Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26335
Title in Portuguese: A liberdade humana em Marx: trabalho e política
Title: Human freedom: work and politics
Author: Oliveira, James Wilson Januário de
Advisor(s): Chagas, Eduardo Ferreira
Keywords: Liberdade humana
Trabalho
Política
work
Politics
Issue Date: 2007
Citation: Oliveira, J. W. J.; Chagas, E. F. (2007)
Abstract in Portuguese: O presente trabalho tem por finalidade esboçar o conceito de liberdade humana no pensamento de Marx. Para tanto, faz-se necessário a explicitação de dois outros conceitos essenciais para a compreensão do que seja a liberdade para Marx, que é o trabalho e a política. O trabalho, enquanto ato gênese da socialidade humana, é o ato que possibilita a real efetivação da liberdade do homem, pois, para que ele possa se afirmar livre, o mesmo tem que suprimir as suas carências. Para isso, ele tem que transformar a natureza e ao transformá-la, por meio do trabalho, ele também transforma a sua própria natureza, adquirindo novas habilidades; mas, o problema conforme Marx é que o trabalho dentro da lógica do capital passa a ser estranho ao trabalhador, não permitindo ao mesmo o reconhecer-se no objeto, nem no seu processo de produção, acarretando assim a perda da sua universalidade, bem como do seu estranhamento frente aos outros indivíduos. Isso implicará na propriedade privada dos meios de produção e na divisão forçada do trabalho. E a política, que para Marx se configura como a criadora dos feixes sociais, possibilitando a comunidade a sua auto-gestão e afirmando, por conseguinte, as liberdades individuais; porém na modernidade passará a ser exercida por poucos, através da política representativa que cinde os indivíduos em cidadãos e burgueses, sobrepondo o Estado político aos seus membros, que configurará segundo Marx, como o comitê privado da burguesia. Para que a liberdade humana se exteriorize, é conditio sine qua non a superação dessa forma de trabalho estranhado e dessa política representativa moderna, que só será possível no comunismo, já que o mesmo é o reino dos homens necessitados, livres, emancipados. É o reino do tempo livre para que os indivíduos possam se produzir e reproduzir de maneira diversificada, que possibilite a sua fruição do corpo e do espírito, a sua plena emancipação humano-social.
Abstract: The present work aims at delineating the concept of human freedom in Marx’s thinking. To this end, it is necessary that two other essential concepts be expounded in order to help with the understanding of what freedom is for Marx, namely, work and politics. Work, as the first expression of human society, is the act that shapes up man’s freedom in an actual configuration; for in order that he is able to claim that he is free he has first to eliminate his needs. To this end, he has to change nature, and in this process, by means of the work, he will also change his own nature by acquiring new skills; but, according to Marx, the problem is that the work within the logic of capital becomes strange to the worker, and the worker is not able to see himself neither in the object nor in the production process which generates the loss of his universality as well as his estrangement before other individuals. This will lead to private ownership of means of production and forced division of work. And politics, that for Marx is shaped as a generator of social conglomerates, makes possible that a community administer itself having as an upshot individual freedom; which, in the present, will be exercised by only a few by means of representative politics that separate individuals between citizens and bourgeois, positioning the political State over its members which will configure, according to Marx, the private bourgeois committee. In order that human freedom is exteriorized the sine qua non condition is that this model of estranged work and modern representative politics be superseded and this will only be possible with Communism which is the kingdom of the needy, free and emancipated men. It is the kingdom of free time where individuals may produce and reproduce in a diverse manner that would entail satisfaction of body and soul, full human and social emancipation.
Description: Oliveira, James Wilson Januário de. A liberdade humana em Marx: trabalho e política. 2007. 111f. – Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Filosofia, Fortaleza (CE), 2007.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26335
metadata.dc.type: Dissertação
Appears in Collections:PPGFILO - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_dis_jwjoliveira.pdf604,39 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.