Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38531
Title in Portuguese: Os sentidos da pobreza na Fenomenologia do espírito de Hegel
Title: The meanings of poverty in Hegel’s Phenomenology of the spirit
Author: Novelli, Pedro Geraldo Aparecido
Keywords: Abundância
Acúmulo
Satisfação
Issue Date: 2018
Publisher: Revista Dialectus
Citation: NOVELLI, Pedro Geraldo Aparecido. Os sentidos da pobreza na Fenomenologia do espírito de Hegel. Revista Dialectus, Fortaleza, v. 5, n. 12, p. 353-373, jan./jul. 2018.
Abstract in Portuguese: A pobreza é definida enquanto um estado no qual alguém ou um país todo se encontra e que é marcado por uma grande carência de dinheiro, bens, posses e meios para se viver. O termo pobreza também pode ser empregado para qualificar a pouca ou inexistente qualidade de alguma coisa como uma casa ou o presente texto. O objetivo do presente texto é identificar e expor os possíveis significados da palavra pobreza, “Armut” no original em alemão, na Fenomenologia do Espírito de Hegel. A palavra é empregada por Hegel em quatro momentos bem específicos, mas que acabam por se destacar em figuras estruturais da Fenomenologia. A primeira menção se dá no Prefácio à obra que expressa o desconforto hegeliano de antecipar aí o que somente pode ser compreendido com o desenvolvimento da obra. A segunda menção acontece na seção dedicada à Certeza e à verdade da razão. A terceira menção ocorre na figura do Espírito na qual também a palavra pobreza é empregada pela quarta e última vez.
Abstract: Poverty is defined as a state in which a person or a whole country finds itself and which is marked by a great lack of money, goods, possessions and means to live. The term poverty can also be used to qualify the little or nonexistent quality of something like a house or the present text. The aim of the present text is to identify and expose the possible meanings of the word poverty, "Armut" in the original German, in Hegel's Phenomenology of the Spirit. The word is employed by Hegel in four very specific moments, but which end up being highlighted in structural figures of the Phenomenology. The first mention is given in the Preface to the work that expresses the Hegelian discomfort of anticipating there what can only be understood with the development of the work. The second mention happens in the section dedicated to Certainty and the truth of reason. The third mention occurs in the figure of the Spirit in which the word poverty is also used for the fourth and last time.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/38531
ISSN: 2317-2010
Appears in Collections:PPGFILO - Artigos publicados em revistas científicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2018_art_pganovelli.pdf426,66 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.