Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26269
Title in Portuguese: Avaliação da toxidade e do potencial fotoprotetor e antioxidante do extrato hidroalcoólico bruto de hastes de Cereus jamacaru DC, cactaceae
Title: Evaluation of the potential toxicity and sunscreen and antioxidant extract of rods crude hydroalcoholic cereus jamacaru dc, cactaceae.
Author: Brito, Verônica Silva de
Advisor(s): Santos, Ricardo Pires dos
Keywords: Cereus jamacaru, DC
Proteção solar
antioxidante
Toxicidade
Issue Date: 2013
Citation: BRITO, V.S. (2013)
Abstract in Portuguese: As cactáceas são compostas por um grupo de plantas abundantes nas regiões do semiárido. Demonstram bastante especificidade com relação ao seu habitat e possuem uma série de adaptações morfológicas e fisiológicas que permitem a sua sobrevivência em ambientes com déficit em nutrientes e água, além de suportar intensa radiação solar (FPS). Dessa forma o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do Fator de Proteção Solar possivelmente presente em hastes de Cereus jamacaru, verificar a sua porcentagem de atividade antioxidante, testar a toxicidade através do teste preliminar com Artemia salina e verificar a composição química do extrato através do infravermelho. Primeiramente foi preparado o material vegetal de Cereus jamacaru resultando em extrato bruto, derivado de coletas durante o dia (11h) e coletas durante a noite (23h). Após isso foi realizado extrações com etanol a 70% e 95% v/v para ambos os horários de coleta. Resultando em: ECD 95%, ECD 70%, ECN 95% e ECN 70%. Os espectros no infravermelho foram verificados tanto para o extrato bruto, quanto para as frações liofilizadas, as bandas de absorção foram obtidas em comprimento de onda na faixa de 4000 a 400 cm-1. Para o teste de FPS in vitro, as amostras foram diluídas até a concentração final de 0,2 mg/mL, e as absorbâncias determinadas na faixa de 220 a 450 nm, com intervalos de 2 nm. A atividade antioxidante foi avaliada através do método de sequestro de radicais livres DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazila), sendo realizados testes para as quatro amostras nas concentrações de 5 a 2000μg.mL-1 em triplicata. As leituras das absorbâncias foram realizadas a 517 nm. A partir do resultado foi calculado a porcentagem de atividade antioxidante (AA%). Todas as amostras foram submetidas ao teste de toxicidade com Artemia salina, nas seguintes concentrações de (1000, 500, 250, 125 e 62,5μg.mL-1). Logo após verificada a mortalidade dos náuplios com 24 e 48h. Com relação ao infravermelho foram verificados picos de absorção diferentes quando comparados tanto o horário de coleta quanto a porcentagem de diluição do solvente. Para o teste de FPS todas as amostras demonstraram atividade fotoprotetora sendo que na amostra (ECD 95%) foi verificado uma maior absorção na região do ultravioleta (UV) com FPS-15,72. As amostras demonstraram uma maior atividade antioxidante comparado ao β-caroteno, na maioria das concentrações testadas. Os testes de toxicidade com Artemia salina resultaram em valores para a concentração letal média (CL50), >1000; 906,32; 622,30; 762,44 μg mL-1 para os extratos (ECD 95%, ECD 70%, ECN 95% e ECN 70%) respectivamente, após 24h. A amostra ECD 95% mostrou ser atóxica até a concentração testada. As demais amostras demonstraram toxicidade de acordo com o que é relatado na literatura, em que concentrações de CL50 abaixo de 1000 é considerado tóxica. Considerando que, para os experimentos em estudo foi verificado tanto efeito fotoprotetor quanto atividade antioxidante em concentrações bem abaixo dos valores de CL50, assim podemos considerar o extrato como atóxico, embora sejam necessários outros testes de toxicidade, in vitro e in vivo buscando descartar o efeito tóxico que possa vir a ter, viabilizando a utilização de seus princípios ativos em fármacos ou produtos cosméticos.
Abstract: Cactaceae is family of plants abundant in semi-arid regions. They present a number of morphological and physiological adaptations that allow their survival in environments with a deficit in nutrients and water, and supports intense solar radiation. The aim of this study was to evaluate the chemical composition (by spectroscopy Fourier transform infrared), toxicity (essays with Artemia salina) and potential photoprotective and antioxidant of ethanol extract (95 and 70%) of Cereus jamacaru stems collected in the periods of day and night. The results of the study of the chemical composition showed variation in the composition according to the sampling period and the process of extracting ethanol (95 or 70%). The 95% ethanol extract of stems collected during the day (ECD 95%) showed no toxicity while others showed toxicity. All the extracts showed photoprotective and antioxidant (as compared to beta carotene) activity. However, the highest activities were observed in the ECD 95%. These results demonstrate the potential photoprotective and antioxidant of ethanol extracts of Cereus jamacaru stems in the production of biotechnological products.
Description: BRITO, V.S. Avaliação da toxidade e do potencial fotoprotetor e antioxidante do extrato hidroalcoólico bruto de hastes de Cereus jamacaru DC, cactaceae. 2013. 69 f. Dissertação (MESTRADO EM BIOTECNOLOGIA) - Campus de Sobral, Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2013.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26269
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGB - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2013_dis_vsdbrito.pdf2,14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.