Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26885
Título: O trabalho informal e a certificação profissional e formação inicial e continuada (CERTIFIC): um olhar reflexivo
Autor(es): Cavalcante, Elizabeth Araújo
Sousa, Ana Cléa Gomes
Barrocas, Amélia Landim
Cavalcante, Sueli Maria de Araújo
Palavras-chave: Trabalho informal
Educação profissional
Política pública
Certificação profissional
Data do documento: 2013
Citação: CAVALCANTE, E. A. et al. O trabalho informal e a certificação profissional e formação inicial e continuada (CERTIFIC): um olhar reflexivo. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 11., 2013, Curitiba. Anais eletrônicos... Curitiba: PUCPR, 2013. p. 1833-1847. Disponível em <http://educere.bruc.com.br/ANAIS2013/index.html>. Acesso em: 25 out. 2017.
Resumo: A relação de trabalho ao longo da história passou por muitas mudanças fundamentadas em um único objetivo de contribuir com a sobrevivência do ser humano. Esse é o alicerce que impulsionou a sociedade através do avanço da tecnologia e do conhecimento buscar novas perspectivas para o setor produtivo. Esse artigo se propõe a fazer uma abordagem teórica sobre o trabalho informal, como base de reflexão, para a elaboração de uma nova política pública de certificação intitulada CERTIFIC, tecendo considerações importantes sobre o favorecimento da certificação profissional ao trabalhador. Nesse cenário, faz-se necessário compreender o contexto da Educação Profissional e a problemática do trabalho informal no Brasil. O referencial teórico infere sobre a problemática do trabalho informal, a consolidação da educação profissional e a implementação de uma política de certificação profissional como forma de minimização da informalidade e elevação da escolaridade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de caráter exploratório, onde se buscou, através da abordagem teórica, explicitar o cenário ocupado pelo trabalho informal, como base para o surgimento de uma nova política pública de certificação profissional, promovendo uma reflexão sobre o favorecimento da certificação profissional ao trabalhador. Para esse propósito, os procedimentos utilizados foram: pesquisa bibliográfica e análise documental. Os estudos realizados demonstraram que, o trabalhador que obtém o reconhecimento dos seus saberes, desenvolvidos no próprio trabalho, considerar-se-á, num patamar mais privilegiado, haja vista que, ganhará em competividade, com isso, a obtenção da certificação profissional, o trabalhador passa a ganhar em conhecimentos, em qualificação e em reconhecimento, e, ainda, a obter mais oportunidades de inserção no mercado formal, saindo, assim, da informalidade.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/26885
Aparece nas coleções:BU - Trabalhos apresentados em eventos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2013_eve_albarrocas.pdf165,13 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.