Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21346
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorLima, Geísa Mattos de Araújo-
dc.date.accessioned2016-12-20T21:17:05Z-
dc.date.available2016-12-20T21:17:05Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationLima, G. M. A. (2011)pt_BR
dc.identifier.issn1980-3729-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21346-
dc.descriptionLIMA, Geísa Mattos de Araújo. O artista invasor e os códigos do jornalismo cultural. Revista FAMECOS, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 408-430, maio/ago. 2011.pt_BR
dc.description.abstractThis article aims to point out perspectives to understand how fictional Japanese artist Souzousareta Geijutsuka came to life in two major newspapers from Fortaleza (CE). It begins with a discussion about the role of release in the current journalistic routines. He examines the language and structure of this release in order to uncover the elements that contributed to an invention to be read as truth by journalists that received and published the information with highlight in culture section. From this focus, it wants to understand the cultural codes of journalism and the roles played by different actors that contribute to legitimating processes of senses in contemporary art. The work is concerned, in theoretical terms, to the reflections of Pierre Bourdieu about the structure and functioning of the artistic area, author who also inspired Yuri Firmeza in hisinitiative.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista Famecospt_BR
dc.subjectJornalismo culturalpt_BR
dc.subjectArte contemporâneapt_BR
dc.subjectRotinas jornalísticaspt_BR
dc.titleO artista invasor e os códigos do jornalismo culturalpt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.abstract-ptbrO presente artigo tem o objetivo de apontar perspectivas para o entendimento de como o fictício artista japonês Souzousareta Geijutsuka ganhou vida nos dois principais jornais de Fortaleza (CE). Inicia-se com uma discussão acerca do papel do release nas rotinas jornalísticas atuais. Analisa a linguagem e a estrutura deste release a fim de buscar desvendar os elementos que contribuíram para que uma invenção fosse lida como verdade pelos jornalistas que receberam e publicaram a informação com destaque nos cadernos de cultura. A partir deste foco se procura compreender os códigos do jornalismo cultural e os papéis desempenhados pelos diversos agentes que contribuem nos processos de legitimação dos sentidos da arte na contemporaneidade. O trabalho é referido, em termos teóricos, às reflexões de Pierre Bourdieu sobre estrutura e funcionamento do campo artístico, autor que teria inspirado também Yuri Firmeza na sua iniciativapt_BR
dc.title.enThe invader artist and the codes of cultural journalismpt_BR
Aparece nas coleções:DCSO - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2011_art_gmalima.pdf431,27 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.