Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3891
Título: Igreja, sindicato e organização dos trabalhadores
Título em inglês: Church and union organization of workers
Autor(es): ALBUQUERQUE, Ronald de Figueiredo e
Orientador(es): BARREIRA, César
Palavras-chave: Organizacao sindical -Crato-Ceara
Trabalhadores rurais -Crato-Ceara
Igreja catolica - Organizacao de trabalhadores -Crato-Ceara
Comunidades rurais
Data do documento: 1991
Editor: www.teses.ufc.br
Citação: ALBUQUERQUE, R. F. ; BARREIRA, C. (1991)
Resumo: Neste estudo, é analisada a organização do trabalhares rurais no município do Crato, tendo em vista o papel exercido pela Diocese do Crato na criação dos sindicatos em toda região. São esses sindicatos que permitiram num primeiro momento, a discussão dos problemas que envolvem os trabalhadores do campo, criando um espaço antes inexistente onda o encontro era possível permitindo a visualização da realidade vi vida por cada um. A diocese quando enveredou pelo caminho da organização sindical não pretende radicalizar a oposição entre trabalhadores e proprietários de terra, entre trabalhadores e o Estado como instrumento de dominação. Seu projeto estava antes voltado para a melhoria das condições de vida do trabalhador mas dentro da ordem burguesa instituída, era sua pretensão, como aqui é mostrada, retomar o trabalho desenvolvido por Pe. Ibiapina no sentido de criar comunidades rurais onde o homem do campo tivesse atendido alguns reclamos permitindo a "paz" e a ordem através da mediação realizada pelo Estado no atendimento das demandas mais urgentes dos trabalhadores. Num primeiro momento, associa-se a diocese local as preocupações de toda a Igreja Católica brasileira em criar impedimentos à organização dos trabalhadores de esquerda, principalmente pelo Partido Comunista, e cria sindicatos para depois centrar sua preocupação com as comunidades até um momento em que a ruptura entre as bases e a diocese se processa por não poder estar dentro do seu projeto, levar a luta dos trabalhadores a radicalização pretendida por eles e suas necessidades. Desta maneira, é analisado os motivos que levaram a Igreja Católica a buscar de início, a organização dos trabalhadores depois a inserção da diocese do Crato neste processo mostrando soas peculiaridades por estar voltada mais para a realidade local, sua relação com os trabalhadores da região e as mudanças que esse processo sofre em decorrência de uma conjuntura nacional que se modifica, implicando em comportamentos diferenciados por parte da Igreja, (diocese local), dos trabalhadores e da equipe da ELIRUR (Escola de Líderes Rurais). Por outro lado, verifica-se também a organização sindical as transformações sofridas em consequências das mudanças políticas no contexto posterior ao golpe de 64 e as consequências no Cariri, com especialidade no município do Crato. Os sindicatos da região não sofrem com o golpe mas seu relacionamento com os trabalhadores, a equipe da ELIRUR e com a Própria diocese transforma-se, principalmente após 72, distanciando-se da diocese o procurando atuar a partir de parâmetros impostos pela ditadura. Volta-se a ação da diocese e da Escola de Líderes Rurais da fundação Pe. Ibiapina mais para a comunidade rural, principalmente a ELIRUR que passa a realizar seu trabalho dentro de uma perspectiva de mudança nas relações de produção existente. Essa ação da ELIRUR é posteriormente confrontada com os objetivos da diocese que afasta seus membros mais expressivos e com isso afastando-se das lideranças comunitárias que optam em permanecer juntos aos membros dissidentes da diocese criando uma entidade que dê continuidade ao acompanhamento das comunidades agrícolas dentro de uma perspectiva mais radical, maia independente e inteiramente voltada para as suas necessidades.
Abstract: In this study, we analyzed the organization of the trabalhares rural municipality of Crato, in view of the role played by the Diocese of Crato in the creation of unions throughout the region. These unions are allowed in the first instance, the discussion of problems involving field workers, creating a wave nonexistent before the meeting was possible allowing visualization of reality seen by each life. The diocese has taken the path when the union does not want to radicalize the opposition between landowners and workers, between workers and the state as an instrument of domination. His first project was aimed at improving the living conditions of the workers but within the established bourgeois order, was his intention, as is shown here, to resume the work of Fr Ibiapina to create rural communities where the farmer had attended some reclamations allowing the "peace" and order through mediation conducted by the State in meeting the most urgent demands of the workers. At first, partnering with local diocese concerns of the entire Catholic Church in Brazil create impediments to organizing workers left, especially the Communist Party, and then creates unions to focus their concern with the communities until a time when the break between the foundation and the proceeds diocese because he could not be within your project, take the fight radicalization of workers desired by them and their needs. Thus, we analyze the reasons that led the Catholic Church to seek the beginning, the organization of workers after the insertion of the Diocese of Crato this process ple showing peculiarities to be geared more to local realities, their relationship with workers in the region and changes that this process suffers as a result of a national situation that changes, resulting in different behaviors on the part of the Church (local diocese), workers and team ELIRUR (School of Rural Leaders). On the other hand, there is also a trade union organization in the transformations consequences of policy changes in the context of post-stroke 64 and the consequences Cariri, specializing in the municipality of Crato. The unions in the region do not suffer from the blow but his relationship with the workers, the staff and the ELIRUR Own diocese becomes, especially after 72, moving away from the diocese seeking work from parameters imposed by the dictatorship. Back to the action of the diocese and the School of Rural Leaders Foundation Fr Ibiapina more for the rural community, especially ELIRUR passing your work done within a perspective of change in production relations existing. This action of ELIRUR is subsequently confronted with the goals of the diocese that alienates its members more expressive and thus moving away from community leaders who choose to stay together dissident members of the diocese creating an entity to continue the monitoring of agricultural communities within a more radical, and entirely independent Mayan oriented needs.
Descrição: ALBUQUERQUE, Ronald de Figueiredo e. Igreja, sindicato e organização dos trabalhadores. 1991. 204f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Departamento de Ciências Sociais, Programa de Pós-Graduação em Sociologia, Fortaleza(CE), 1991.
URI: http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/3891
Aparece nas coleções:PPGH - Dissertações defendidas na UFC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
1991_Dis_RFeAlbuquerque.pdf18,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.