Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24260
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilveira, Matheus de Mesquisa-
dc.contributor.authorAllgayer, Heloisa-
dc.contributor.authorHiller, Rafael Francisco-
dc.date.accessioned2017-07-25T15:53:28Z-
dc.date.available2017-07-25T15:53:28Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationSilveira, M. M.; Allgayer, H.; Hiller, R. F. (2016)pt_BR
dc.identifier.issn1984-4255 (online)-
dc.identifier.issn1984-4247 (impresso)-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/24260-
dc.descriptionSILVEIRA, Matheus de Mesquisa; ALLGAYER, Heloisa; HILLER, Rafael Francisco. Distinções entre a teleologia aristotélica e a darwinista e sua superação pela teoria da síntese estendida. Argumentos Revista de Filosofia, Fortaleza, ano 8, n. 16, p. 37-49, jul./dez. 2016.pt_BR
dc.description.abstractIn this article, we will investigate the main features of Aristotelian and Darwinian teleology to show how the extended synthesis theory seeks to overcome them. The conceptual investigation of the teleological approach of Aristotle can contribute to the understanding of the nature of Darwinian evolutionism and its late developments. In this sense, we will review the central concepts of the teleological aspects of these theories, in order to present the impact that a philosophical approach has on the understanding of the elements that support such a position. Considering the peculiarities that these perspectives present in relation to the teleological element intrinsic to them, it is also necessary to elucidate the different ways in which it is used. In this way, it will be possible to distinguish the specific character in which teleology appears in Darwinian evolutionism and to what extent it surpasses that of Aristotle in terms of a naturalistic perspective. The final point of the paper will be to show how the theory of extended synthesis establishes an explanation of nature that has no type of teleology in its explanation of natural phenomena.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherArgumentos - Revista de Filosofiapt_BR
dc.subjectTeleologiapt_BR
dc.subjectEvolucionismopt_BR
dc.subjectAristótelespt_BR
dc.subjectDarwinpt_BR
dc.subjectSynthetic theorypt_BR
dc.titleDistinções entre a teleologia aristotélica e a darwinista e sua superação pela teoria da síntese estendidapt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrNeste artigo trataremos da investigação das principais características da teleologia aristotélica e darwinista, a fim de mostrar como a teoria da síntese estendida busca superá-las. Uma investigação conceitual da abordagem teleológica de Aristóteles poderá contribuir para uma compreensão acerca da natureza do evolucionismo darwinista e seus desdobramentos posteriores. Neste sentido, buscar-se-á uma revisão dos conceitos centrais dos aspectos teleológicos destas teorias, de modo a apresentar o impacto que uma abordagem filosófica das mesmas tem na compreensão dos elementos que sustentam tal posição. Considerando as peculiaridades que tais perspectivas apresentam no que tange ao elemento teleológico intrínseco a elas, também se faz necessário elucidar as diferentes formas nas quais ele é utilizada. Deste modo, será possível distinguir o caráter específico no qual ela existe dentro do evolucionismo darwinista e em que medida ele supera o de Aristóteles dentro de uma perspectiva naturalista. O ponto final do artigo será o de mostrar como a teoria da síntese estendida estabelece uma explicação da natureza que não possui nenhum tipo de teleologia em sua explicação dos fenômenos naturais.pt_BR
Appears in Collections:PPGFILO - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_art_mmsharfhiller.pdf112,63 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.