Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37810
Title in Portuguese: Dislexia: investigações psicolingüísticas e neuropsicológicas
Author: Gomes, Rafaela Nóbrega Teixeira Ferreira
Advisor(s): Silva, Luciane Ponte e
Keywords: Dislexia
Crianças - dislexia
Ensino médio
Issue Date: 2004
Citation: Gomes, R. N. T. F.; Silva, L. P. (2004)
Abstract in Portuguese: A dislexia diz respeito a dificuldades atípicas encontradas na leitura. A competência de leitura é considerada fundamental em qualquer sistema educativo. Crianças, com dislexia não detectada ou não tratada, apresentam alto risco de fracasso escolar, grande probabilidade de não completar o ensino médio, e de ter problemas sociais e afetivos associados. Este trabalho parte da investigação dos padrões normais de aquisição de leitura para chegar ao entendimento das perturbações deste processo, que caracterizam a dislexia de desenvolvimento. A metodologia empregada foi o levantamento bibliográfico. A aquisição da leitura e da escrita se constitui numa atividade mental lingüística complexa, organizada e tardia, ao contrário da fala, que é natural e não exige treinamento formal. Os pré-requisitos para a leitura englobam aspectos do aluno, da família e da escola. Durante o processo de aquisição da leitura normal, a criança deve adquirir, para se tornar um leitor competente: um conhecimento do princípio alfabético, um domínio progressivo do código ortográfico, uma automatização da decodificação fonológica e a constituição de um léxico ortográfico. O padrão neuropsicológico dos disléxicos compreende principalmente os distúrbios fonológicos, além dos de memória verbal. O prognóstico da dislexia é favorável, desde que sejam aplicadas técnicas de leitura específicas, que os capacitem a dominar as habilidades de leitura. Os subtipos de dislexia do desenvolvimento são as dislexias fonológicas, na qual a dificuldade reside na transcodificação grafema/fonema; as dislexias de superfície, que envolvem problemas na elaboração de uma imagem visual estável das palavras; e as mistas, que combinam traços de ambos os subtipos fonológico e de superfície. Parece haver diferenças tanto anatômicas quanto funcionais entre os cérebros dos disléxicos e dos normoléxicos, embora até o momento não haja consenso quanto à especificidade destas diferenças. Em leitores normais competentes, parece haver a cooperação entre os dois hemisférios, já que a leitura automática exige uma decodificação tanto fonológica quanto lexical. No caso da leitura pela rota fonológica, de palavras desconhecidas e pseudopalavras, o hemisfério esquerdo é essencial. Já a participação do hemisfério direito na leitura é atualmente incontestável, principalmente no caso de leitores iniciantes e peritos, e em atividades de leitura silenciosa, apreensão da idéia principal, metáforas, inferências e leitura de palavras concretas. A compensação da dislexia parece ser mais eficaz quando se dá pela utilização da área de Broca, do que pela ativação da região perisilviana do hemisfério direito. Estudos futuros são necessários para que se verifiquem todas as nuances da leitura dentro do processo geral de linguagem e que se entenda melhor a dislexia, a fim de propor tratamento específico para cada tipo de dislexia do desenvolvimento.
Description: GOMES, Rafaela Nóbrega Teixeira Ferreira. Dislexia: investigações psicolingüísticas e neuropsicológicas. 2004. 82f.- TCC ( Especialização) - Universidade Federal do Ceará, Centro de Treinamento e Desenvolvimento, Especialização em Avaliação Psicológica Interventiva na Saúde e na Educação, Fortaleza (CE), 2004
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/37810
Appears in Collections:EAPISE - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2004_tcc-rntfgomes.pdf737,74 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.