Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26502
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorTabosa, Francisco José Silva-
dc.contributor.authorFerreira, Roberto Tatiwa-
dc.contributor.authorSimonassi, Andrei Gomes-
dc.contributor.authorKhan, Ahmad Saeed-
dc.contributor.authorTomaz, Daniel-
dc.date.accessioned2017-10-09T15:46:43Z-
dc.date.available2017-10-09T15:46:43Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationTABOSA, Francisco José Silva; FERREIRA, Roberto Tatiwa; SIMONASSI, Andrei Gomes; KHAN, Ahmad Saeed; TOMAZ, Daniel. Reação fiscal ao aumento da dívida pública: Uma análise para os estados brasileiros. Economia Aplicada, São Paulo, v20, n. 1, pp. 57-71, 2016.pt_BR
dc.identifier.issn1413-8050-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26502-
dc.description.abstractThe study proposes an investigation into the ability of the Brazilianstates to keep sustainable the trajectory of its public debt that, in spiteof the Fiscal Restructuration Proposals, as the Law 9.496/97 and the Lawof Fiscal Responsibility, increased between 2006 and 2011. The method-ology adapted the fiscal reaction function of Bohn (2007) to a panel datastructure and includesthe possibilityofthreshold effects, such asinHansen(1999). Thus, the reactions by the states with higher levels of debt wereallowed be different from the others. The results showed that, as a rule,there is no active fiscal policy of the states in terms of generating primarysurplus against the increase of the public debt.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista Economia Aplicadapt_BR
dc.subjectReação fiscalpt_BR
dc.subjectEstados brasileirospt_BR
dc.subjectsolvênciapt_BR
dc.titleReação fiscal ao aumento da dívida pública: Uma análise para os estados brasileirospt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.description.abstract-ptbrO estudo propõe uma investigação acerca da capacidade dos brasilei-ros em manter uma trajetória sustentável da dívida pública que, a des-peito das propostas de Reestruturação Fiscal e Financeira (Lei9.496/97) eLei de Responsabilidade Fiscal (L.C.101/2000), aumentou sobremaneiraentre 2006a 2011. Para tanto, adapta-se a funçãode reação fiscalde a umaestrutura de dados em painel, bem como se inclui a possibilidade de nãolinearidades por meio de efeitos limiares, como em Hansen (1999). Dessemodo, permite-se que as reações por parte das unidades federativas commaiores níveis de dívidas sejam diferentes das demais. Os resultados mos-traram que, em regra, não há uma política fiscal estadual ativa de geração de superávit primário ao aumento da dívida pública.pt_BR
dc.title.enFiscal reaction to increase public debt: An analysis for the Brazilian States.pt_BR
Appears in Collections:DEA - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_art_fjstabosa.pdf186,02 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.