Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21359
Título: Arte urbana, juventude e educação sentimental: entre a cidade e o ciberespaço (experiências etnográficas)
Autor(es): Diógenes, Glória Maria dos Santos
Palavras-chave: Antropologia das ruas
Ciberespaço
Ritos jovens
Arte urbana
Educação sentimental
Data do documento: 2013
Editor: Linguagem, Educação e Sociedade
Citação: Diógenes, G. M. S. (2013)
Resumo: Este texto é parte de uma pesquisa de pós-doutorado efetuada em Lisboa durante o ano de 2013, sobre arte urbana e graffiti. O artigo aborda dinâmicas juvenis no âmbito da arte de rua, seguindo linhas e movimentos efetuados entre ambientes presenciais urbanos e o ciberespaço. A arte urbana expande-se nas avenidas digitais e põe em cena atores que transcendem lugares, tempos e classificações geracionais. Par-te-se do pressuposto de que as mutações efetuadas entre o pichador/graffiter ilegal – em direção ao artista urbano – sinalizam, também, um ritual de passagem entre um tipo de juventude e uma condição adulta, podendo ser identificadas como marcadores geracionais. A linha narrativa do texto seguirá o percurso de dois narradores-chave: Grud, artista urbano residente em Fortaleza/Brasil, e Hazul Luzah, morador da cidade do Porto/Portugal. Por meio da arte urbana, de acordo com os interlocutores da pesquisa, produz-se um tipo de educação dos sentimentos, movida por percepções, vínculos e sentidos múltiplos de apropriação da cidade e de suas vias no ciberespaço. Cabe ao artista urbano, assim como ao antropólogo que se agita entre redes, munir-se de um dispositivo nômade, misturar-se, deslocar-se, registrar e refazer, se assim for, traços, cores e estilos de sua assinatura nas malhas da cidade e nos sítios digitais.
Abstract: This text is part of a research postdoctoral held in Lisbon during the year 2013, about street art and graffiti. The article talks about juvenile dynamics in the context of street art, from lines and movements performed between urban environments and cyberspace. The urban art increase in digital avenues shows who actors make transcend places, times and ratings generations. Our starting point is that the changes made between the graffiti artist / illegal graffiti artist - toward urban artist - also show a rite of passage between a kind of youth and adulthood, and can be identified as markers of generations. The narrative line of the text will have the route of two narrators: Grud, urban artist who lives in Fortaleza / Brazil, and Hazul Luzah, who lives in Porto / Portugal. By urban art, according to the interlocutors of the research, is produced a kind of education of feelings, stimulated by perceptions, links and multiple meanings of appropriating the city and its ways in cyberspace. It is the mission of the urban artist, like the anthropologist who moves between networks, have a nomadic device, of mingle, move, and re-register, just, details, colors and styles of your signature on city streets and on digital sites.
Descrição: DIÓGENES, Glória Maria dos Santos. Arte urbana, juventude e educação sentimental: entre a cidade e o ciberespaço (experiências etnográficas). Linguagem, Educação e Sociedade, Teresina, ano 18, n. 28, p. 51-76, ago. 2013. Edição Especial Dossiê Educação e Juventudes.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21359
ISSN: 1518-0743
Aparece nas coleções:DCSO - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_art_gmsdiogenes.pdf425,17 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.