Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32601
Title in Portuguese: Análise da relação entre papéis gerenciais e dominâncias cerebrais de ministros evangélicos
Author: Goes, Renato César de Mesquita
Advisor(s): Cabral, Augusto Cézar de Aquino
Keywords: Competências gerenciais
Papéis gerenciais
Dominâncias cerebrais
Aptidões cerebrais
Issue Date: 2018
Citation: GOES, Renato César de Mesquita. Análise da relação entre papéis gerenciais e dominâncias cerebrais de ministros evangélicos. 2018. 98 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2018.
Abstract in Portuguese: As organizações religiosas evangélicas adquiriram, nas últimas décadas do século XX, grande representatividade no segmento religioso brasileiro, passando a adotar, no mesmo período, formas de organização mais mercadológicas. Essas mudanças implicaram também a adoção de modelos de gestão mais adequados à prática empresarial, assim como a exigência de líderes e gestores mais competentes. Nesse sentido, têm-se realizado estudos no sentido de identificar aptidões cerebrais, estilos cognitivos e/ou tipos psicológicos que influenciam e provocam determinados comportamentos e atitudes, possibilitando o desenvolvimento de competências. Considerando esse contexto e a ausência de estudos que abordem competências gerenciais e dominâncias cerebrais em organizações religiosas, o presente trabalho tem como objetivo analisar a relação entre os papéis gerenciais assumidos pelos ministros evangélicos e suas dominâncias cerebrais. Para a consecução do objetivo de pesquisa, realizou-se um estudo descritivo de abordagem quantitativa, por meio da aplicação de um questionário de pesquisa a ministros evangélicos. Os dados referentes aos papéis gerenciais e dominâncias cerebrais dos ministros foram submetidos à realização do teste de normalidade de Kolmogorov-Smirnov e comparados entre os avaliados por meio do teste de Friedman e correlacionadas entre si por meio da correlação de Spearman, sendo as médias de papéis e dominâncias comparadas por meio dos testes de Mann-Whitney e Kruskal-Wallis/Dunn, permitindo a verificação de diferenças encontradas nos papéis gerenciais assumidos pelos ministros evangélicos com relação às suas dominâncias cerebrais e de acordo com diferenças sociodemográficas e funcionais. Os ministros demonstram-se mais inclinados ao papel de mentor, e apresentaram dominância no polo cerebral emotivo/relacional. Os testes estatísticos realizados indicaram a existência de correlação entre as dominâncias cerebrais e os papéis gerenciais
Abstract: The evangelical religious organizations have acquired a great representativeness over the 21st century’s recent decades in the Brazilian religious segment, adopting, in the same period, ways of more marketing organization. These changes have also resulted in the adoption of managerial models more appropriate to business practice, as well as the requirement of more competent leaders and managers. Hence, a few researches have been realized in order to identify cerebral skills, cognitive styles and/or psychological types which influence and cause certain behaviors and attitudes, making possible the development of competencies. Considering this context and the lack of researches which approach managerial competence and brain dominance in religious organizations, this thesis aims to analyze the relationship between the managerial roles assumed by evangelical ministers and their brain dominances. In order to fulfill this objective, a descriptive research with a quantitative approach has been realized, by applying a questionnaire to evangelical ministers. The data relating to management and brain dominances of the ministers were submitted to the realization of Kolmogorov-Smirnov Test for Normality and compared among the evaluated ones by means of Friedman Test and correlated among themselves by means of the Spearman correlation, being the averages of roles and dominances compared by means of Mann-Whitney and Kruskal-Wallis/Dunn tests, affording the verification of differences found on managerial roles assumed by evangelical ministers as to their brain dominances and according to sociodemographic and functional differences. The ministers have demonstrated more willingness toward the mentor role, and presented dominance in the motive/relational brain Role. The statistic tests realized partially confirm the hypothesis that there is a correlation between brain dominances and managerial roles
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/32601
Appears in Collections:PPAC - Dissertações defendidas na UFC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_dis_rgmgoes.pdf1,18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.