Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21372
Título: Peregrinação de parturientes nas regiões Nordeste e Sul do Brasil
Título em inglês: Pilgrimage of parturients in the Northeast and Southern regions of Brazil
Autor(es): Rocha-Silva, Cintia Maria Torres
Orientador(es): Leite , Álvaro Jorge Madeiro
Palavras-chave: Parto Obstétrico
Maternidade
Gestantes
Data do documento: 22-Dez-2015
Citação: ROCHA-SILVA, C. M. T. ; LEITE, A. J. M. (2016)
Resumo: A peregrinação de parturientes consiste no fluxo de gestantes em busca de atendimento obstétrico, sem que tenha sido referenciada de uma unidade hospitalar para seguinte. Sabe-se que a assistência adequada nesse momento é essencial para reduzir os índices de morbimortalidade materno-infantil. As regiões Nordeste e Sul do Brasil apresentam desigualdades quanto a ocorrência da peregrinação, sendo, portanto oportuno dar visibilidade aos determinantes dessa problemática nas duas macrorregiões. Objetivo: Analisar os determinantes da peregrinação de parturientes atendidas em maternidades públicas e privadas das regiões Nordeste e Sul do Brasil. Metodologia: Estudo de base hospitalar que utilizou dados da pesquisa Nascer no Brasil, realizada em 2011/2012, com entrevistas de 23.940 mulheres. A amostra compreendeu as 10.234 parturientes identificadas nas regiões Nordeste e Sul. Para a presente pesquisa um modelo teórico conceitual foi estabelecido com três níveis de hierarquia considerando como variável dependente a peregrinação de parturientes. Desse modo, o modelo hierarquizado será composto pelo nível distal (características socioeconômicas e demográficas maternas); níveis intermediários I e II, considerando, respectivamente, as características maternas e os aspectos referentes à assistência pré-natal, e nível proximal, fatores que antecedem o parto e estão relacionados à peregrinação anteparto. A associação entre as variáveis foram avaliadas através da comparação de proporções, pelo Teste do Qui-quadrado; e, pelo método de análise multivariada por modelos de regressão logística, adotando a técnica de níveis hierárquicos. As análises foram desenvolvidas pelo software STATA Release 14, através de procedimentos de análise específicos para amostras complexas, declarando as variáveis peso amostral e estrato. Resultados: No total 10.234 mulheres foram entrevistadas nos 116 hospitais das regiões Nordeste e Sul do Brasil. Em ambas as regiões, predominaram os partos financiados pelo setor público, porém com percentual mais expressivo na região Nordeste. Após ajuste para os três níveis hierárquicos do modelo de determinação da peregrinação de parturientes, as variáveis que compuseram o modelo hierarquizado da regressão logística multivariada foram: Bloco I: região (OR=3,9; IC95% 2,76 – 5,6; p<0,001); classificação econômica categorias ‘classe D e E’ (OR=1,8; IC95% 1,33 – 2,22; p<0,001) e ‘classe C’ (OR=1,4; IC95% 1,19 – 1,8; p<0,001); trabalho remunerado da mãe (OR=1,1; IC95% 1 – 1,4; p=0,050); chefe da família sendo a mãe (OR=1,4; IC95% 1,7 – 1,82; p=0,013); fonte de pagamento do parto (OR=4,9; IC95% 2,8 – 6,5; p<0,001); Bloco II: cesárea anterior categoria ‘não’ (OR=1,5; IC95% 1,07 – 2,17; p=0,018) e categoria ‘1 cesárea’ (OR=1,6; IC95% 1,13 – 2,3; p=0,008); Bloco III: trabalho de parto prematuro (OR=2; IC95% 1,52 – 3; p<0,001); amniorrexe prematura (OR=1,5; IC95% 1,22 – 1,9; p<0,001); hemorragia vaginal (OR=4; IC95% 1,6 – 10,1; p=0,004) e síndrome hipertensiva (OR=1,4; IC95% 1 – 1,99; p=0,038). Conclusão: Os determinantes socioeconômicos e as complicações que antecedem o momento do parto, estão permeados pela falta de integração entre os serviços de saúde, e em parte caracterizam as diferenças regionais, indicando que as populações socialmente desfavorecidas apresentaram riscos de peregrinar mais elevados, principalmente se levar em consideração o contexto da região Nordeste.
Abstract: The pilgrimage of parturients consists of the flow of pregnant women in search of obstetric care, without having been referenced from one hospital unit to the next. It is known that adequate care at this time is essential to reduce maternal and child morbidity and mortality rates. The Northeast and South regions of Brazil present inequalities in the occurrence of the pilgrimage, and it is therefore appropriate to give visibility to the determinants of this problem in the two macro regions. Objective: To analyze the determinants of the pilgrimage of parturients attended in public and private maternity hospitals in the Northeast and Southern regions of Brazil. Methodology: A hospital-based study that used data from the survey Born in Brazil, conducted in 2011/2012, with interviews of 23,940 women. The sample comprised the 10,234 parturients identified in the Northeast and South regions. For the present research a theoretical conceptual model was established with three levels of hierarchy considering as dependent variable the pilgrimage of parturients. Thus, the hierarchical model will be composed of the distal level (maternal socioeconomic and demographic characteristics); Intermediate levels I and II, considering, respectively, maternal characteristics and aspects related to prenatal care, and proximal level, factors that precede delivery and are related to antepartum pilgrimage. The association between the variables was evaluated by comparing proportions by the Chi-square test; And by the method of multivariate analysis by logistic regression models, adopting the technique of hierarchical levels. The analyzes were developed by the software STATA Release 14, through specific analysis procedures for complex samples, declaring the variables sample weight and stratum. Results: A total of 10,234 women were interviewed in the 116 hospitals in the Northeast and Southern regions of Brazil. In both regions, parities financed by the public sector predominated, but with a more significant percentage in the Northeast region. After adjusting for the three hierarchical levels of the model of determination of parturients, the variables that composed the hierarchical model of multivariate logistic regression were: Block I: region (OR = 3.9, 95% CI 2.76 - 5.6; P <0.001); (OR = 1.8, 95% CI 1.33 - 2.22, p <0.001) and 'class C' (OR = 1.4, 95% CI, 1.19-1, 8; p <0.001); Paid work of the mother (OR = 1.1, 95% CI 1 - 1.4, p = 0.050); Head of the family being the mother (OR = 1.4; 95% CI 1.7 - 1.82; p = 0.013); Source of childbirth (OR = 4.9, 95% CI 2.8 - 6.5, p <0.001); (OR = 1.5, 95% CI 1.07 - 2.17, p = 0.018), and category '1 cesarean section' (OR = 1.6, 95% CI 1.13-2 , 3; p = 0.008); Block III: preterm labor (OR = 2, 95% CI 1.52-3, p <0.001); Premature amniorrexis (OR = 1.5; 95% CI 1.22-1.9, p <0.001); (OR = 4, 95% CI 1.6 - 10.1, p = 0.004) and hypertensive syndrome (OR = 1.4, 95% CI 1-99, p = 0.038). Conclusion: The socioeconomic determinants and complications that precede the time of childbirth are permeated by a lack of integration among health services, and in part characterize regional differences, indicating that socially disadvantaged populations have higher risks of pilgrimage, especially if Take into account the context of the Northeast region.
Descrição: ROCHA-SILVA, C. M. T. Peregrinação de parturientes nas regiões Nordeste e Sul do Brasil. 2015. 182 f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21372
Aparece nas coleções:DSC - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2015_tese_cmtrsilva.pdf2,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.