Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33249
Title in Portuguese: Influência das manifestações musculoesqueléticas na funcionalidade de indivíduos diabéticos
Title: Influence of musculoskeletic manifestations in the functionality of diabetic individuals
Author: Xavier, Antonio Huydson Ferreira
Mont’Alverne, Daniela Gardano Bucharles
Advisor(s): Mont’Alverne, Daniela Gardano Bucharles
Keywords: Diabetes Mellitus
Complicações do Diabetes
Mãos
Issue Date: 14-Dec-2017
Citation: XAVIER, A. H. F. ; MONT’ALVERNE, D. G. B. Influência das manifestações musculoesqueléticas na funcionalidade de indivíduos diabéticos. 2017. Artigo (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Medicina, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2017.
Abstract in Portuguese: Complicações vasculares comprometem de forma importante a vida e a sobrevida dos pacientes diabéticos. Contudo, outros tipos de complicações, como as musculoesqueléticas também são encontradas e podem ser incapacitantes, entre elas síndrome da mobilidade articular reduzida, avaliada por meio do sinal da prece; e uma das maneiras utilizadas para avaliar a capacidade funcional é o teste da argola de 6 minutos (TA6). Objetivos: Verificar a influência das manifestações musculoesqueléticas na funcionalidade de indivíduos diabéticos por meio do TA6. Metodologia: Trata-se de um estudo epidemiológico, transversal, descritivo e analítico, com abordagem quantitativa com 21 pacientes diabéticos que foram separados em dois grupos de acordo com o sinal da prece (positivo ou negativo). Os pacientes foram submetidos à avaliação com o TA6; mensuração da força de musculatura periférica; e qualidade de vida pelo DQOL. Para as análises, usou-se o software o SPSS-PC versão 17 (Chicago, Ill). Resultados: Houve diferenças entre os grupos quando foram comparados o nível de dispneia e o nível de fadiga de MMSS pela Escala de Borg após a realização do TA6. Conclusão: O Teste da Argola de 6 minutos (TA6) é um instrumento que pode se tornar aliado na avaliação dos níveis de capacidade funcional em diabéticos, os quais tem a propensão de ter maiores níveis de fadiga em membros superiores acompanhada de uma redução de força de musculatura periférica, contudo sem alterações significativas em sua qualidade de vida.
Abstract: Vascular complications significantly compromise the life and survival of diabetic patients. However, other types of complications, such as musculoskeletal disorders, are also found and may be incapacitating, including reduced joint mobility syndrome, assessed by the prayer’s sign; and one of the ways used to assess functional capacity is the 6 Minutes Pegboard and Ring Test (6PBRT). Objectives: To verify the influence of musculoskeletal manifestations on the functioning of diabetic individuals through 6PBRT. Methodology: This is an epidemiological, cross-sectional, descriptive and analytical study, with a quantitative approach with 21 diabetic patients who were separated into two groups according to the prayer signal (positive or negative). Patients were submitted to 6PBRT evaluation; measurement of peripheral muscle strength; and quality of life by DQOL. For the analyzes, the SPSS-PC version 17 software (Chicago, Ill) was used. Results: There were differences between the groups when the level of dyspnea and the level of fatigue of MMSS were compared by the Borg scale after performing the TA6. Conclusion: The 6 Minutes Pegboard and Ring Test (6PBRT)) is an instrument that can become an ally in the evaluation of functional capacity levels in diabetics, which is prone to have higher levels of fatigue in the upper limbs accompanied by a reduction of strength of peripheral musculature, however without significant changes in their quality of life.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/33249
Appears in Collections:FISIOTERAPIA - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017_art_ahfxavier.pdf317,23 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.