Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33079
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBelmino, Sílvia Helena-
dc.date.accessioned2018-06-19T11:57:06Z-
dc.date.available2018-06-19T11:57:06Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier.citationBELMINO, S. H. (2018)pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33079-
dc.descriptionBELMINO, Sílvia Helena. Sinta na pele esta magia: a propaganda turística do Ceará (1987 - 1994). Fortaleza: Imprensa Universitária da UFC. 2018. 264p. (Coleção Estudos de Pós-Graduação).pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherImprensa Universitária da UFCpt_BR
dc.subjectPropagandapt_BR
dc.subjectPublicidadept_BR
dc.subjectTurismo no Cearápt_BR
dc.titleSinta na pele esta magia: a propaganda turística do Ceará (1987 - 1994)pt_BR
dc.typeBookpt_BR
dc.description.abstract-ptbrA eleição, em 1986, do candidato do PMDB ao governo do Estado do Ceará, o empresário Tasso Ribeiro Jereissati, marcou o início de um novo ciclo na política cearense, mas que teve repercussões no âmbito nacional, em especial quando esse novo grupo ajudou a fundar o PSDB e assumiu posições importantes no partido da social-democracia. Muito já se escreveu sobre esse período, que a literatura fixou como “Governo das Mudanças”, a partir de diversos recortes e disciplinas. No entanto, o tema não se deixa esgotar, pois ainda atual, e demanda releituras e novos aportes. É o caso deste trabalho de Sílvia Belmino, resultado de sua tese de doutorado em Comunicação na UnB, que tive o prazer de orientar. Belmino agrega seu ponto de vista a esse corpus de estudo, abordando um aspecto central do grupo mudancista, qual seja, o seu eficiente recurso à propaganda, como anotou de forma brilhante a socióloga Rejane Carvalho, quando discutiu o padrão midiático publicitário da política brasileira – padrão este que teve como um de seus momentos inaugurais a já referida campanha de Jereissati. A novidade é o recorte proposto por Belmino, o de pesquisar a propaganda turística do governo cearense entre os anos de 1987 e 1994, que podem ser considerados os anos áureos do projeto mudancista – o do primeiro governo Tasso e o do governo de Ciro Gomes, então seu afilhado político. A sua eficiência (da propaganda turística)foi fundar uma nova imagem do Ceará que não aquela da seca, do atraso, da tradição, da pobreza. Tal construção discursiva mostrou-se, ao final, vencedora, como observará o leitor, pois o estado passou a ser visto como “moderno”, ou no caminho certo para tal. Em uma década que se considerou perdida, a de 1980, a propaganda turística mostrou o Ceará como um destino diferente do resto do país, onde o sol, que brilhava o ano inteiro, garantia diversão em uma “ilha de prosperidade”, em um “lugar na moda”. Para empreender sua pesquisa, Sílvia Belmino centrou-se nas campanhas publicitárias relacionadas ao turismo e as submeteu à hermenêutica de profundidade, tal como desenvolvida pelo sociólogo John B. Thompson, o que permitiu entender essas campanhas como prática social que constrói e transforma a realidade social. O resultado é um trabalho sério, que merece ser lido não apenas por quem está interessado em um período recente da política cearense e, por que não dizer, nacional, mas também para entender, entre outras coisas, como opera essa máquina de produção do social que é a propaganda.pt_BR
Appears in Collections:PRPPG - Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_liv_shbelmiro.pdf4,16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.