Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35455
Title in Portuguese: Indicadores de desenvolvimento dos Estados do Nordeste do Brasil entre 2002 e 2012
Author: Bezerra, Luiz Carlos
Advisor(s): Lemos, José de Jesus Sousa
Keywords: Desenvolvimento sustentável - Brasil, Nordeste
Marginalidade social - Indicadores
Qualidade de Vida
Issue Date: 2016
Citation: BEZERRA, Luiz Carlos. Indicadores de desenvolvimento dos Estados do Nordeste do Brasil entre 2002 e 2012. 2016. 46 f. TCC (graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Fortaleza/CE, 2016.
Abstract in Portuguese: Este trabalho procura mostrar a realidade vivida pelas populações dos estados do Nordeste brasileiro, nos anos entre 2002 e 2012, com desdobramentos tanto para as áreas rurais como urbanas, evidenciando a exclusão social e os níveis de privação a serviços essências a qualidade de vida. Para observar o grau de exclusão social dos estados do Nordeste, o trabalho utilizou os dados extraídos da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) do período compreendido entre 2002 e 2012 e a metodologia utilizada foi o Índice de Exclusão Social (IES), criado por Lemos (2002) para aferir os níveis de privação a serviços indispensáveis à vida, como acesso à renda, educação, coleta de lixo, água encanada e saneamento básico. No trabalho aferiu-se o Índice de Exclusão Social vivenciada por cada estados no período analisado, mostrando os níveis de privação destes serviços no geral, para áreas urbanas e rurais. Com isso, os resultados obtidos mostraram que há um elevado número de famílias vivendo sem as condições mínimas e, no que se refere às áreas rurais, os resultados são alarmantes, evidenciou-se no período analisado, que as taxas de exclusão mudaram irrisoriamente, demostrando que pouco se fez em relação a políticas que combatessem tais distorções sociais. Verificou-se a permanência nos anos analisados que os estados que começaram com as piores taxas de privação desses serviços foram os mesmos do final da análise. Da mesma forma, os melhores se mantiveram. Os resultados apresentados sinalizam para a necessidade de implementar políticas voltadas diretamente ao combate da exclusão social vivida pela população destes estados em análise. As regressões são tímidas em relação ao período de 2002 e 2012, evidenciando que uma parcela elevada da população do Nordeste brasileiro vivem sem as condições mínimas de qualidade de vida, sem água encanada, saneamento básico, coleta de lixo, educação e uma renda mínima para se manter.
Abstract: This work aims to show the reality experienced by the populations of the states of the Brazilian Northeast, in the years between 2002 and 2012, with ramifications for both rural and urban areas, highlighting the social exclusion and deprivation levels of the essential services the quality of life. To observe the degree of social exclusion of the Northeastern states study used data extracted from the National Survey of Household (PNAD) for the period between 2002 and 2012 and the methodology used was the Social Exclusion Index (HEI), created by Lemos (2002) to measure the levels of deprivation the indispensable services to life, such as access to income, education, garbage collection, running water and sewerage. The work was gauged the Social Exclusion Index experienced by each state in the period analyzed, showing the levels of deprivation of these services in general, for urban and rural areas. Thus, the results showed that there is a high number of families living without the minimum conditions and, when I mentioned the rural areas the results are alarming, evidenced in the analyzed period, the exclusion rates have changed ridiculously, showing that little was made with regard to policies that they fight such social distortions. It was found staying in the years analyzed that states that began with the worst deprivation rates for these services have been the end of it the analysis in the same way, the best kept. The results presented point to the need for it creates policies aimed directly at combating the social exclusion experienced by the population of these States under review, the regressions are shy for the period 2002 and 2012, showing that a high portion of the northeastern Brazilian population live without the minimum conditions of quality of life, without running water, sanitation, garbage collection, education and a minimum income to stay.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35455
Appears in Collections:CIÊNCIAS ECONÔMICAS - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016_tcc_lcbezerra.pdf1,25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.