Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31141
Title in Portuguese: Seguro viagem: a percepção dos viajantes no Brasil frente à resolução CNSP 315/2014
Author: Rocha, André Pereira da
Advisor(s): Rocha, Alane Siqueira
Keywords: Turismo
Seguros viagem
Seguro pessoal
Riscos
Issue Date: 2017
Citation: ROCHA, André Pereira da. Seguro viagem: a percepção dos viajantes no Brasil frente à resolução CNSP 315/2014. 2017. 63 f. TCC (graduação em Ciências Atuárias ) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Fortaleza-CE, 2017.
Abstract in Portuguese: É crescente o número de pessoas que viajam para praticar turismo, quer nacional ou internacionalmente. Com a finalidade de minimizar os riscos inerentes às viagens, por vezes para um local desconhecido, com pessoas, linguagens e costumes diferentes, surgiu o seguro viagem. A presente pesquisa tem como objetivo geral analisar o conhecimento do viajante de transporte aéreo sobre o seguro viagem frente à regulamentação do ramo com a Resolução CNSP nº 315/2014 que entrou em vigor em setembro/2016. A metodologia utilizada nesta pesquisa foi à aplicação de questionário pela internet visando, além de traçar o perfil sociodemográfico, entender o comportamento dos viajantes de transporte aéreo frente ao seguro viagem em uma amostra por conveniência. Observou-se, na amostra coletada, a importância na difusão das informações, pois os entrevistados que não aderiram ao seguro viagem se mostraram mais interessados após conhecerem as coberturas. Percebe-se que as coberturas propostas pela Resolução CNSP nº 315/2014 atendem às necessidades dos segurados, mas que o valor do prêmio e a dificuldade em acionar o seguro podem ser fatores que desestimulam sua aquisição, e também por acreditar que o risco envolvido nas viagens ser de responsabilidade das agências de viagens ou das companhias aéreas. Por fim, conclui-se que a Resolução Nº 315/2014, que veio para fiscalizar e proteger os consumidores, possui coberturas básicas vistas pelos entrevistados como importantes.
Abstract: There is a growing number of people traveling to practice tourism, nationally or internationally. In order to minimize the risks inherent in travel, sometimes to an unknown location, with different people, languages and customs, the insurance trip arose. The present research has as general objective to analyze the knowledge of the air transport traveler on the insurance trip in front of the regulation of the branch with the Resolution CNSP nº 315/2014 that came into force in September / 2016. The methodology used in this research was the application of a questionnaire through the Internet aiming, in addition to outlining the sociodemographic profile, to understand the behavior of air travelers against safe travel in a sample for convenience. The importance of information dissemination was observed in the sample collected, since the interviewees who did not join the insurance trip were more interested after knowing the coverage. It can be seen that the coverage proposed by CNSP Resolution 315/2014 meets the needs of the insured, but that the value of the premium and the difficulty in triggering the insurance can be factors that discourage its acquisition, and also because it believes that the risk involved in the Trips are the responsibility of travel agents or airlines. Finally, it is concluded that Resolution No. 315/2014, which came to control and protect consumers, has basic coverage considered by the interviewees as important.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/31141
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:CIÊNCIAS ATUARIAIS - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_tcc_aprocha.pdf1,42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.