Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21379
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorCampos , Jocileide Sales-
dc.contributor.authorCarvalho, Maria Luiza Rocha Barreto de-
dc.date.accessioned2016-12-21T15:43:48Z-
dc.date.available2016-12-21T15:43:48Z-
dc.date.issued2016-08-25-
dc.identifier.citationCARVALHO, M. L. R. B. Perfil de proteção vacinal e uso de barreiras físicas em profissionais de odontologia na atenção primária à aaúde. 2016. 130 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21379-
dc.description.abstractThe Health Worker Health Surveillance seeks to investigate how these professionals are preventing themselves from diseases and what occupational hazards are exposed, with emphasis on biological risk. In health services, teams must conduct a safe clinical practice, adopting the current precepts of infection control. Among the means of protection, vaccination and the use of physical barriers are priorities. In the context of Primary Health Care, it can be considered that oral health professionals are more exposed to the microorganisms present in patients' body fluids. The objective of this study was to evaluate the profile of vaccination and physical protection, through the use of Individual Protection Equipment, of dentists practicing, mostly, in the health teams of the family of Fortaleza-Ceará. It was characterized as descriptive and transversal, of quantitative approach. The data collection was performed through a structured interview with application of a form to the categories: dental surgeon; Auxiliary and oral health technician, totaling 230 professionals interviewed. Sampling was of the random type. The collected data were submitted to statistical analysis, using the software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS v.17.0). The results were: 85.2% of the participants were female, 60% were in the age group up to 40 years and 58.3% were married. 91.7% of participants received all three doses of hepatitis B vaccine; 53% underwent the anti-HBs test to prove immunity, with a reactive result in 41.3% of professionals. The coverage of the double or triple viral vaccine was 83.5%; And 75.6% of the participants had the dT or dTp / dTpa vaccine updated. Only 4.8% of the professionals were vaccinated against varicella, but 89.5% of the non-vaccinates were immunized by previous history of the disease. 76.3% had received the booster influenza vaccine. For all illnesses, a number of possibly susceptible people were found. The negative preventive factor for the most present vaccination in the professionals' reports was forgetfulness (28.1%). It was also observed that more than half of the participants (57.4%) already suffered a work accident with biological material. The goggles, the disposable apron and the thick gloves were the barriers that had the least reported use. It was concluded that it is necessary to use education strategies to reach an ideal level of awareness among the target public workers of this research regarding immunization and other means of protection.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectVacinaçãopt_BR
dc.subjectEquipamento de Proteção Individualpt_BR
dc.subjectSaúde do Trabalhadorpt_BR
dc.subjectAtenção Primária à Saúdept_BR
dc.titlePerfil de proteção vacinal e uso de barreiras físicas em profissionais de odontologia na atenção primária à saúdept_BR
dc.typeDissertationpt_BR
dc.description.abstract-ptbrA Vigilância em Saúde do Trabalhador da área da saúde busca investigar o modo como esses profissionais estão se prevenindo das doenças e a que riscos ocupacionais estão expostos, com destaque para o risco biológico. Nos serviços de saúde, as equipes devem realizar uma prática clínica segura, adotando os preceitos atuais de controle de infecção. Dentre os meios de proteção, a vacinação e o uso de barreiras físicas são prioritários. No contexto da Atenção Primária à Saúde, pode-se considerar que os profissionais da saúde bucal estão mais expostos aos microorganismos presentes nos fluidos corpóreos dos pacientes. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil de proteção vacinal e física, mediante o uso de Equipamentos de Proteção Individual, dos profissionais da odontologia atuantes, em sua maioria, nas equipes de saúde da família de Fortaleza-Ceará. Caracterizou-se como descritivo e transversal, de abordagem quantitativa. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista estruturada com aplicação de um formulário às categorias: cirurgião-dentista; auxiliar e técnico de saúde bucal, totalizando 230 profissionais entrevistados. A amostragem foi do tipo aleatório. Os dados coletados foram submetidos à análise estatística, utilizando-se o software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS v.17.0). Os resultados encontrados foram: 85,2% dos participantes eram do sexo feminino, 60% estavam na faixa de idade até 40 anos e 58,3% eram casados. 91,7% dos participantes receberam as três doses da vacina para hepatite B; 53% realizaram o exame anti-HBs para comprovar imunidade, com resultado reagente em 41,3% dos profissionais. A cobertura da vacina dupla ou tríplice viral foi de 83,5%; e 75,6% dos participantes estavam com a vacina dT ou dTp/dTpa atualizadas. Apenas 4,8% dos profissionais se vacinaram contra a varicela, porém 89,5% dos não-vacinados estavam imunizados por história pregressa da doença. 76,3% haviam recebido o reforço da vacina contra a influenza. Para todas as doenças, encontrou-se uma quantidade de pessoas possivelmente suscetíveis. O fator negativo impeditivo para a vacinação mais presente nos relatos dos profissionais foi o esquecimento (28,1%). Observou-se, ainda, que mais da metade dos participantes (57,4%) já sofreu acidente de trabalho com material biológico. Os óculos de proteção, o avental descartável e as luvas grossas foram as barreiras que tiveram menor relato de uso clínico. Concluiu-se que é preciso lançar mão de estratégias de educação para se alcançar um patamar ideal de plena consciência entre os trabalhadores público-alvo desta pesquisa no que diz respeito à imunização e outros meios de proteção.pt_BR
dc.title.enVaccine protection profile and use of physical barriers by oral health professionals in primary health carept_BR
Appears in Collections:MPSF - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_dis_mlrbcarvalho.pdf6,49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.