Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37448
Title in Portuguese: Superando o preconceito: importância da prática pedagógica comprometida com questões étnico-raciais na educação infantil
Author: Vaz, Nathália Naly de Almeida
Advisor(s): Gondim, Meire Virgínia Cabral
Keywords: Educação Infantil
Questões étnico-raciais
Prática Pedagógica
Early Childhood Education
Ethnic and racial issues
Issue Date: 2015
Citation: Vaz, N. N. A.; Gondim, M. V. C. (2015)
Abstract in Portuguese: O racismo ainda é uma prática atual na sociedade brasileira, presente no cotidiano das instituições educacionais, que prejudica a construção da identidade de nossas crianças e nega-lhes direitos de cidadania. Dessa reflexão, surge o objetivo geral da pesquisa, analisar como a prática pedagógica do professor pode inferir na construção das relações étnico-raciais positivas na infância. A fundamentação teórica é composta por estudiosos, e principalmente, por documentos oficiais que tratam do tema. A metodologia teve como base a pesquisa qualitativa apoiando-se na dialética como método de compreensão da realidade. Nessa perspectiva, adotamos como técnica de coleta de dados entrevistas semiestruturadas, utilizando também um gravador. Os participantes da pesquisa foram quatro professoras do município de Fortaleza, com atuação mínima de três anos na Educação Infantil, com histórico de trabalho em práticas inclusivas. A análise dos dados mostrou que as professoras reconhecem que o racismo faz parte da sociedade brasileira, relatando situações de conflitos verificadas com as crianças, momentos reveladores da necessidade em aprofundar o debate sobre o tema. Percebemos que a temática não vem sendo tratada de forma efetiva e sistemática, mas apenas de forma pontual em comemoração ao “Dia da Consciência Negra”. As docentes declararam, ainda, não terem participado de formação específica sobre como lidar com tais questões, indicando que o município de Fortaleza encontrar-se em situação indiferente quanto à implementação de ações afirmativas na Educação Infantil. Apesar disso, as entrevistas revelaram que, por acharem pertinente, as professoras realizam com as crianças práticas pedagógicas para a diversidade étnico-racial. Assim, procuram dar conta de uma lacuna na formação inicial e continuada, por meio de uma formação pessoal, através de cursos, leituras ou em seus ambientes de trabalho com o coletivo de professores, mesmo quando pontualmente tratam da data comemorativa citada. Em vista disso, acreditamos que a Educação das Relações Étnico-Raciais como uma política pública municipal seria uma forma de garantir o direito das crianças ao conhecimento e à produção do saber sobre a cultura e História africana, de modo a propiciar debates que possam combater o preconceito racial impregnado nas instituições.
Abstract: Racism is still a current practice in Brazilian society, present in daily educational institutions, interferes with the construction of the identity of our children and denies them citizenship rights. This reflection, which led us to investigate the ethnic and racial issues discussed in official documents and in area studies and to understand what they think teachers under the Kindergarten and as pedagogical practice can interfere with the construction of ethnic-racial relations positive in childhood. The Brazilian government has considered the struggle of the black movement for the recognition of their specific rights. In this sense, government, Black Movement and universities conduct research and publications as a means of evaluating affirmative action and propose ways to implement laws. The qualitative research relied on dialectics as a method of understanding and action on reality. In this perspective, we conducted semi-structured interviews with four teachers in the city of Fortaleza, with minimal performance three years in kindergarten, with a history of working in inclusive practices. We realize that the issue has not been addressed effectively and systematically, but occasionally. To be interviewed, the participating teachers were asked about the ethnic-racial relations in their daily lives and how they might act in the size proposed by the documents, overcoming the immediacy and introducing pedagogical practices in an institutional perspective that treats of racial issues in kindergarten. The teachers declared, still, did not participate in specific training on how to deal with such issues. Therefore, we analyzed the city of Fortaleza is in indifferent position on the implementation of affirmative action in education and that the commitment of local government agencies is necessary in order to accomplish the governing Brazilian law regarding the right of the child to appreciation of ethnicracial identity and other actions to combat racism. In view of this, we believe that the Education of Racial-Ethnic Relations as a municipal public policy would be one way of ensuring children's right to knowledge and the production of knowledge about the culture and African history in order to provide debates that can fight prejudice racial impregnated in institutions, caused by the lack of training on the complexity of the issue.
Description: VAZ, Nathália Naly de Almeida. Superando o preconceito: importância da prática pedagógica comprometida com questões étnico-raciais na educação infantil. 2015. 96f.–TCC (Monografia) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil, Fortaleza (Ce), 2015.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37448
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:EDEI - Monografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015_tcc_nnavaz.pdf2,69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.