Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37381
Title in Portuguese: A vivência das professoras de creche com conflitos: as ações de intervenção pedagógica e suas implicações para construção de limites pelas crianças
Author: Maia, Naiza Reijane
Advisor(s): Pereira, Jorgiana Ricardo
Keywords: Educação Infantil
Conflitos. Intervenção Pedagógica
Intervenção Pedagógica
Limits
Early Childhood Education
Conflicts
Issue Date: 2015
Citation: Maia, R. M.; Pereira, J. R. (2015)
Abstract in Portuguese: A presente pesquisa teve como objetivo investigar a vivência pessoal das professoras de creches em relação aos conflitos decorrentes das relações entre crianças no cotidiano da creche e entre professoras e crianças, procurando apreender se as intervenções realizadas diante desses conflitos contribuíram para a construção de limites por parte das crianças. Os estudos de Galvão (1995; 2004) e La Taille (1999) constituíram as bases teóricas deste estudo. A metodologia de caráter qualitativo constou da realização de entrevistas individuais semi-estruturadas, realizadas com três professoras de uma creche pública do Ceará, focalizado o objetivo da pesquisa. A finalidade de conhecer um pouco os sujeitos participantes da pesquisa foi aplicado um questionário constituído por questões abertas e fechadas sobre dados pessoais e profissionais das professoras. A análise do material construído mostrou que as professoras consideram que os conflitos entre crianças ocorrem nos momentos de disputa por brinquedos, objetos e materiais e que os conflitos entre crianças e docentes ocorrem em decorrência da oposição da criança a intervenção realizada pela professora em situações cotidianas, como: a recusa para seguir regras estabelecidas e nos momentos de conflito entre crianças. Nenhum docente compreende que os conflitos além de contribuírem e serem necessários para o desenvolvimento infantil, integram especificamente para diferenciação do eu. Os exemplos de situações de conflito vividos pelas professoras no cotidiano da Educação Infantil revelam que suas intervenções pedagógicas são marcadas pela presença de castigos, punições e recompensas consideradas equivocadamente pelas docentes, como positiva para construção de limites. Assim, concluiu - se que as intervenções realizadas pelas professoras nas situações de conflito pouco contribuíram para construção de limites pelas crianças com as quais trabalharam. Isto porque não envolveu ações que possibilitassem as crianças notar seus próprios limites que as estimulassem a superá-los. Nesse sentido, a maiorias das professoras que participaram da pesquisa evidenciaram ter um entendimento de limites, somente, como uma fronteira que não deve ser transposta pela criança, uma vez que suas intervenções diante dos conflitos entre crianças e entre professoras e crianças não foram seguidas do movimento contrário de possibilitá-las a transposição de seus próprios limites. Palavras-chave:
Abstract: This research aimed to investigate the personal experiences of day care teachers in relation to conflicts arising from relationships between children in day care center’s everyday and between teachers and children, seeking to grasp if the interventions made on such conflicts have contributed to build limits by children. Galvão’s reasearchs (1995; 2004) and La Taille (1999) formed the theoretical basis of this study. The methodology of qualitative nature consisted of carrying out semi-structured individual interviews conducted by three teachers from a public day care center of Ceará, focusing on the research objective. In order to know a little the subjects participating in the research a questionnaire consisting of open and closed questions on personal and professional data of the teachers was made. The analysis of the material built showed that the teachers feel that the conflicts between children occur in moments of dispute for toys, objects and materials and that the conflicts between children and teachers occur as a result of the opposition of the child the work carried out by the teacher in everyday situations, such as: the refusal to follow settled rules and in moments of conflict between children. No teacher understands that the conflicts in addition to contribute to, and being necessary for the child development are specifically for differentiation of the self and integration of it. The examples of situations of conflict experienced by teachers in the daily routine of Child Education reveal that their pedagogical interventions are marked by the presence of punishment, discipline and rewards, considered mistakenly by teachers as positive for construction of limits. Thus, it is concluded that the interventions made by the teachers in conflict situations contributed little to building limits the children with whom worked. This is because they did not involve actions that would enable children to notice their own limits, that would stimulate them to overcome. In this sense, most of the teachers who have participated in the research evidenced to have an understanding of limits, only as a boundary that should not be transposed by the child, since their interventions in face of conflicts between children and between teachers and children have not been followed by the opposite movement that is the transposition of their own limits.
Description: MAIA, Naiza Reijane. A vivência das professoras de creche com conflitos: as ações de intervenção pedagógica e suas implicações para construção de limites pelas crianças. 2015. 70f. –TCC (Monografia) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Curso de Especialização em Docência em Educação Infantil, Polo Quixada (Ce), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37381
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:EDEI - Monografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_tcc_nrmaia.pdf710,08 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.