Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28052
Título em portugués: Participação social e contextos de vulnerabilidade em pessoas acometidas pela hanseníase nos municípios de Vitória da Conquista e Tremedal, Bahia – 2001 a 2014
Título em inglés: Social participation and contexts of vulnerability in people affected by leprosy in the municipalities of Vitória da Conquista and Tremedal, Bahia - 2001 to 2014
Autor: Fernandes, Thayse Andrade
Tutor(es): Barbosa, Jaqueline Caracas
Palabras clave : Hanseníase
Participação Social
Vulnerabilidade em Saúde
Fecha de publicación : 30-ago-2016
Citación : FERNANDES, T. A. Participação social e contextos de vulnerabilidade em pessoas acometidas pela hanseníase nos municípios de Vitória da Conquista e Tremedal, Bahia – 2001 a 2014. 2016. 144 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2016.
Resumen en portugués: A hanseníase caracteriza-se como doença infecciosa crônica que provoca graves comprometimentos dos nervos periféricos e causa incapacidades e deformidades que atingem os indivíduos em sua capacidade de trabalho e vida social, principalmente aqueles que estão na faixa etária economicamente ativa. Abordar pessoas acometidas pela hanseníase perpassa pelo olhar da integralidade do cuidado, e a participação social configura-se como um elemento fundamental a ser reconhecido na atenção ofertada pelos serviços de saúde. Pelo caráter de doença negligenciada, a hanseníase sinaliza ainda a necessidade de abordagem de dimensões coletivas e individuais, sendo viável ultrapassar a conduta exclusivamente clínica ao utilizar-se a perspectiva da vulnerabilidade. Objetivo: Caracterizar a restrição à participação e contextos de vulnerabilidade em pessoas acometidas pela hanseníase no período de 2001 a 2014, nos munícipios de Vitória da Conquista e Tremedal - Bahia. Metodologia: Estudo transversal descritivo, quantitativo, vinculado a um projeto nacional. Para classificar a restrição à participação, foi utilizada a Escala de Participação v.4.6. Foram aplicados instrumentos de avaliação clínica e sociodemográfica. Para a consolidação de dados, foram construídas máscaras no Epi info 3.5.4 e as análises feitas no programa STATA/SE 13.1. Resultados: Foram abordadas 288 pessoas acometidas pela hanseníase em Vitória da Conquista e 46 em Tremedal. Maioria do sexo feminino, cor parda, com escolaridade até o ensino fundamental e casados/união estável. A maioria com classificação operacional multibacilar (64,98% em Vitória da Conquista e 90,62% em Tremedal), forma clínica dimorfa em 43,35% em Vitória da Conquista e em Tremedal 40,74% tanto para dimorfa como para virchowiana. As incapacidade físicas representam 63,71% em Vitória da Conquista e 74,42% em Tremedal. A restrição à participação se mostrou presente em 24,49% em Vitória da Conquista e 33,33% em Tremedal. O grau de incapacidade apontou que 58,70% das pessoas com grau 2 possuíam alguma restrição à participação em Vitória da Conquista. A forma clínica dimorfa representa 19,59% com restrição classificada como leve/moderada e 15,38% com forma clínica virchowiana com grande/extrema restrição em Vitória da Conquista. Para Tremedal, a forma clínica Tuberculóide representa 33,33% com restrição leve/moderada e 20,00% com restrições leve/moderada e grave/extrema com forma clínica virchowiana. As pessoas em inatividade para o trabalho em Vitória da Conquista se apresentaram com 39% com alguma restrição e em Tremedal 39,39% das pessoas com restrição à participação vivem na extrema pobreza. As vulnerabilidades foram categorizadas numa matriz de análise, composta por categorias de dimensões individuais, sociais e programáticas. Conclusão: Os serviços de saúde podem incorporar o uso da Escala de Participação no acompanhamento das pessoas acometidas pela hanseníase, por configurar-se como uma ferramenta de fácil aplicação e que propicia ao profissional de saúde aproximar-se das questões referentes às situações de vida da pessoa com hanseníase e assim auxiliar no planejamento de ações de prevenção e reabilitação. A análise de risco não alcança a compreensão da complexidade da vulnerabilidade, devendo se considerar as relações entre variáveis, seus contextos e dimensões integrando as pessoas acometidas pela hanseníase em todas as possibilidades de ação para redução dos danos causados pela doença.
Resumen en inglés: The Hansen's disease is characterized as chronic infectious disease that provokes severe disorders of peripheral nerves and causes disability and deformities that reach individuals in their ability to work and social life, mainly those who are at an economically active age group. Addressing people affected by the Hansen’s disease pervades by the completeness of the care and the social participation characterizes itself then as a fundamental element to be recognized to the attention given by the public health system. By the characteristic of neglected disease, the Hansen's disease also signals the necessity to approach both collective and individual dimensions, being viable to surpass the conduct exclusively clinical when using the perspective of vulnerability. Objective: to characterize the participation restriction and contexts of vulnerability in people afflicted by Hansen's disease in the period of 2001 to 2014, in the municipalities of Vitória da Conquista and Tremedal-Bahia. Methodology: Cross-sectional, descriptive, quantitative study linked to national project. To sort out the participation, it was used the scale of Participation v. 4.6. Clinical assessment sociodemografic tools were applied. For the data entry masks were built in Epi info 3.5.4 and the analysis made in the program STATA/SE 13.1. Results: 288 people affected by Hansen's disease were addressed in Vitória da Conquista and 46 in Tremedal. Being most female, brown colored skin, with education up to elementary school and married/stable relationship. Most with multibacillary operational classification (64.98% in Vitória da Conquista and 90.62% in Tremedal), borderline clinical form in 43.35% in Vitória da Conquista and Tremedal 40.74% both for borderline as to physical disability, Lepromatous represent 63.71% in Vitória da Conquista and 74.42% in Tremedal. The restriction to participation showed to be present in 24.49% in Vitória da Conquista and 33.33% in Tremedal. The vulnerabilities have been categorized on an analysis matrix composed of categories of individual, social and programmatic dimensions. For the context of individual vulnerability and the restriction on social participation, The degree of incapacity pointed out that 58.70% of those with level 2 had some restrictions to participation in Vitória da Conquista. The borderline clinical form represents 19.59% classified as restricted light/moderate and 15.38% with lepromatous clinical form with acute/extreme stint at Vitória da Conquista. For Tremedal, Tuberculoid clinical form represents 33.33% with mild/moderate restriction and 20.00% with mild/moderate restrictions and severe/extreme with lepromatous clinical form. For the socially vulnerable people in inactivity to work in Vitória da Conquista showed with 39% with any restrictions and Tremedal 39.39% of the people with restriction to participate live in extreme poverty. The vulnerability was expressed in standard analysis, composed of categories of individual, social and programmatic dimensions. Conclusion: The services may incorporate the use of the Scale of Social Participation in the monitoring of people affected by Hansen's disease because it is configured as a tool that is easy to apply and allows the health professional to approach issues related to the life situations of the person with leprosy and thus assist in the planning of prevention and rehabilitation actions. The risk analysis does not reach an understanding of the complexity of the vulnerability, and if you consider the relationships between variables, their contexts and dimensions by integrating people afflicted by Hansen's disease in all the possibilities of action for reducing the damage caused by the disease.
URI : http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28052
metadata.dc.type: Dissertação
Aparece en las colecciones: DSC - Dissertações defendidas na UFC

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
2016_dis_tafernandes.pdf5,65 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.