Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38040
Título: Tecnologias digitais e análise do regime de informação para a promoção da saúde coletiva.
Título em inglês: Digital technologies and analysis of the information regime for the promotion of collective health
Autor(es): Gómez, Maria Nélida González de
Palavras-chave: Tecnologias digitais
Regime de informação
Saúde coletiva
Data do documento: 2018
Editor: Revista Informação em Pauta
Citação: GÓMEZ, Maria Nélida González de. Tecnologias digitais e análise do regime de informação para a promoção da saúde coletiva. Revista Informação em Pauta, Fortaleza, v. 3, número especial, p. 9-29, nov. 2018.
Resumo: São complexos e múltiplos os recursos e fluxos informacionais que cotidianamente visam a vincular o atendimento à saúde, com as expectativas e necessidades da população brasileira. As tecnologias digitais são competentes para processar e transladar todas as linguagens, mas mediadas por códigos, normas e padrões. Elas tanto inscrevem suas lógicas operacionais sobre os contextos em que atuam, como são contaminadas pelas demarcações regulatórias organizacionais. O desenho e implementação das tecnologias digitais estará condicionado pela pluralidade de tempos e agências locais que devem ser articulados, além de todos os desafios culturais, econômicos e políticos, próprios de um macro sistema de saúde pública. Nesse quadro, são propostas teorias sobre regimes de informação, considerando que sua flexibilidade, transversalidade e pluralismo epistemológico, ofereceriam maior liberdade analítica e descritiva. do ponto de vista da reconstrução de ações, sistemas e, recursos de informação e de paradigmas de políticas tecnológicas. Como cuidado e fortalecimento das premissas democráticas, cabe lembrar que o sucesso da implementação das tecnologias de informação e suas possibilidades inovadoras, requer mais que o acesso e a transparência das informações, um processo continuo de aprendizagem crítico sobre modelos, fontes e dispositivos de informação em e para a saúde, sua produção, efeitos e validade. Esse processo de aprendizagem deve incluir a todos, os desenvolvedores de política e os gestores, os pesquisadores e os profissionais da clínica, mas muito especialmente o cidadão-usuário e protagonista do SUS.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38040
ISSN: 2525-3468 (online)
Aparece nas coleções:DCI - Artigos publicados em revistas científicas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2018_art_mnggomez.pdf1,11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.