Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30360
Title in Portuguese: Intensidade energética dos países integrantes do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul)
Title: Energy intensity of BRICS countries (Brazil, Russia, India, China and South Africa).
Author: Maciel, Harine Matos
Khan, Ahmad Saeed
Keywords: Energia
Dióxido de carbono
Intensidade energética
Issue Date: 2017
Publisher: Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade,
Citation: MACIEL, Harine Matos; Khan, Ahmad Saeed. Intensidade energética dos países integrantes do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Revista Brasileira de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, João Pessoa, v. 4, n. 8, p. 443-459, 2017.
Abstract in Portuguese: A energia é fundamental para o crescimento e manutenção das atividades humanas. A intensidade energética mede a eficiência com que os países utilizam as energias disponíveis. O objetivo deste artigo foi analisar a intensidade energética dos países pertencentes ao BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) para os períodos de 2004, 2006, 2008, 2010, 2012 e 2014. Os dados utilizados foram de origem secundária obtidos no site da Agência Internacional de Energia. O método de análise utilizado foi o descritivo através das variáveis produção de energia, consumo de eletricidade, emissões de CO2, intensidade energética e autos suficiência energética global. No período analisado todos os países aumentaram a produção de energia. A China alcançou a maior produção. No consumo de eletricidade todos os países aumentaram e os maiores consumos foram alcançados, respectivamente, pela China e Rússia. A China e a Índia quase dobraram as emissões de CO2 nos anos analisados. Todos os países diminuíram a intensidade energética, com exceção do Brasil que obteve um pequeno aumento no último ano analisado. Mesmo com esse aumento, o Brasil é o país com a menor intensidade energética. Os resultados mostram a urgência em se modificar a composição da matriz energética dos países, principalmente os que mais poluem, buscando investimentos em áreas diversas de produção de energia, com ênfase nas energias limpas, capazes de abastecer a população com menos impactos ambientais.
Abstract: The energy is fundamental to the growth and maintenance of human activities. Energy intensity measures the efficiency with which countries use the available energy. The objective of this article was to analyze the energy intensity of the countries belonging to the BRICS (Brazil, Russia, India, China and South Africa) for the periods of 2004, 2006, 2008, 2010, 2012 and 2014. The data used were of secondary origin obtained on the website of the International Energy Agency. The method of analysis used was the descriptive one through the variables energy production, electricity consumption, CO2 emissions, energy intensity and global energy self-sufficiency. In the period analyzed,all countries increased energy production. China has achieved the highest production. In electricity consumption, all countries increased and the highest consumption was achieved, respectively, by China and Russia. China and India nearly doubled CO2 emissions in the years under review. All countries decreased energy intensity, with the exception of Brazil, which had a small increase in the last year analyzed. Even with this increase, Brazil is the country with the lowest energy intensity. The results show the urgency to change the composition of the energy matrix of the countries, especially those that pollute the most, seeking investments in different areas of energy production, with an emphasis on clean energy, capable of supplying the population with less environmental impacts.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30360
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 2359-1412
Appears in Collections:DEA - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_art_hmmaciel.pdf187,26 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.