Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22602
Título: Investigação da associação entre os mirnas 10a, 17, 29c e 31 e a expressão de il-6 e stat3 em lesões orais potencialmente malignas, no câncer bucal e campo de cancerização
Título em inglês: Investigation about the association between miRNAs 10a, 17, 29c e 31 and the expression of IL-6 and STAT3 em potentially malignant lesions and squamous cell carcinoma and its field cancerization
Autor(es): Teófilo, Carolina Rodrigues
Orientador(es): Alves, Ana Paula Negreiros Nunes
Palavras-chave: MicroRNAs
Carcinoma de Células Escamosas
Lesões Pré-Cancerosas
Fator de Transcrição STAT3
Interleucina-6
Data do documento: 24-Fev-2017
Citação: TEÓFILO, C. R. ; ALVES, A. P. N. N. (2017)
Resumo: As neoplasias malignas de cavidade oral constituem um sério problema de saúde pública no Brasil e no mundo, sendo o tumor maligno mais comum em boca o Carcinoma de Células Escamosas (CCE). Frequentemente, antes do surgimento do CCE, ocorrem alterações clínicas e histológicas com maior potencial de transformação maligna, chamadas desordens potencialmente malignas (DPM). Fatores moleculares podem contribuir para o desenvolvimento dessa neoplasia. O Signal Transducers and Activators of Transcription-3 (STAT3) é um transdutor de sinais frequentemente ativado por citocinas, como IL-6, que pode atuar nesse processo. Já os microRNAs (miRNAs) regulam a expressão gênica pós-transcricional degradando ou silenciando RNAs mensageiros. O presente trabalho objetivou quantificar os níveis de microRNAs miR-10a, miR-17, miR-29c e miR-31 em campo de cancerização de displasias e CCE. Adicionalmente, avaliou-se o padrão de expressão de IL-6 e STAT3 nessas lesões. Para tanto, foram coletadas amostras de 47 CCEs, 21 displasias e 21 de mucosa normal. Nos grupos CCE e DPM, foi coletada amostra adicional de mucosa perilesional, distando 1 cm da lesão. Os miRNAs foram analisados por PCR em tempo real e STAT3 e IL-6 por imunoistoquímica (IQ). Os casos de CCE eram, predominantemente, moderadamente diferenciados (91,5%), com crescimento em lençóis ou ninhos (73%) e não-ceratinizantes (52,6%). As displasias leves apresentaram-se mais frequentemente (52%), sendo que 42,8% mostravam inflamação subepitelial intensa. A idade média dos pacientes dos três grupos foi de 52±21 anos. Houve predomínio do sexo masculino no grupo CCE (67,3%) e do feminino nas displasias (57,1%). Detectou-se hiperexpressão dos miRNAs estudados em CCE e displasias, assim como nas regiões perilesionais. Identificou-se correlação positiva entre todos os miRNAs estudados no grupo CCE, enquanto na área adjacente ao tumor o aumento de miR-31 foi acompanhado de elevação nos níveis de miR-17, assim como o aumento de miR-29c foi seguido por incremento de miR-10a. Houve aumento significativo da expressão de miR-17 e miR-29c em CCE em relação a displasias. Nestas, houve correlação positiva do miR-10a com miR-29c e miR-17, ocorrendo situação semelhante entre miR-31 e miR-17. Em região perilesional de DPM, os microRNAs miR-10a e miR-29c apresentaram correlação positiva. O aumento da expressão de miR-31 foi relacionado a displasias com classificação histológica mais severa. Obteve-se alta expressão de IL-6 em 100% das amostras de CCE e DPM. STAT3 apresentou positividade para 84,6% das amostras de CCE e 88,2% de DPM. Correlação positiva entre miR-29c e miR-10a foi encontrada no CCE, nas displasias e áreas perilesionais, indicando que a hiperexpressão desses microRNAs é um evento precoce no processo de carcinogênese oral.
Abstract: Oral cavity malignant neoplasms are a serious public health problem in Brazil and in the world. The most common histologic subtype in the mouth are squamous cell carcinoma (SCC). Often, before the onset of SCC, there are clinical and histological changes with a greater potential for malignant transformation, called potentially malignant disorders (PMD). Multiple molecular factors may contribute to the development of this neoplasms. Signal Transducers and Activators of Transcription-3 (STAT3) is a cytokine-activated signal transducer, which may be directly active in neoplastic. High levels of IL-6, a possible STAT3 activator, have been associated with poor prognosis in SCC. MicroRNAs (miRNAs) are a group of RNAs that act as gene-regulator in the post-transcriptional phase through the degradation or silencing of messenger RNAs. The present study aimed to quantify microRNAs miR-10a, miR-17, miR-29c and miR-31 in the field effect area of oral dysplasia and SCC. Additionally, it is intended to evaluate the expression of IL-6 and STAT3 in these lesions. For this, samples of 47 SCC, 21 PMD and 21 controls were collected. In the patients with SCC or PMD, in addition to the lesion area, a normal mucosa sample was collected, 1 cm away from the lesion. miRNAs were analyzed by real-time PCR and STAT3 and IL-6 by immunohistochemistry. The SCC sample was, most of them, moderately differentiated (91.5%), with growth in nets (73%) and non-keratinizing (52.6%). Dysplasia presented, more frequently, mild (52%), and 42.8% of them showed intense subepithelial inflammation. The mean age of the patients in the three groups was 52 ± 21 years. Males were predominant in the SCC group (67.3%) and female in DPM (57.1%). The most frequent localization site for both groups was tongue. Hyperexpression of all studied miRNAs were observed in SCC and PMD, as well as in the perilesional regions. Evaluating SCC, all the miRNAs studied were correlated with each other, while in SCC perilesion increase of miR-31 was accompanied by elevation of miR-17 levels, as well as hyperexpression of miR-29c was accompanied by miR-10a increase. There was an increase of miR-17 and miR-29c in SCC compared to PMD. In PMD, the increase of miR-10a was accompanied by an increase of miR-17 and miR-29c; a similar situation occurred between miR-31 and miR-17. In PMD perilesion, miR-10a and miR-29c presented positive correlation. High expression of IL-6 was obtained in 100% of the SCC and PMD samples. STAT3 presented positivity for 84.6% of SCC samples and 88.2% of DPM samples. Positive correlation between miR-29c and miR-10a was found in SCC, in dysplasias and perilesional areas, indicating that hyperexpression of these microRNAs is an early event in the oral carcinogenesis.
Descrição: TEÓFILO, C. R. Investigação da associação entre os mirnas 10a, 17, 29c e 31 e a expressão de il-6 e stat3 em lesões orais potencialmente malignas, no câncer bucal e campo de cancerização. 2017. 105 f. Tese (Doutorado em Odontologia) - Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/22602
Aparece nas coleções:DCOD - Teses defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2017_tese_crteofilo.pdf2,89 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.