Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35682
Title in Portuguese: Tendência de abortos espontâneos e induzidos na região semiárida do Nordeste do Brasil: uma série transversal
Author: Correia, Luciano Lima
Rocha, Hermano Alexandre Lima
Leite, Álvaro Jorge Madeiro
Campos, Jocileide Sales
Silva, Anamaria Cavalcante e
Machado, Márcia Maria Tavares
Rocha, Sabrina Gabriele Maia Oliveira
Gomes, Thales Nogueira
Cunha, Antônio José Ledo Alves da
Keywords: Saúde da Mulher
Aborto
Fatores Epidemiológicos
Estudos Transversais
Issue Date: Jan-2018
Publisher: Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil
Citation: CORREIA, L. L. et al. Tendência de abortos espontâneos e induzidos na região semiárida do Nordeste do Brasil: uma série transversal. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v. 18, n. 1, p. 123-132, jan./mar. 2018.
Abstract in Portuguese: Objetivos: este estudo objetiva estimar as taxas, fatores associados e tendência das taxas de aborto no Nordeste do Brasil. Métodos: série de estudos transversais realizada no Ceará, um dos estados mais pobres do país. Uma amostra de cerca de 27000 mulheres em idade reprodutiva foi utilizada. A ocor- rência de aborto foi aferida através de informação dada pela participante e taxas foram calculadas usando estimativas populacionais oficiai s. As tendências e associações entre fatores socioeconômicos e reprodutivos foram estuda das através de modelos regressivos. Resultados: foi identificada tendência de redução n as taxas de abortamento. Para aborto induzido, os determinantes foram não ter um parceir o fixo, ter utilizado camisinha na última relação sexual, ter tido o primeiro filho com menos de 25 anos (AOR= 5,21; ACI: 2,9 – 9,34), e ter tido a primeira relação com menos de 13 anos (AOR= 5,88; ACI: 3,29 – 10,51). Para o espontâneo, ter estudado menos de oito anos, conhec imento sobre a pílula do dia seguinte (AOR= 26,44; ACI: 17,9 – 39,05), e não ter filhos ( AOR= 3,43). Conclusões: as taxas podem ser subestimadas por ser em auto relatadas. Estar na adolescência e ter conhecimento sobre métodos contr aceptivos foram associados aos dois tipos de aborto, enquanto nível educacional com o e spontâneo e estado conjugal com induzido. Programas para reduzir taxas de abortamen to deveriam focar em mulheres solteiras e com baixa educação.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/35682
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
ISSN: 1519-3829
Appears in Collections:DSC - Artigos publicados em revista científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_art_llcorreia.pdf117,73 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.