciones se ha traducido en nuevas directrices políticas para ayudar las personas LGBT. Estas políticas en los últimos años se han ampliado, pero adaptándose a la modalidad predominante de la representación política, una política de identidad esencialista. Este trabajo tiene el objetivo de discutir cómo el esencialismo que subyace a la sexopolítica se negocia en las políticas públicas LGBT y cómo una “identidad estratégica” puede afectar las formas de vida de aquellos que no se ajustan a la norma heteronormativa. Desde el punto de vista discursivo crítico, se examinaron cinco documentos de políticas públicas LGBT, con el apoyo del marco conceptual de Foucault y de la teoría queer. Llegamos a la conclusión de que una política de multitud queer indica formas de acción aún más radicales y potentes.
Descrição: SAMPAIO, Juliana Vieira; GERMANO, Idilva Maria Pires. Políticas públicas e crítica queer: algumas questões sobre identidade LGBT. Psicologia & Sociedade, Belo Horizonte, v. 26, n. 2, p. 290-300, 2014.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21332
ISSN: 1807-0310 (online)
0102-7182 (impresso)
Aparece nas coleções:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2014_art_impgermano.pdf657,61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.