Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2299
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorArraes, Ronaldo de Albuquerque e-
dc.contributor.authorMenezes, Francisca Lívia Souza-
dc.contributor.authorSimonassi, Andrei Gomes-
dc.contributor.authorAraújo, Denise Xavier-
dc.date.accessioned2012-03-20T19:23:28Z-
dc.date.available2012-03-20T19:23:28Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationARRAES, Ronaldo de Albuquerque e et al. Mobilidade nas escolhas de profissões no mercado de trabalho brasileiro. FORUM BNB DE DESENVOLVIMENTO / ENCONTRO REGIONAL DE ECONOMIA, 16., Fortaleza. Anais... Fortaleza, 2011.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/2299-
dc.description.abstractThe changes in consumption patterns and habits of the population as a result of the stability of the Brazilan economy post 1994 has provoked debate about whether or not a new middle class in Brazil has arisen. Besides, the findings in the literature of a recent reduction in income inequality in the country have direct implications on changes that have occurred in the distribution of occupations in the labor market. Based on these discussions and evidences, this paper analyzes the Brazilian labor market in 1995, 2003 and 2009 from two approaches: first, by reducing the existing eight hundreds occupational categories into seven, following the principle of the theoretical scheme of classes of Erickson, Goldthorpe and Portocarrero (1979) and Goldthorpe, Llewellyn and Payne (1987); second, the application of a multinomial discrete choice model allows identifying the determinants of workers participation in a particular category and, through estimation of mincerian earning equations, with correction for sample selection, it is inferred about the factors that affect workers’ earnings. The results point for an expansion of income and educational level in almost all categories, as well as evidencing that years of schooling, experience, family status, gender, race and region have a significant influence on occupational choice and workers’ earnings. Yet, there are also significant differences from the returns to education as different occupational strata are compared. Moreover, this return has shown to be decreasing over time in some categories, especially for those in higher earnings strata.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherForum BNB de Desenvolvimento / Encontro Regional de Economiapt_BR
dc.relation.ispartofseries16;-
dc.subjectEquações mincerianaspt_BR
dc.titleMobilidade nas escolhas de profissões no mercado de trabalho brasileiropt_BR
dc.typeArtigo de Eventopt_BR
dc.description.abstract-ptbrAs mudanças dos padrões de consumo e hábitos da população após a estabilização da economia brasileira têm provocado debates acerca do possível surgimento de uma nova classe média, assim como a constatação recente de redução das desigualdades de renda tem implicação direta sobre a distribuição de ocupações no mercado de trabalho, tanto do lado da oferta quanto da demanda. Motivado disso, objetiva-se analisar o mercado de trabalho no período pós-plano real buscando, inicialmente, agrupar as mais de oitocentas categorias ocupacionais registradas em um número reduzido que permita uma modelagem de análise. Seguindo princípios teóricos do esquema de classes de Erickson, Goldthorpe e Portocarrero (1979) e Goldthorpe, Llewellyn e Payne (1987) reduziu-se o agrupamento em sete categorias. Através da aplicação de um Modelo Discreto Multinomial verificam-se os determinantes da participação dos trabalhadores em uma determinada categoria e, por meio de equações de rendimentos, com correção de seletividade amostral, examinam-se os fatores que afetam as rendas desses trabalhadores. Constata-se uma expansão da renda e do nível educacional em quase todas as categorias, bem como se evidencia que as variáveis anos de estudo, experiência, condição na família, gênero, raça e região têm forte influência na escolha ocupacional e nos rendimentos dos trabalhadores. Significativas diferenças são observadas em relação ao retorno da educação na renda dos indivíduos quando se comparam os diferentes estratos ocupacionais, porquanto tal retorno tem tido uma tendência decrescente em algumas categorias, principalmente nas de renda mais elevada.pt_BR
Appears in Collections:CAEN - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011_art_raarraes.pdf365,03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.