Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38122
Title in Portuguese: Adesão ao tratamento anti-hipertensivo em uma instituição especializada de Fortaleza- Ce
Author: Santos, Igo Borges dos
Advisor(s): Araújo, Thelma Leite de
Keywords: Hipertensão
Cooperação e Adesão ao Tratamento
Enfermagem
Issue Date: 2018
Citation: SANTOS, I. B. Adesão ao tratamento anti-hipertensivo em uma instituição especializada de Fortaleza-Ce. 2018. 52 f. Monografia (Graduação em Enfermagem) – Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.
Abstract in Portuguese: A Hipertensão Arterial é uma condição crônica multifatorial cujo tratamento envolve medidas medicamentosas e não medicamentosas. Entretanto, um dos principais problemas enfrentados por profissionais de saúde é a baixa adesão às medidas propostas e pactuadas acarretando, desse modo, aumento nos gastos públicos e na morbimortalidade dos indivíduos acometidos. Nesse sentido, este estudo visa avaliar o nível de adesão ao tratamento medicamentoso de indivíduos adultos com Hipertensão Arterial, utilizando Questionário de Adesão ao Tratamento da Hipertensão Arterial Sistêmica – QATHAS, em uma Instituição especializada na atenção ao hipertenso de Fortaleza, Ceará. Trata-se de uma pesquisa descritiva transversal com delineamento quantitativa realizada em instituição especializada no atendimento a hipertensão arterial, com indivíduos com diagnóstico médico de hipertensão arterial com, pelo menos, seis meses de tratamento medicamentoso em acompanhamento pela instituição, tendo idade igual ou superior a 18 anos. Na coleta de dados foi utilizado instrumento constituído de duas partes: características sociodemográficas e clínicas e Questionário de Adesão ao Tratamento da Hipertensão Arterial. Os dados coletados foram digitados e armazenados no programa Microsoft Office EXCEL®, versão 2010. Posteriormente, foram submetidos à análise estatística no Software Statistical Package for Social Sciences® (SPSS), versão 20.0, estabeleceram-se frequências absolutas e relativas, foi utilizado Razão de Verossimilhança e Teste de Qui-quadrado de Pearson para inferência estatística. Foram incluídos 300 pacientes. A análise evidenciou que a maioria dos pacientes atendidos era de idosos, do sexo feminino, com baixa escolaridade e baixa renda tendo como principal comorbidade associada, o diabetes mellitus. O tempo de diagnóstico da doença foi entre 11 a 20 anos, sendo que a maioria tomava de 1 a 10 medicamentos diariamente em sua maioria para controle da pressão arterial. Verificou-se boa adesão ao comparecimento das consultas. A adesão mensurada pelo QATHAS foi de 90 para 45,3% dos pacientes. Idade, ocupação, ter diabetes, tempo de diagnóstico e tratamento para Hipertensão Arterial e número de consultas anuais apresentaram relação significante com a adesão calculada pelo instrumento. Diante do exposto, vê-se que a adesão ao tratamento da hipertensão arterial é um desafio no qual se faz necessárias práticas de educação e promoção em saúde que visem à melhora da adesão dos pacientes ao tratamento. O enfermeiro, membro da equipe multidisciplinar tem papel relevante na promoção da adaptação, autocuidado e estabelecimento de metas terapêuticas que visem a adesão ao tratamento anti-hipertensivo.
Abstract: Arterial hypertension is a chronic multifactorial condition whose treatment involves drug and non-drug measures. However, one of the main problems faced by health professionals is the low adherence to the proposed and agreed measures, thus increasing public expenditures and the morbimortality of the individuals affected. In this sense, this study aims to evaluate the adherence level to the medical treatment of adult individuals with Arterial Hypertension, using a Questionnaire of Adherence to the Treatment of Systemic Arterial Hypertension - QATHAS, in an institution specialized in the attention to hypertension in Fortaleza, Ceará. This is a cross-sectional descriptive study with a quantitative delineation performed in an institution specialized in the treatment of hypertension, with individuals with medical diagnosis of arterial hypertension with at least six months of drug treatment under follow-up by the institution, having an age equal to or greater than 18 years. The data collection consisted of two parts: sociodemographic and clinical characteristics and an Adherence Questionnaire to the Treatment of Hypertension. The collected data were entered and stored in the Microsoft Office EXCEL® program, version 2010. Afterwards, they were submitted to statistical analysis in the Software Statistical Package for Social Sciences® (SPSS), version 20.0, absolute and relative frequencies were established, of Verossilhança and Pearson's Chisquare test for statistical inference. A total of 300 patients were included. The analysis showed that the majority of the patients attended were elderly, female, low education and low income, with diabetes mellitus as the main associated comorbidities. The time of diagnosis of the disease was between 11 and 20 years, with most taking 1 to 10 medications daily, mostly for blood pressure control. There was good adherence to the attendance of the consultations. The adherence measured by QATHAS was from 90 to 45.3% of the patients. Age, occupation, having diabetes, time of diagnosis and treatment for Arterial Hypertension and number of annual consultations calculated by the instrument. In view of the above, it is seen that adherence to the treatment of arterial hypertension is a challenge in which it is necessary to practice health education and promotion aimed at improving patients' adherence to treatment. The nurse, a member of the multidisciplinary team, has a relevant role in promoting adaptation, self-care and establishing therapeutic goals that aim at adherence to antihypertensive treatment.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38122
metadata.dc.type: TCC
Appears in Collections:ENFERMAGEM - Monografias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_tcc_ibdsantos.pdf921,74 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.