Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21539
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorColaço, Carla Lopes-
dc.contributor.authorColaço, Maria Ayrtes Ximenes Ponte-
dc.contributor.authorNogueira, Ingrid Correia-
dc.contributor.authorCosta, Nydia de Sousa-
dc.contributor.authorCruz, Nicole Soares Oliver-
dc.contributor.authorAbdon, Ana Paula Vasconcellos-
dc.date.accessioned2017-01-16T12:37:31Z-
dc.date.available2017-01-16T12:37:31Z-
dc.date.issued2016-07-
dc.identifier.citationCOLAÇO, C. L. et al. Efeitos do uso da cinta abdominal em pacientes com traumatismo raquimedular. Revista de Medicina da UFC, Fortaleza, v. 56, n. 2, p. 10-15, jul./dez. 2016.pt_BR
dc.identifier.issn2447-6595 on-line-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/21539-
dc.description.abstractObjective: To analyze the effects of using the abdominal binder in patients with spinal cord injury (SCI). Methods: A interventional quantitative study was conducted in 16 patients diagnosed with spinal cord injury between C3-T3 levels, aged between 18 and 50, selected regardless of sex and the causal factor of trauma. All underwent a functional evaluation before and after 10 minutes of use of CAE. Results: All patients were male. The main causes were motorcycle accident and gunshot injury. The median age was 31.70 ± 8.16 years, where 60% of the patients were between 18 to 30 years. Most lesions found in 6 patients (60%) occurred. Conclusion: the application of this feature can help in functional recovery of these patients, reducing pulmonary changes and consequently, facilitating their hospital discharge.-
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista de Medicina da UFCpt_BR
dc.subjectFisioterapiapt_BR
dc.subjectMedula Espinhalpt_BR
dc.subjectSistema Respiratóriopt_BR
dc.titleEfeitos do uso da cinta abdominal em pacientes com traumatismo raquimedularpt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.abstract-ptbrObjetivo: Analisar os efeitos do uso da cinta abdominal elástica (CAE) em pacientes com traumatismo raquimedular (TRM). Métodos: Estudo quantitativo, do tipo intervencionista, realizado com 16 pacientes diagnosticados com lesão raquimedular a nível de C3-T3, faixa etária entre 18 e 50 anos, selecionados independente do sexo e do fator causal do trauma. Todos passaram por uma avaliação funcional antes e após 10 minutos de utilização da CAE. Resultados: Todos os pacientes eram do sexo masculino e as principais causas de trauma foram acidente de moto e projétil por arma de fogo. A idade média foi de 31,70 ± 8,16 anos, onde 60% dos pacientes tinham entre 18 a 30 anos e maior ocorrência de lesão entre C3 a C5 foram encontradas em 6 pacientes (60%). Houve aumento significativo da força dos músculos respiratórios de 29,70 cmH2O na Pimáx (p=0,02) e de 14,80 cmH2O na Pemáx (p=0,06). Ocorreu melhora significativa no volume corrente (VC) de 56,6 ml (p=0,03), e no volume minuto (VM) de 2,41 L (p=0,05). Entretanto, não ocorreu alteração na frequência respiratória (p=0,13). Conclusão: Diante desses achados, a aplicação desse recurso pode auxiliar na recuperação funcional desses pacientes, reduzindo as alterações pulmonares e consequentemente, facilitando sua alta hospitalar.pt_BR
Aparece nas coleções:DMC - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2016_art_clcolaço.pdf688,58 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.