Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28380
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorTourinho, Emmanuel Zagury-
dc.contributor.authorNeno, Simone-
dc.contributor.authorBatista, Jussara Rocha-
dc.contributor.authorGarcia, Mariana Gaspar-
dc.contributor.authorBrandão, Gisele Gillet-
dc.contributor.authorSouza, Lívia Melo-
dc.contributor.authorLima, Juliana Bentes de-
dc.contributor.authorBarbosa, João Ilo Coelho-
dc.contributor.authorEndemann, Peter-
dc.contributor.authorSilva, Michele Oliveira-
dc.date.accessioned2017-12-08T13:35:22Z-
dc.date.available2017-12-08T13:35:22Z-
dc.date.issued2007-
dc.identifier.citationTourinho, E. Z.; Neno, S.; Batista, J. R.; Garcia, M.G. ; Brandão, G. G.; Souza, L. M.; Lima, J. B.; Barbosa, J. I. C.; Endemann, P.; Silva, M. O. (2007)pt_BR
dc.identifier.issn1982-3541-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/28380-
dc.descriptionTOURINHO, Emmanuel Zagury; NENO, Simone; BATISTA, Jussara Rocha; GARCIA, Mariana Gaspar; BRANDÃO, Gisele Gillet; SOUZA, Lívia Melo; LIMA, Juliana Bentes de; BARBOSA, João Ilo Coelho; ENDEMANN, Peter; SILVA, Michele Oliveira. Condições de treino e sistemas de categorização de verbalizações de terapeutas. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, Curitiba, v. 9, n.2, p. 317-336, 2007.pt_BR
dc.description.abstractThe dissemination of behavior-analytic verbal therapy gave rise to a set of investigations in behavior analysis, towards the specification of some of its dimensions. This article presents a course of investigation that aimed to develop a methodology to be used in the analysis of therapists’ verbalizations (vocal verbal responses) in behavior-analytic therapy. The article presents five studies that evaluated a system for categorization of therapists’ verbalizations, based on their possible basic functions. The quality of the system was assessed through an index of agreement between participants. Variables manipulated in the studies included characteristics of the categorization system, experience of the participants with the task, familiarity of participants with others’ categorization, type and amount of training, and complexity of the sessions. Results showed that: a) training favors indexes of agreement often higher than 70%, which suggest that the system of categorization is somewhat consistent; b) categories Investigate and Confront show higher indexes of agreement, and a greater proportion of them in the set of categorized verbalizations explain the best indexes of agreement reached; c) the process of assessing agreement through a comparison of categorizations of two participants may result in indexes that do not reflect the quality of the system of categorization. Characteristics of the categorized material, as well as of the categorizing process are mentioned as obstacles to indexes of agreement higher than 70%. They also suggest that methodological features may account for high indexes found in some studies.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherRevista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitivapt_BR
dc.subjectTerapia analítico-comportamentalpt_BR
dc.subjectComportamento verbal de terapeutaspt_BR
dc.subjectCategorização de verbalizaçõespt_BR
dc.subjectBehavior-analytic therapypt_BR
dc.subjectTherapists’ verbal behaviorpt_BR
dc.subjectCategorization of verbalizationspt_BR
dc.titleCondições de treino e sistemas de categorização de verbalizações de terapeutaspt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.description.abstract-ptbrA difusão da terapia verbal de base analítico-comportamental deu origem a uma agenda de investigações em análise do comportamento, com o objetivo de especificação de algumas de suas dimensões. O presente artigo apresenta um percurso de investigação, com vistas ao desenvolvimento de uma metodologia para a análise de verbalizações (respostas verbais vocais) de terapeutas em terapia analíticocomportamental. São descritos cinco estudos que avaliaram condições de treino e um sistema para a categorização de verbalizações de terapeutas, baseado em possíveis funções básicas dessas verbalizações. A qualidade do sistema foi avaliada aferindo-se o índice de concordância entre categorizadores. Nos estudos, foram manipuladas variáveis como características do sistema de categorização, experiência do categorizador com a tarefa, familiaridade do categorizador com a categorização por outros, tipo e quantidade de treino e complexidade das sessões. Os resultados mostram que: a) o treino favorece índices de concordância muitas vezes superiores a 70%, sugerindo certa consistência do sistema de categorização; b) os índices de concordância são mais elevados para as categorias Investigar e Confrontar e uma maior proporção destas no conjunto das verbalizações categorizadas explica os melhores índices de concordância alcançados; c) o processo de aferição da concordância por comparação das categorizações de categorizadores pode resultar em índices que não refletem a qualidade do sistema de categorização. Características do material categorizado e do processo de categorização são apontadas como obstáculos para que sejam alcançados índices de concordância superiores a 70% e como indicação de que aspectos metodológicos podem explicar índices elevados alcançados em alguns estudos.pt_BR
dc.title.enTraining conditions and evaluation of systems of categorization of therapists’ speechpt_BR
Appears in Collections:DPSI - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2007_art_jicbarbosa.pdf448,81 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.