Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30824
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAquino, Cássio Adriano Braz de-
dc.contributor.authorMeyer, Antônia Vaneska Timbó de Lima-
dc.date.accessioned2018-04-09T13:26:27Z-
dc.date.available2018-04-09T13:26:27Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationMEYER, Antônia VaneskaTimbó de Lima. O lugar do trabalho reprodutivo: um estudo com donas de casa da cidade de Fortaleza. 2018. 158f. - Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós-graduação em Psicologia, Fortaleza (CE), 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/30824-
dc.description.abstractThe present study aimed to understand the place of reproductive work for housewives in the city of Fortaleza - CE. We understand that women have always been inserted in the working world, initially in the domestic sphere and in parental care, which is gradually being recognized through new regulations as work. After the Industrial Revolution, this feminine performance becomes more representative compare to the mass of workers, and remains increasing in contemporaneity. However, their participation in the working world has always been markedly precarious (partial days, subcontracts, temporary jobs, outsourcing, for instance). In addition to this, women still have a large part of domestic work and parental care, as studies on the Sexual Division of Labor point out. However, there is a contingent of women who remain exclusively in the domestic sphere, hereinafter referred to as housewives, and who exclusively deal with reproductive, invisible and unpaid work. Anchored in this reality, we take as research subjects the housewives of the city of Fortaleza - CE, in order to understand the work reality of these women, who are often “socioeconomically invisible”. The methodology of the research was qualitative, in which were used for data collection the field diary and individual semi-structured interview, which were recorded and transcribed. The analysis of the data was done through the Thematic Analysis, situated within the Content Analysis. We take the theories of the Sexual Division of Labor, within the framework of social sex relations, and the Social Times Theory, besides the optics of the Social Psychology of Work, as theoretical and analytical contributions that supported the analysis of the material erected in the study. As results, we have obtained that the work of the housewives researched occupies the place of centrality in their lives, exerting a structuring and organizing character of the daily life of these women, who see themselves as legally unrecognized workers.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectTrabalho reprodutivopt_BR
dc.subjectTempo de trabalhopt_BR
dc.subjectDivisão sexual do trabalhopt_BR
dc.subjectDona de casapt_BR
dc.subjectReproductive workpt_BR
dc.subjectWorking timept_BR
dc.subjectSexual division of laborpt_BR
dc.subjectHousewifept_BR
dc.titleO lugar do trabalho reprodutivo: um estudo com donas de casa da cidade de Fortalezapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.description.abstract-ptbrO presente estudo teve por finalidade a compreensão do lugar do trabalho reprodutivo para donas de casa da cidade de Fortaleza - CE. Entendemos que a mulher sempre esteve inserida no mundo do trabalho, inicialmente no âmbito doméstico e nos cuidados parentais, que aos poucos vem sendo reconhecido, por meio de novos regulamentos, como trabalho. Após a Revolução Industrial, essa atuação feminina se torna mais representativa frente à massa de trabalhadores, e permanece crescente na contemporaneidade. Todavia, sua participação no mundo do trabalho foi desde sempre marcadamente precária (jornadas parciais, subcontratos, trabalhos temporários, terceirização, por exemplo). Somando-se a isso, à mulher ainda cabe grande parte dos trabalhos domésticos e cuidados parentais, como os estudos sobre Divisão Sexual do Trabalho apontam. Contudo, existe um contingente de mulheres que permanecem unicamente no âmbito doméstico, doravante denominadas donas de casa, e que se ocupam, exclusivamente, do trabalho reprodutivo, invisível e não-remunerado. Ancorados nessa realidade, tomamos como sujeitos da pesquisa donas de casa da cidade de Fortaleza - CE, no intuito de compreender a realidade de trabalho dessas mulheres, que muitas vezes são “invisíveis socioeconomicamente”. A metodologia da pesquisa foi de natureza qualitativa, na qual foram utilizadas para coleta de dados o diário de campo e as entrevistas semiestruturadas individuais, que foram gravadas e transcritas. A análise dos dados se deu através da Análise Temática, situada dentro da Análise de Conteúdo. Tomamos as teorias da Divisão Sexual do Trabalho, dentro da vertente das relações sociais de sexo, e a Teoria dos Tempos Sociais, além da ótica da Psicologia Social do Trabalho, como aportes teóricos e analíticos que respaldaram a análise do material erigido no estudo. Como resultados, obtivemos que o trabalho das donas de casa pesquisadas ocupa o lugar de centralidade nas suas vidas, assumindo um caráter estruturador e organizador do cotidiano dessas mulheres, que se veem como trabalhadoras legalmente não reconhecidas.pt_BR
dc.title.enThe place of reproductive work: a study with housewives in the city of Fortalezapt_BR
Appears in Collections:PPGP - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_avtlmeyer.pdf1,71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.